Virada de Mesa! Depois de “goleada” do Judiciário, Belivaldo recorre ao tapetão!

Habacuque, 28 de Setembro, 2019

A Procuradora Regional Eleitoral (PRE), Eunice Dantas, conforme noticia o portal NE Notícias, vai encerrar suas atividades na PRE na próxima segunda-feira (30), quando o pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) julgará os embargos movidos pela defesa da chapa do governador Belivaldo Chagas (PSD) e da vice-governadora Eliane Aquino (PT), contra a decisão do Pleno que, recentemente, os condenou, por 6x1, à perda do mandato e, no caso do “galeguinho”, à inelegibilidade por oito anos.

“Coincidentemente”, quando o julgamento dos embargos se aproxima e na sessão que marcará a “despedida” de Eunice Dantas – autora do pedido de cassação da chapa majoritária por abuso de poder econômico em 2018, a defesa de Belivaldo e Eliane decide questionar o presidente do Tribunal Regional, desembargador José dos Anjos, que segundo os advogados deveria ter se julgado “impedido” de participar do julgamento pelo fato de seu filho ser membro do escritório que teria gerado a ação de abuso cometido pela coligação durante a campanha eleitoral.

Para este colunista a intenção do recurso é meramente protelatória e não deve mudar o entendimento dos magistrados sergipanos. Aliás, não há nem um fato que justifique qualquer alteração no voto e em tão pouco tempo. Além de ganhar tempo para retardar a tramitação do processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), fica a impressão que Belivaldo e Eliane estão buscando suspender o julgamento dos embargos, na segunda-feira, para que a Procuradora Eunice Dantas deixe o cargo e, mais adiante, o processo siga sub a “tutela” de seu sucessor.

Vale lembrar que, em grosso modo, Belivaldo e Eliane levaram uma sonora “goleada” do Poder Judiciário, não esperavam um resultado tão desfavorável e o recurso para questionar um possível impedimento do desembargador José dos Anjos não parece uma medida “inteligente”. Há quem diga que é uma carta que a dupla tem na manga e que deve usá-la, mas não parece capaz de mudar o resultado “dentro de campo”, dentro do tribunal! No futebol seria uma espécie de tentativa de “virada de mesa”, de querer reverter no “tapetão”...

Este colunista esperava que Belivaldo e Eliane exercessem o direito legítimo que possuem para tentar contestar que venceram a eleição contra Valadares Filho (PSB) de forma acachapante e limpa. Que iam questionar a decisão da Justiça Eleitoral com boa argumentação, com conteúdo, com provas incontestes que aquela disputa foi lícita. Mas não. Questionar um impedimento porque o filho de um dos desembargadores geraria “suspeição” no julgamento por prestar serviços a um escritório de advocacia que teria interesse na causa? Isso é ou não é uma “apelação”? Sem contar que José dos Anjos é um magistrado sem máculas, discreto e isento. É muito “barulho” por nada...

 

Veja essa!

Tanto que este colunista alertou, mas o conselheiro do TCE, Clóvis Barbosa, faz “ouvido de mercador”. Em desespero, diante do iminente retorno de Flávio Conceição para o cargo, “Barbosinha” judicializou o processo administrativo do Tribunal de Contas que versa que sobre o retorno do titular da cadeira.

 

E essa!

Depois de tantas “peripécias” com seus pares dentro do TCE (que o diga a “neófita” Angélica Guimarães), nessa sexta-feira (27) mais uma derrota: teve o Mandado de Segurança que impetrou contra Flávio negado pelo Tribunal de Justiça. Pelo visto vai ter que sair da Corte pela porta dos fundos...

 

Decisão

Em sua decisão, o magistrado pontuou que “na hipótese dos autos, não verifico, ao menos neste momento processual, ilegalidade flagrante no procedimento adotado pela autoridade impetrada para o processamento do TC 004279/2019, que justifique a intervenção do Poder Judiciário na atuação administrativa daquele órgão para fins de determinar a suspensão do feito, como pretende o impetrante”. Tem jeito não...

 

30 anos da Constituição

A Assembleia Legislativa de Sergipe já tem toda a programação definida das comemorações dos 30 anos de promulgação da Constituição Estadual. Para tanto, a Mesa Diretora, através do presidente e deputado estadual Luciano Bispo (MDB), anunciam o “2º Simpósio Constituição de Sergipe” a ser realizado de 8 a 10 de outubro, no auditório do Tribunal de Justiça, também na Praça Fausto Cardoso, centro de Aracaju.

 

Exposição

Na próxima terça-feira (1º) serão iniciadas as celebrações com a abertura de uma exposição no hall da Alese, no Palácio Construtor João Alves, que trará fotos, textos e vai explorar documentos ainda da época da Constituinte de 1989. Também serão expostos documentos originais anteriores àquele ano. Um verdadeiro “tesouro” que ficará disponível para pesquisadores e historiadores. 

 

2º Simpósio

As comemorações prosseguem no dia 7, com uma sessão especial de homenagem aos 30 anos da Constituição Estadual que terá a fala do ex-deputado Nicodemos Falcão, que foi o relator da Constituinte. “Nos dias 8, 9 e 10 haverá a realização do 2º Simpósio científico e acadêmico, voltado para servidores públicos, acadêmicos de Direito e estudantes de outras áreas, no auditório do Tribunal de Justiça de Sergipe, gentilmente cedido pelo desembargador Osório de Araújo Ramos”, explicou o presidente da Comissão Organizadora das Comemorações e atual subsecretário-geral da Mesa Diretora da Alese, Igor Albuquerque.

 

Inscrições

O Simpósio trará uma abordagem histórica, jurídica e política da Constituinte de 1989, com quase todos os palestrantes sergipanos e apenas três que virão dos Estados de Santa Catarina, Alagoas e do Distrito Federal. As inscrições par ao evento são gratuitas, mas limitadas, e podem ser feitas, exclusivamente, pelo site www.al.se.leg.br.

 

Exclusiva!

Chegou a informação para este colunista que setores do Ministério Público Estadual e, possivelmente, do Tribunal de Contas preparam uma ação conjunta para apurar possíveis irregularidades cometidas em um recente processo licitatório da Prefeitura de Boquim, cujo objeto teria sido o serviço de limpeza urbana, dentre outras coisas. Fala-se em “cartas marcadas”...

 

Debandada?

Outra informação muito quente são inúmeros os “focos de insatisfação” dentro do governo Belivaldo e Eliane. Diretores de DARF, assessores, secretários e diretores de órgãos já não escondem o descontentamento. Fala-se nos bastidores em “entrega coletiva” dos cargos de confiança. Tem gente atuando como “office boy”...

 

Marcha à Ré!

Alguns dos possíveis “envolvidos” nesta “debandada” estariam preocupados também com as consequências da Operação Marcha à Ré, da Polícia Federal, que investiga alguns contratos em Sergipe. A informação é que algo estaria para ser revelado em breve ainda sobre a gestão do então secretário de Educação e hoje governador, Belivaldo Chagas. Vale aguardar...

 

Para reflexão!

Causos de um “Sergipe del Rey”: certo dia um antigo “braço direito” de um gestor público do Estado, sufocado com as dificuldades financeiras e problemas advocatícios, com o avanços de determinadas investigações, feitas pelos “curiosos de plantão”, passou a ficar preocupado porque percebeu que a “corda” só parte do lado mais fraco. Viu-se isolado, esquecido. Mas eis que o gestor lhe apresentou uma solução para todos os problemas: venda seu carro, pague tudo e vire “Angélica”! Ou seja, vá de táxi! Tem que ter muita estrutura emocional! Sergipe é realmente “terra de muro baixo”...

 

Coisas de Lagarto

Falando em investigações e outras “coisitas”, em Lagarto todas as atenções estão no secretário de Finanças, Raoni Lemos. Ele tem gerado uma revolta generalizada em fornecedores do município porque, “vaidoso”, gosta de “olhar nos olhos” dos empresários para fechar os contratos. Os fornecedores reclamam de dificuldades para receberem os pagamentos porque “estranhamente” também precisam conversar com o deputado federal Gustinho Ribeiro (SD), que é esposo da prefeita...

 

Bomba!

Parte desses fornecedores da Prefeitura de Lagarto já teria encaminhado uma denúncia grave à Polícia Federal: a gestão já teria perdido recursos federais específicos para determinados serviços porque os empresários se negaram a pedir a benção! Comenta-se que o caso também será denunciado no Tribunal de Contas da União. As pessoas não entenderam ainda que os “tempos são outros”...

 

“Vem ligeirinho” I

Não é de agora que este colunista tem noticiado alguns “causos” que acontecem com frequência na Secretaria de Estado da Educação. Quem não se lembra do chefe de departamento, que é pequeno no tamanho, mas “ligeiro” nas dispensas de licitação, autorizadas pelo líder maior? Quem não lembra da contratação emergencial por cerca de R$ 150 mil de uma empresa com 90 dias de fundada?

 

“Vem ligeirinho” II

Pasmem os leitores! O “cabra” é tão habilidoso que consegue se manter no cargo inchando seu setor na Secretaria. É cargo de comissão para tudo que é lado. Comenta-se, até, que se precisar, ele vai encomendar cadeiras para acomodar tanta gente na diretoria. Enquanto alguns gestores seguem nomeando vereadores do interior no exercício do mandato, o “ligeirinho” prefere nomear afilhados políticos, parentes e amigos de autoridades. Vai findar montando uma “escala de revezamento”...

 

É Fantástico!

Chega de fora de Sergipe a informação que um grande município da região Sul do Estado será destaque negativo no programa Fantástico, da Rede Globo, em breve. Graves denúncias estão sendo investigadas pela Polícia Federal relativas ao pagamento de programas sociais e tudo virá à tona nos próximos dias. Um verdadeiro “escândalo”! Aguardem!!!

 

Alô MPE!

Chega a informação para a coluna, através de um vídeo, da existência de um “lixão” no município de Pedra Mole, que, pelo visto, encontra-se em formação em plena área urbana da cidade, próximo de inúmeras residências, podendo contaminar e causas doenças para moradores, em especial crianças e idosos. Os órgãos fiscalizadores precisam ficar atentos para este problema que é de saúde pública.

     

Coisas da SPU

A superintendente da SPU (Superintendência de Patrimônio da União) pediu a suspensão da XXV Gincana Norte-Nordeste de Pesca que ocorre na Caueira. Desse jeito, justiça seja feita, fica ainda mais complicado promover o turismo sergipano. Já não tem quase nada e o pouco que é feito é vetado?

 

Alô galeguinho!

Os servidores aposentados e pensionistas estão na bronca com o governador Belivaldo Chagas e com o Banco do Estado de Sergipe. É que a previsão de pagamento dos rendimentos de setembro está prevista para o próximo dia 11, uma sexta-feira e, provavelmente, no início da tarde. Como perguntar não ofende, com o fechamento das agências previsto para as 16 horas e, em se tratando de idosos, será que todos serão “contemplados” ou muitos vão ter que esperar a segunda-feira (14) para honrarem seus compromissos? Galeguinho, galeguinho! Se ajeite homem!

 

Ponte Penedo-Neópolis I

O governador de Sergipe “tirou retrato”, conversou e prometeu. Mas é o governo de Alagoas que anuncia a construção da ponte ligando os municípios de Penedo (AL) a Neópolis (SE), um sonho para a comunidade ribeirinha do Baixo São Francisco. Antes que alguém apareça como “pai da criança” são quase R$ 400 milhões em um projeto do governador Renan Filho (MDB).

 

Ponte Penedo-Neópolis II

O então deputado federal Renan Filho alocou recursos federais de emendas para a elaboração do projeto da ponte, em sintonia com o senador Renan Calheiros (MDB). O prefeito de Penedo, Marcius Beltrão (PDT) é pura alegria com a notícia e anuncia: “muito obrigado ao governador Renan Filho e ao senador Renan. Temos gratidão pelo carinho especial com Penedo e com a região sul de Alagoas. Estou muito feliz”. Nós sergipanos nem precisamos comentar nada, né?

 

Jucese

Com o objetivo de facilitar ainda mais a vida dos empresários sergipanos, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), isentou o pagamento de taxa para o fechamento de empresas do tipo jurídico Empresário Individual, Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) e Sociedade Limitada, que abrange a maioria dos negócios registrados na autarquia.

 

Aeroclube

O desembargador Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), determinou na suspensão da venda das áreas do Aeroclube de Sergipe, conforme noticia o Portal Faxaju. A abertura dos envelopes com as propostas dos interessados na compra estava marcada para essa sexta-feira (27), mas foi suspensa após a decisão judicial. Belivaldo queria usar o dinheiro arrecadado para capitalizar o fundo financeiro de previdência do Estado.

 

Seria cômico...

O prefeito Edvaldo Nogueira realizou palestra no Seminário de Inovação e Tecnologia do Congresso de Prefeitos, que ocorre em Florianópolis (SC). Em sua apresentação, ele abordou o Planejamento Estratégico e a Gestão Inteligente em Aracaju. Será que abordou o “caos planejado” em que transformou o trânsito da nossa capital? Com todo respeito, tem coisas que é melhor ouvir do que ser surdo!  

 

Valadares Filho I

O presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB), ex-deputado federal Valadares Filho, lembra que conseguiu a liberação dos recursos para a reforma do Centro de Convenções de Sergipe. “Como presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados (CTD), viabilizei R$ 20 milhões para a reforma e ampliação do Centro de Convenções de Sergipe. Infelizmente a obra está andando a passos de tartaruga por incompetência da gestão em Sergipe”. Como sofrem as tartaruguinhas...

 

Valadares Filho II

Valadares Filho lembrou ainda que viabilizou os recursos necessários para a realização da primeira edição do Encontro Nordestino de Cultura. “Foram mais de R$ 2 milhões, através de emendas parlamentares individuais, para divulgação dos destinos turísticos do nosso estado via Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), Dentre eles, os recursos que tornaram possíveis a realização do 1º Encontro Nordestino de Cultura na Orla de Atalaia, em Aracaju, pela Secretaria de Estado da Cultura, que atraiu milhares de turistas para nosso estado”, recorda.

 

TCE

Cerca de 250 participantes, entre servidores e gestores de oito municípios sergipanos, tiveram a oportunidade de adquirir e aprimorar conhecimentos por meio da ação pedagógica TCE Itinerante, promovida pelo Tribunal de Contas do Estado, através da Escola de Contas (Ecojan), na Faculdade Dom Pedro II, em Lagarto. O evento foi co-realizado pelo Ministério Público de Contas, e teve o apoio da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (Fames).

 

Ulices Andrade

Com palestras seguidas de debates, a programação trabalhou temas como o controle da administração pública, a estruturação do controle interno e compliance. “Ao empreender ações como esta, buscamos acabar com os erros na fonte, de modo que não ocorra desperdício dos já escassos recursos públicos”, destacou o presidente do TCE, conselheiro Ulices Andrade.

 

Luiz Ribeiro

Diretor da Escola de Contas, o conselheiro Luiz Augusto Ribeiro enfatizou que o evento teve o intuito de proporcionar orientação, e não assessoramento aos municípios, de modo que as temáticas trabalhadas guardam pertinência com as atividades do Tribunal. “Viemos aproximar o Tribunal, revelando seu papel de indutor para a efetividade das políticas públicas”, colocou. 

 

Municípios presentes

Além do município anfitrião, a iniciativa contemplou ainda agentes públicos de Salgado, Riachão do Dantas, Poço Verde, Simão Dias, Tobias Barreto, Boquim e São Domingos. A perspectiva é de que, até o final do ano, novas edições ocorram nesse mesmo formato, com um município polo recebendo jurisdicionados da respectiva região. 

Ismar Viana

A programação contou com três palestras intercaladas por debates. Na primeira, o coordenador da Escola de Contas, Ismar Viana, tratou do “Controle Dialógico da Administração Pública: da Consensualização ao Punitivismo”, abordando aspectos como os processos de consultas e os Termos de Ajustamento de Gestão (TAGs): “A ideia foi justamente passar para os gestores a que se propõem esses termos, a ideia da consensualização em si, mostrar que embora exista o instrumento de consensualização, isso não vai anular a função sancionadora do Tribunal, que elas coexistem”, afirmou.

 

Bandeira de Mello I

Em seguida, o procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPC), João Augusto dos Anjos Bandeira de Mello, abordou a temática “A Estruturação do Controle Interno como Meio Indutor de Efetividade da Gestão Pública”, em palestra que teve o conselheiro substituto Rafael Fonsêca como debatedor. 

 

Bandeira de Mello II

“Fizemos uma abordagem demonstrando a importância do controle interno como elemento importantíssimo para que a gestão funcione; que o setor seja formado não apenas pelo controlador, mas também por uma equipe de pessoas voltadas a que a gestão pública consiga seus resultados”, disse Bandeira de Mello. Por fim, o advogado Cristiano Barreto trabalhou a relação entre “Compliance e a Administração Pública”.

São Cristóvão

Durante a entrega de equipamentos da Codevasf ao governo do Estado, nessa sexta-feira (27), o prefeito Marcos Santana conversou com o presidente do DER, Ancelmo Luiz, e confirmou que os serviços de implantação de acesso ao complexo residencial Doce Vida começa próxima semana. O gestor tem estreitado parceria com o DER, órgão responsável pela manutenção das rodovias estaduais.

 

Show da Vértice

Neste sábado (28), a partir das 19 horas, no Shopping Peixoto, os leitores de Itabaiana e região estão convidados para prestigiar mais uma apresentação da Banda Vértice, que faz um mega tributo à inesquecível banda Legião Urbana, que até hoje tem sucessos reproduzidos por artistas em todo o Brasil e marcou uma geração entre as décadas de 80 e 90. É música boa e a coluna recomenda!

 

Zezinho do Bugio I

Em mais uma viagem à capital federal, o vereador Zezinho do Bugio participou de reuniões, audiências e encontros com deputados sergipanos, em busca de recursos para implementação de projetos sociais nos bairros da zona norte de Aracaju. Dentre os projetos, o parlamentar ressaltou a importância dos programas “Segundo tempo”, “Esporte e Lazer da Cidade” e “Vida saudável”, que são desenvolvidos pela Secretaria Nacional do Esporte. A proposta é implementar todos estes logo depois da inauguração das obras CIE. 

 

Zezinho do Bugio II

“O foco da nossa viagem é buscar as condições para levar esses projetos sociais para o nosso Bugio. Além de possibilitar o esporte lá no CIE, vamos implantar estes programas que já são sucesso em outros estados”, explicou o vereador, após reunião com o secretário especial do esporte, Washington Cerqueira, o coração valente. Segundo Zezinho, a parceria já está firmada. Basta apenas a somação de esforços por parte dos parlamentares federais.

 

Nossa Senhora do Socorro

Em um Ato Autorizativo, realizado no Centro Cultural Gilson Prado Barreto, o prefeito Padre Inaldo anunciou a concessão do Auxílio Transporte e Auxílio Alimentação. O benefício, no valor de R$ 200, é a segunda ação de valorização implementada este ano pela Gestão Municipal, uma vez que desde o mês de maio os trabalhadores já recebem o reajuste de 3% em seus honorários. 

 

Greve Geral

A defesa pela educação pública, gratuita e de qualidade continua. Nos dias 2 e 3 de outubro, toda a rede de educação em todo o Brasil vai parar em greve geral. Servidores e servidoras do Instituto Federal de Sergipe (IFS) decidiram, em assembleia geral realizada em 16 de setembro, aderir à greve. Durante todo o dia 2 de outubro, vai acontecer, na sede do Sinasefe Sergipe, o Mobiliza Pela Educação, uma série de atividades para conversar ainda mais com a comunidade interna e externa do Instituto Federal de Sergipe sobre todos os ataques que a educação vem sofrendo.

 

Atlas da Violência

A Assembleia Legislativa de Sergipe, por iniciativa do deputado estadual Iran Barbosa (PT), promoveu na manhã dessa sexta-feira (27), uma audiência pública para discutir os dados da violência no Brasil com base nos números do Atlas de 2019, publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), em julho deste ano. A exposição foi ministrada pelo doutor em Economia pela PUC/Rio, Daniel Ricardo de Castro Cerqueira, pesquisador do Ipea e um dos coordenadores da pesquisa.

 

Iran Barbosa

O deputado estadual Iran Barbosa pontuou que o objetivo da exposição foi para que as possam ter acesso a atualização dos dados para compreender melhor a realidade da violência no Brasil e em Sergipe. “Para enfrentar qualquer cenário eu aprendi, ao longo da minha vida, que é necessário que tenhamos conhecimento da realidade. Foi para isso que nós promovemos esta audiência pública. É uma grave doença social que temos nos Mundo, que é a violência”.

 

Daniel Cerqueira I

Por sua vez, o expositor fez uma espécie de “radiografia” da violência na última década e detalhou as razões que levaram à queda dos homicídios. Segundo ele, nos últimos anos, tem aumentado o número de Estados da Federação que conseguiram reduzir os registros. “Mas de 2015 para cá tem aumentando, consideravelmente, os crimes de ódio! Falamos de feminicídios, homofobia, racismo, mas também vamos mostrar que existe uma luz no final do túnel, que existe solução! Temos vários estudos do que funciona e do que não funciona”.

 

Daniel Cerqueira II

Daniel Cerqueira disse ainda que se baseia nos dados divulgados até 2017 e pontuou eu nós estamos perdendo a nossa juventude. “Antes da morte física, nas periferias, existe a morte simbólica de muitos jovens que foram abandonados à própria sorte, sem condições de desenvolvimento infantil, sem acesso à Educação e ao Mercado de Trabalho. Entre os jovens de 20 a 24 anos que morreram, 55,7% foram vítimas de homicídios. E esse crescimento fica mais acentuado no Norte e no Nordeste”.

 

Mudança demográfica

Sobre Sergipe ele destacou que, entre 2016 e 2017, houve uma reversão no processo com uma queda em torno de 11,3% de redução nos homicídios. Para ele é uma possibilidade das mortes virem a diminuir, com políticas eficientes e debates, com informação e conhecimento. “Há uma mudança demográfica em andamento e nós estamos envelhecendo a população. Do ponto de vista da violência isso contribui para diminuir o volume de crimes”.

 

Estatuto do Desarmamento

O palestrante ainda registrou a importância do Estatuto do Desarmamento para a redução dos índices. “O aumento de mortes por armas de fogo vinha crescendo e, se não fosse o Estatuto do Desarmamento, a taxa de homicídios seria 12% maior”, disse, pontuando que o Brasil responde por cerca de 15% do quantitativo de homicídios no mundo. “É uma barbárie! 120 municípios concentram a metade dos homicídios do Brasil.

 

Capitão Samuel I

Também participando do debate, o deputado estadual Capitão Samuel (PSC) registrou que tinha 28 anos de Polícia Militar, destacou alguns dados apresentados pelo expositor e defendeu que é preciso sim repensar a Segurança Pública. “Acho que esta discussão começa dentro de casa. A violência tem que ser combatida e trabalhada pelo pai e pela mãe junto aos seus filhos. Caso contrário, no futuro, nós vamos continuar enxugando gelo!”.

 

Capitão Samuel II

Em seguida, o deputado reconheceu o Estatuto do Desarmamento como uma “grande iniciativa”, mas pontuou que ele foi aplicado no Brasil de uma forma ineficiente. “Depois dele nós registramos uma disparada no número de homicídios. Quando vejo vocês falando de política de ódio, acho que existe muitos discursos e ações de endurecimento, agora o que levou o Brasil a reduzir esse número de homicídios em 22% em 2019? E Sergipe que reduziu 11%?  O que aconteceu nesse período? Por que os investimentos em prevenção aqui no Estado continuam ínfimos!”.

 

Combate à Pobreza

Por fim, Capitão Samuel disse que Sergipe tem por ano R$ 86 milhões do Fundo de Combate à Pobreza. “Mas a pobreza só aumenta! Não entendi porque esse Fundo foi criado! A pobreza vem associada da falta de emprego e do aumento de violência. E boa parte dos homicídios são praticados por armas ilegais. Será que não seria melhor a gente saber quem tem o porte da arma? Isso não ajudaria as autoridades na identificação?”, questionou.

 

Quem é a vítima?

“O que a gente vê são os bandidos cada vez mais armados e a população acuada dentro de casa, sem ter o direito de ir e vir. No caso do proprietários rurais que terão acesso às armas, quem são as vítimas? Quem está sendo vitimado, afinal? Sobre a juventude quero apenas dizer que muitos são influenciados pela falta de oportunidades e pelas drogas. Isso se banalizou! O País conseguiu controlar o consumo do tabaco, muitos têm vergonha de carregar uma carteira de cigarro, mas cheiram pó e fumam maconha abertamente em um show com 25 mil pessoas”, completou Capitão Samuel.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

O que você está buscando?