Aliança de Laércio com Alessandro afasta o PT de uma vez de Edvaldo!

Habacuque, 30 de Novembro, 2019 - Atualizado em 30 de Novembro, 2019

A política é realmente uma “caixinha de surpresas”! Desde os tempos de Magalhães Pinto (in memoriam) que já se sabia que ela é “como nuvem”, está de um jeito agora e, minutos depois, já está completamente diferente. É bem verdade que algumas “posturas” acabam gerando fortes questionamentos e findam com um reflexo negativo, em especial, junto ao eleitorado. Já outros posicionamentos surpreendem a opinião pública e findam saindo vitoriosos da urna eletrônica.

Estamos a menos de um ano das eleições municipais. Para quem pretende se candidatar e gastar recursos financeiros, pode até achar que ainda é um pouco cedo, mas a leitura correta é que o tempo é escasso e diminuto, ou seja, daqui a três meses, já estaremos em 2020, superadas as festas de final de ano, as prévias e o Carnaval, ou seja, o cenário para próximo processo eleitoral já está praticamente definido e quem não se preparou para ele, ou irá desistir ou será apenas “mais um” na disputa.

Em Sergipe, nessa sexta-feira (29), soou como uma “bomba” a aliança política entre o deputado federal Laércio Oliveira – que comanda o PP sergipano e a Fecomércio – e o senador Alessandro Vieira (Cidadania). Não que essa aliança seja completamente anormal. Não o é até porque ambos se não apoiam abertamente, ao menos aprovam algumas iniciativas do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Demonstram coerência neste sentido.

O problema é que Laércio já disse, reiteradas vezes, que seu compromisso político em Aracaju é com o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), que buscará a reeleição, projeto que é duramente fiscalizado e combatido por aliados mais próximos de Alessandro Vieira. Outra coisa: Laércio também é aliado do governo cassado de Belivaldo Chagas (PSD) e Eliane Aquino (PT), que é muito cobrado pelos deputados liderados pelo senador na Alese.

Se confirmada essa aliança política entre ambos para 2020 e 2022, pode-se dizer que esta é uma “operação” que os dois líderes terão que calcular. Mas, como perguntar não ofende nunca, como ficará o Partido dos Trabalhadores diante desta composição? Laércio tem pautas progressistas e tem compromisso com o setor produtivo, com a indústria e o comércio, com o empresariado. Alessandro tem como “bandeira” o combate à corrupção e a defesa da eficiência dos gastos públicos.

Mas e o PT? O partido que tem o “Lula Livre” como uma de suas principais teses, como também a liberdade para presos condenados em segunda instância. Certamente os petistas ficarão longe dessa aliança, mas e Edvaldo? Vai abrir mão do apoio de Laércio para ficar com o Partido dos Trabalhadores? Como tudo indica que o prefeito de Aracaju vai se filiar em outra legenda e como ele não deve dar a vice ao PT, seria exagero dizer que a aliança Laércio/Alessandro afastará os petistas, em definitivo, da administração municipal? Este colunista acha que não...   

 

Veja essa!

Falando em ficar ou deixar a administração, com todo respeito ao PT, mas como a legenda pretende lançar uma candidatura própria a prefeito de Aracaju se continua com um volume grande de cargos preenchidos na gestão de Edvaldo Nogueira? Se não vai apoiar, tem que romper ou não?

 

E essa!

O problema é que parte do PT, mais ideológico, é a favor do rompimento e defende a entrega dos cargos e o anúncio de um projeto político próprio; mas existe outra parte petista que se retrai e diz que “não é o momento de se discutir eleição municipal”. Apenas para manter os cargos na PMA...

 

Inaldo no PP

Não custa lembrar que está tudo pronto para o ato de filiação do prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Padre Inaldo, que está deixando o PCdoB e, no próximo dia 6 assina sua filiação no PP do deputado federal Laércio Oliveira, assim como um grupo de vereadores. Resta saber se Edvaldo também vem...

 

Na bronca

Pelo twitter, Edvaldo Nogueira externou sua indignação com a DESO. Ele denunciou com imagens por uma suposta obra mal finalizada pela Companhia na avenida Canal 3, no Augusto Franco. “Fui avisado por um seguidor, pedi para uma equipe ir lá no local verificar e foi isso aí que encontraram”.

 

PMA X DESO

Edvaldo não escondeu sua insatisfação com a Companhia e com a gestão do presidente Carlos Melo, que é uma indicação do ex-governador Jackson Barreto. “O que me deixa ainda mais triste é por ter sido nesta avenida linda que entregamos, em março, para a população. Uma obra bem feita, bem finalizada, mas que agora já fica marcada pelos serviços de péssima qualidade da Companhia”. Com a palavra a DESO...

 

DEM

O presidente interino da Executiva Estadual do DEM em Sergipe, José Carlos Machado, participou do seminário realizado pela ala feminina do DEM no Estado, cujo tema foi “Fortalecimento da atuação política de mulheres pelo Brasil”. Machado destacou o papel da mulher na política e a relevância delas no pleito de 2020, além da importância das figuras de João Alves e Maria do Carmo para o desenvolvimento do partido no Estado.

 

Bom público

O evento reuniu dezenas de vereadoras, os prefeitos de Gararu, Ribeirópolis, Tomar do Geru e Laranjeiras, além de deputados estaduais Goretti Reis, Capitão Samuel, Zezinho Guimarães e foi presidido pela professora Josilda, que dirige o DEM Mulher em Sergipe. “Parabenizo a presidente pela iniciativa e atuação. O auditório está preparado para receber umas 100 pessoas e recebeu quase 200. O número de mulheres presentes superou as expectativas”, destacou José Carlos Machado.

 

Estufa

O Ministério Público Estadual deu um prazo de 10 dias úteis para a Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju explicar as razões para a aquisição de uma estufa, no valor de R$ 14 mil, em setembro passado, na empresa “Darlan Alves Silva”. Segundo a denúncia, quase três meses depois, não houve destinação para a mesma e nem teria sido comprada para uso no Horto/Parque da Sementeira, por lá supostamente não ter projeto para isso. A apuração é para ver ser houve algum dano ao patrimônio público.

 

It Consulting

Terceirizados da Seplag que prestaram serviços através da empresa It Consulting estão sem receber o valor de 9 mil e 270 reais referente ao vale alimentacao. A promessa de pagamento foi feita por George Trindade e até agora o poder público não cumpriu. Hoje existem pais e mães de famílias que estão desempregados a espera desse acordo não cumprido pelo Governo.

 

Iran Barbosa I

O deputado estadual Iran Barbosa (PT) ajuizou, na Justiça Federal, Ação Popular contra a União e a Petrobras, questionando as duras medidas de desinvestimento da estatal petrolífera na região Nordeste, especialmente nos estados da Bahia e de Sergipe, onde paira a ameaça, inclusive, de encerramento das atividades de exploração.

 

Iran Barbosa II

A Ação, que corre na 3ª Vara da Justiça Federal em Sergipe, solicita, liminarmente, entre outros pontos, que a Petrobras seja intimada para apresentar, no prazo de 72 horas, estudos técnicos que demonstrem os impactos econômicos e sociais do seu Plano de Negócios e Gestão 2019-2023 na região, ou projeto equivalente, detalhando a distribuição de investimentos e empregos que a empresa promete no plano, em nível estadual e municipal, inclusive levando em conta os afetados também indiretamente pelas tomadas de decisões da Petrobras.

 

Do pedido

Caso não seja apresentado o estudo solicitado, o deputado requer que a estatal se abstenha de realizar qualquer transferência de funcionários das sedes de Sergipe e da Bahia até que sejam estudados os verdadeiros impactos dos fechamentos das unidades e, consequentemente, de realizar o fechamento de atividades administrativas e exploratórias nos dois estados, sob pena de multa diária a ser arbitrada pela Justiça.

 

Histórico

Em seu histórico, a ação pública impetrada pelo deputado Iran Barbosa aponta a hibernação (e, depois, arrendamento) da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (FAFEN), fechamento de poços petrolíferos terrestres e, por último, o anúncio do fechamento e transferência das sedes administrativas dos dois estados nordestinos como sinais claros do programa de desinvestimento e de possível saída da Petrobras da região, com consequentes impactos negativos na economia local, com efeitos sociais e econômicos que precisam ser considerados.

 

Impacto

“A saída da Petrobras, como se ensaia, acarretará impactos profundos na economia sergipana e na vida das famílias dos trabalhadores efetivos e terceirizados da empresa. Como deputado estadual, é meu dever defender os interesses de Sergipe e dos sergipanos e questionar que política é essa que a União, como acionista majoritária, está implementando e que a diretoria nacional da Petrobras diz que vai gerar empregos e impactos positivos na região? Como é isso? Impactos positivos para quem? Precisamos entender essas medidas e questionar os seus impactos”, sustenta Iran.

 

João Daniel I

O deputado federal João Daniel (PT) critica o governo federal e o acusa de “chegar atrasado” ao anunciar, nessa sexta-feira (29), a Medida Provisória 908/2019, que destina o valor de R$ 1.996,00, como “auxilio emergencial pecuniário para pescadores profissionais artesanais”, a ser pago, em duas vezes, aos inscritos e ativos no registro geral da atividade pesqueira.

 

João Daniel II

Segundo o petista a medida saiu após as lutas das comunidades atingidas, reforçada também pela indicação nº 1430/19 apresentada por ele e manifestada nas audiências ocorridas no âmbito da Comissão Externa de apuração dos fatos relacionados ao derramamento do óleo, que é coordenada pelo petista.

 

João Daniel III

“Esta MP fica muito aquém das demandas da população atingida, pois é limitada a dois meses, um tempo que pode ser muito pequeno em relação às consequências da ocorrência e, também, exclui parte dos profissionais atingidos, principalmente marisqueiras e pessoas que vivem da pesca e não têm o cadastramento exigido”, criticou o deputado federal.

 

Emília Corrêa I

É grande a especulação em torno dos possíveis nomes que disputarão o cargo majoritário nas eleições municipais do próximo ano, a vereadora Emília Corrêa (Patriota), que tem sido frequentemente lembrada pelos aracajuanos no assunto em questão, reafirmou, em entrevista concedida à uma rádio local que não descarta a possibilidade, porém o que considera mais importante, é ter um grupo forte para enfrentar a disputa.

 

Emília Corrêa II

“Digo isso sempre, porque costumo seguir o que meu agrupamento acredita. E, se eu faço parte de um grupo, que tem se fortalecido, tenho que responder por ele. Os nomes estão postos e é muito importante que tenhamos um grupo forte para disputar uma eleição como essa. Alguns já foram mencionados, mas nada ainda foi definido. No momento oportuno todos vão saber”, explicou.

 

Daniele Garcia

Para Emília Corrêa, outro fator determinante é que os eleitores tenham mais e novas opções de candidatos. “Inclusive tenho conversado muito com a delegada Danielle Garcia que ainda não é filiada a nenhum partido, para que ela seja mais uma opção do nosso grupo e, certamente, para os aracajuanos. Sem dúvidas, estaríamos muito bem representados”, pontuou.

 

Mais mulher

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) defendeu uma maior participação da mulher na política. “Precisamos renovar os quadros e a mulher deve participar desse processo, ocupando os espaços de poder”, disse, durante evento promovido pelo DEM Mulher, que é presidido por Josilda Alice Monteiro. O evento ocorreu, concomitantemente, em todo o país com o objetivo de discutir o fortalecimento da mulher na política de modo a contribuir ainda mais com o país.    

 

AMESE I

A Associação dos Militares do Estado de Sergipe (AMESE) ingressou com ação no Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe para compelir à Polícia Militar a realizar a blindagem de suas viaturas. Recentemente, diversas polícias militares do Brasil passaram a blindar suas viaturas, porém, em Sergipe não há qualquer movimentação nesse sentido em defesa da vida do profissional de segurança pública.

 

AMESE II

“Tivessem sido blindadas as viaturas da Polícia Militar, a corporação talvez não tivesse perdido a vida do saudoso Capitão Oliveira da Caatinga. Diversas polícias militares estão blindando seus veículos e outras estão fazendo estudos para isso, porém em Sergipe não vamos nada sendo realizado. Parece que os administradores não têm preocupação com a vida dos subordinados!”, disse o presidente da AMESE, sargento Jorge Vieira. A proposta é que no primeiro ano sejam blindados 10% dos veículos e, mais 10% a cada dois anos, até atingir a totalidade.

 

AVOSOS I

O quadro de atendimento em saúde para os pacientes com anemia falciforme tem se transformado para melhor. As mudanças começaram a acontecer após o mês de agosto, quando mães de pacientes com anemia falciforme fizeram um apelo ao presidente voluntário da Avosos, Wilson Melo, que encaminhou aos gestores públicos as dificuldades do atendimento em urgência e emergência no Estado de Sergipe.

 

AVOSOS II

Essa semana, em mais uma reunião na sede da Secretaria de Estado da Saúde, os resultados foram positivos. “Queremos agradecer ao Ministério Público, por meio de sua 9ª Promotoria da Saúde, aos gestores públicos do Estado e do município de Aracaju, e também à Imprensa sergipana. Já foi realizada uma capacitação referente aos eventos agudos em Doenças Falciformes com as equipes médicas do HUSE e as mães já estão sentindo a mudança no atendimento a seus filhos”, disse Wilson Melo.

 

AVOSOS III

O presidente voluntário ainda acrescentou dizendo que “nesta reunião foi formada uma Comissão de técnicos da SES e SMS e representantes da Avosos, visando elaborar protocolos que direcionam a assistência ao paciente com anemia falciforme desde Atenção Básica, passando pelos hospitais regionais até o HUSE e ao HU”. Wilson Melo esteve acompanhado na reunião pela assistente social Sara Mônica Andrade.

 

Campo do Brito

O Consórcio Público do Agreste Sergipano (CPAC) esteve presente na sessão ordinária da Câmara Municipal de Campo do Brito para apresentar o Projeto de Lei do Executivo Municipal, pertinente à doação do prédio do antigo matadouro para o CPAC, onde funcionará o Centro Regional de Triagem de Materiais Recicláveis.

 

Adequações 

O Consórcio realizará reforma e adequações necessárias no local, além de equipar com prensa, balança e mesas de triagem. Na sessão, o CPAC fundamentou o projeto aos vereadores. “A funcionalidade da Central de Triagem é uma atividade lucrativa e inclusiva dos catadores, gerando emprego e renda, também auxilia na conscientização da população para o descarte adequado de resíduos sólidos”, certificou o superintendente do Consórcio Público, Evanilson Santana.

 

Centro de Triagem

A área do Centro de Triagem é destinada para operação e abrange as etapas de recepção, triagem, pesagem e armazenamento de materiais recicláveis. “Vamos efetivar metas e fiscalizar o novo Centro de Triagem em Campo do Brito”, assegurou Evanílson.

 

Riachuelo I

Atendendo a um pleito apresentado por moradores de Riachuelo, o deputado estadual Luciano Pimentel esteve na Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) para solicitar ao presidente da instituição, Paulo Sobral, a recuperação e a instalação de poços artesianos no município. A solicitação contempla os povoados Bela Vista, Fundão, Massapê e Penha.

 

Riachuelo II

Ao lado dos riachuelenses Demóstenes Silva, Juscenio dos Santos e Airton Pacheco, o parlamentar enfatizou a importância da demanda. “A água é um recurso indispensável à vida. Por esse motivo, quando recebemos os munícipes fizemos questão de agendar essa reunião para tratar da situação e buscar, através da Cohidro, a realização de uma análise de funcionamento dos poços artesianos já existentes e a perfuração de novos”, explicou Luciano Pimentel.

 

Cohidro

Após ouvir o relato, o presidente da Companhia destacou a necessidade de cada localidade. “No Bela Vista, há um poço com vazão suficiente para atender a comunidade, mas é preciso que se trabalhe a gestão dessa água para garantir o abastecimento da região. Em relação ao povoado Fundão, informamos aos moradores que a perfuração já está sendo feita, através de parceria com o município. No caso do Penha, existe um poço que está fechado e nós vamos tentar recuperá-lo. No Massapê o quadro é semelhante ao Penha. Nossa equipe irá verificar a possibilidade de colocar uma nova bomba para que o poço volte a funcionar”, detalhou Paulo Sobral.

 

Cartilha na UFS I

Com o objetivo de sensibilizar e orientar estudantes, professoras/es, servidoras/es e profissionais terceirizadas/os que trabalham e estudam na UFS para identificar e enfrentar a violência de gênero, foi lançada a cartilha educativa “Conheça seus direitos! Violências contra as mulheres na UFS”.

 

Cartilha na UFS II 

A cartilha foi escrita pelas professoras doutoras da UFS Patricia Rosalba Salvador Moura Costa, Catarina Nascimento de Oliveira e Claudiene Santos. A realização é da Pró Reitoria de Graduação, por meio do Pro Reitor Dilton Cândido Santos Maynard, juntamente com o XiqueXique: Grupo de Pesquisa sobre gênero e sexualidade e o Grupo Gênero, Sexualidade e Estudos Culturais da UFS, a ação teve o apoio da Procuradoria da República do Ministério Público Federal de Sergipe e contou com a participação imprescindível da então Vice-Reitora, professora Dra. Iara Campelo.

 

Tipos de violência

A cartilha apresenta os tipos de violência mais comuns, incluindo a previsão legal acerca de cada um deles, aponta orientações sobre como proceder caso a leitora seja vítima de algum tipo de violência, e traz ainda canais de denúncia e notificação, dentro e fora da universidade.

 

Patrícia Rosalba 

“A desigualdade de gênero está presente em nossa sociedade e se materializa, entre outros aspectos, por meio da violência. A universidade, apesar de ser um ambiente acolhedor e prezar pela pluralidade de ideias pelo respeito à diversidade, não é um mundo à parte da violência”, contextualizou a professora a professora Patricia Rosalba Salvador Moura Costa, Pós-doutora em Ciências Humanas, professora do Campus do Sertão da UFS e do Mestrado em Antropologia da UFS e coordenadora do Grupo de pesquisa XiqueXique.

 

Não reconhecidas

Ela exemplificou que alguns tipos de violência nem sempre são reconhecidas por boa parte da população como tais, a exemplo de cantadas ofensivas, a ingestão forçada de bebidas, desqualificação intelectual, imagens repassadas sem autorização, e até ranqueamento de beleza entre as mulheres.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

O que você está buscando?