Sem “escada” e impopulares, muitos vereadores de Aracaju ficarão sem mandatos!

Habacuque, 12 de Fevereiro, 2020 - Atualizado em 12 de Fevereiro, 2020

O cenário político já se encontra em plena “ebulição”! Estamos em um ano eleitoral e, em outubro, os sergipanos irão às urnas para escolherem prefeitos e vereadores de seus respectivos municípios. No caso específico de Aracaju, por incrível que pareça, o embate entre os nomes que vão disputar o comando da Prefeitura vai para o segundo plano. Nos bastidores, em todas as rodas políticas, qualquer discussão gira em torno da eleição para o legislativo municipal.

A mudança na legislação eleitoral, que já vale para o pleito deste ano, pôs fim às coligações proporcionais, ou seja, na disputa para o cargo de vereador, o cidadão comum criará uma identificação maior com o partido político e com o seu programa, o que deverá causar o fim das “legendas de aluguel”, como também dificultará o acesso dos candidatos sem representação que a cada pleito são eleitos “artificialmente” pelos chamados “puxadores de voto”.

Desde então há uma preocupação muito grande de boa parte dos vereadores de Aracaju que, obviamente, estão de olho no processo de reeleição. Dos atuais 24 parlamentares da nossa capital, apenas dois ou três não devem disputar o pleito deste ano: Juvêncio Oliveira (DEM) estaria deixando a vida pública para se dedicar às suas atividades profissionais e Evando Franca (PSD), que enfrenta problemas de saúde. A única dúvida é sobre a vereadora Emília Corrêa (Patriota), que ainda está muito cotada também para disputar a PMA.     

Dos 21 vereadores com mandato, 16 deles estão na base do prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) e hoje a maior dificuldade encontrada entre os governistas está em “acomodar” todos estes nomes em variadas legendas. O problema é que, na maioria dos partidos, os pré-candidatos sem mandato não aceitam, em hipótese alguma, a filiação de vereadores mandatários, caso contrário, ameaçam abertamente esvaziar aquela agremiação, algo que não é interessante para nenhum dos lados.

Tem partido da base aliada do prefeito que caminha para ter em seus quadros cinco vereadores com mandato, mas nos bastidores os cálculos só garantem a eleição de dois ou três. O grande problema é que boa parte dessa turma enfrenta forte desgaste popular, se dedicaram nos últimos anos a dizerem “amém” a Edvaldo Nogueira e agora buscam, desesperadamente, uma melhor “acomodação partidária”, ou seja, não querem concorrer entre si e nem com potenciais candidatos, mas com quem não tem estrutura, que apenas sirva de “escada” para os seus projetos de reeleição.

Mas a turma sem mandato fez a leitura do cenário e não está cedendo. Partidos grandes estão com dificuldades de reunir nomes competitivos para a disputa eleitoral. Hoje, dos atuais 24 vereadores, a soma feita por “especialistas” em eleições em contas partidárias é que apenas 10 ou 12 consigam a reeleição, ou seja, teremos uma mudança de 50%, aproximadamente, naquele parlamento. Há sim quem busque atribuir a culpa para uma iminente derrota nas urnas ao partido. Mas aqueles que, verdadeiramente têm serviços prestados ao povo, dificilmente ficarão sem mandato...

 

Veja essa!

Este colunista recebeu uma informação de que a pré-candidata a prefeita pelo Cidadania, a delegada Danielle Garcia, e o empresário Milton Andrade (Novo), estiveram reunidos com o ex-senador e presidente estadual do PSDB, Eduardo Amorim.

 

E essa!

A coluna não tem informações sobre o teor da conversa, mas está claro que existe uma sinalização para uma possível composição do PSDB com o Cidadania em Aracaju. Eduardo é “ficha limpa” como exigem os defensores da “nova política” e este diálogo seria uma forma de, inclusive, abertura a formação da chapa.

 

Exclusiva!

O presidente estadual da Executiva do DEM, José Carlos Machado, tratou das eleições municipais em Aracaju, nessa terça-feira (11), com o deputado estadual e líder do governo na Alese, Zezinho Sobral (PODEMOS). Recentemente Zezinho teve uma conversa com a vice-governadora Eliane Aquino (PT), quando também tratou da eleição na capital.

 

Bomba!

Machado também teve uma conversa, nessa terça, como representantes do Patriota, legenda onde está filiada a vereadora de Aracaju, Emília Corrêa. Os partidos estão estudando possíveis alianças e podem caminhar juntos no processo eleitoral que se aproxima.

 

Chamada

Pré-candidata a prefeita pelo DEM, a delegada Georlize Teles “enquadrou” os vereadores do partido Vinícius Porto e Juvêncio Oliveira: “se não caminharem comigo, posso pedir a expulsão”. Ambos estão na base do prefeito Edvaldo Nogueira e defendem sua reeleição. Juvêncio não disputará a reeleição; Vinícius é o líder do prefeito na CMA...

 

Aqui não!

Um vereador de Aracaju está buscando se filiar em uma legenda competitiva para a eleição de 2020, agora em março, quando será aberta a famosa “janela partidária” que permitirá a troca de partido sem o risco de perda de mandato. O problema é que os colegas de dois partidos já vetaram sua filiação.

 

PDT e PSD

O comentário é que o PDT e o PSD são os partidos da base do prefeito Edvaldo Nogueira que devem filiar o maior número de vereadores com mandato. Temendo não atingir o coeficiente mínimo para se reelegerem, a turma está apostando na estratégia de reunir o maior número em uma legenda para “salvar” dois ou três mandatos.

 

Conta não fecha

A turma que trabalha com campanhas eleitorais já estima um coeficiente eleitoral em torno de 13 mil votos para que uma legenda eleja o primeiro vereador em Aracaju. Se a soma de votos do partido não atingir esse número, ninguém se elege. O problema é que um partido com cinco vereadores, por exemplo, só deve reeleger dois ou três, no máximo. A conta não fecha...

 

Alô Moita Bonita!

Quem quiser conhecer o “infinito da imprudência”, vá conhecer os procedimentos da comissão de licitação de Moita Bonita! Se o Brasil inteiro já conhece Operações policiais como a Lava Jato, Castelo de Cartas e outras, que levaram muita gente para a cadeia, pelo visto a turma comandada por “Dona Érica” ainda desconhece.

 

Peripécias

Essa turma em Moita Bonita, que supostamente adora desmandos e imprudências, parece não ter limites! Alguns processos licitatórios são conduzidos de uma forma como não se existisse órgãos fiscalizadores! Em breve, o Ministério Público e o Tribunal de Contas, dentre outros órgãos de controle, devidamente notificados, estarão atuando naquele pobre e sofrido município. Aguardem...

 

Américo de Deus

Mesmo sem ter seu nome citado por este espaço, o vereador de Aracaju, Américo de Deus (REDE), solicitou um direito de resposta e este colunista lhe assegura o mesmo por conta de notas relacionadas ao Clube do Banese. Ele assegura que “jamais participou de qualquer reunião, entre a Diretoria do Clube do Banese e seus funcionários, que tivesse o intuito de retirar algum direito histórico dos trabalhadores, pelo contrário, sempre lutou para conceder benesses e contrapartidas legais à categoria, valorizando assim a força de trabalho e os seus prestígios perante a AABANESE”.

 

Direito de Resposta I

Américo explica que foi apenas convidado para uma palestra entre a diretoria da instituição e seus empregados, na condição de associado, ex-membro do Conselho Diretivo do Clube e ex-Presidente por quatro mandatos; considerando sua formação em Marketing e Gestão Financeira, “no intuito de compartilhar a sua experiência enquanto gestor da AABANESE em uma ocasião em que houve perda histórica de receitas, a qual ocorreu entre os anos (97/99), quando, de forma criativa, inovadora e perspicaz conseguiu contornar as dificuldades”.

 

Direito de Resposta II

“O associado Américo de Deus sempre estará à disposição do Clube e de qualquer gestão para auxiliar e contribuir com sua experiência e conhecimento, objetivando engrandecer e tornar cada vez mais sustentável Associação Atlética Banese, prestigiando também os seus usuários que são a razão de ser da Instituição. Não vamos deixar que qualquer ação relacionada às instituições pelas quais passamos se reverbere em fatos políticos, em virtude da campanha eleitoral que se avizinha, pois, uma má política se combate com uma boa política!”, completou. Feito o registro!

 

Alô Banese!

Mais um fato estranho está intrigando a relação obscura entre o Banese e Clube do Banese. Um membro do conselho divulgou algumas sansões ao Clube e ao auditor afastado pelo Banco aplicadas a partir de denúncias. Agora o mesmo membro do conselho divulga que a auditoria não encontrou nada. Como não encontrou se penalidades foram aplicadas e as provas foram robustas? Como perguntar não ofende jamais, quem foi o auditor que fez esse parecer contraditório? Há quem avalia como “desespero”. Com a palavra o Banese...

 

Coisas da Seduc

O presidente da Comissão de Licitação da Seduc estaria sendo “alvo” de uma investigação. Depois da “Operação Castelo de Cartas”, vem aí uma nova “operação”: a DL (dispensas de licitação)! A informação é que, após várias análises, está praticamente constatado um suposto “esquema” para beneficiar determinadas empresas e atender alguns integrantes, dentre eles o “executor dos procedimentos”, que preside a Comissão de Licitação da Seduc!

 

Alvo da investigação

O “mistério” está sendo desvendado após confrontar as licitações abertas com as normas exigidas na Lei de Licitações. Há quem anuncie como “escândalos” em suposto desvio de recursos públicos e, em breve, este colunista fará um “demonstrativo” comparando as licitações abertas e as “DLs” realizadas pela Seduc...

 

Reforma da Previdência

O Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe derrubou a decisão judicial da 3ª Vara Cível de Aracaju que suspendia o desconto previdenciário dos aposentados que recebem a partir de um salário mínimo. A ação exitosa havia sido protocolada pelo Sindicato do Fisco do Estado de Sergipe (Sindifisco), que até o fechamento desta coluna não se manifestou sobre a decisão mais recente.

 

Polícia Civil

Agentes, agentes auxiliares e escrivães da Polícia Civil vão paralisar os trabalhos por 24 horas no próximo dia 19 de fevereiro. Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) serão realizados atos solidários de doação de sangue e duas mobilizações em pontos distintos da capital. As ações ocorrerão ao longo do dia como forma dos policiais civis demonstrarem a insatisfação e revolta com o descaso do governador Belivaldo Chagas perante as demandas da categoria.

 

Agenda

A paralisação do dia 19 se estenderá às delegacias dos 75 municípios sergipanos, entretanto a data na capital contará com três momentos distintos. Primeiro, às 7h, ocorrerá doação de sangue dos policiais civis no Instituto de Hematologia e Hemoterapia de Sergipe (IHHS). Às 9h, os policiais civis estarão concentrados em um café da manhã em frente ao Palácio dos Despachos, onde novamente buscarão diálogo com o governador sobre as demandas da categoria. Às 18h, os policiais estarão concentrados na Central de Flagrantes, que fica na Avenida Visconde de Maracaju, bairro Santos Dumont.

 

Visitas

Para mobilizar os policiais civis para a paralisação do dia 19, a diretoria do Sinpol/SE iniciou visitas às delegacias da capital e do interior para dialogar com agentes, agentes auxiliares e escrivães. “A decisão de paralisar as atividades foi deliberada coletivamente, então nosso objetivo é que o policial civil possa participar junto com a gente dessas ações. Por isso, continuaremos seguindo na luta”, finalizou Adriano Bandeira.

 

Rodrigo Valadares I

O deputado Rodrigo Valadares (PTB) cobra a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis e parabenizou os governadores que aceitaram o desafio proposto pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. “O governador Belivaldo Chagas precisa ter essa consciência e sabedoria, para se não zerar, pelo menos reduzir o ICMS aqui do estado de Sergipe para os combustíveis”.

 

Rodrigo Valadares II

“Sergipe perdeu muito em competitividade com os impostos e hoje somos o quinto estado com maior índice de desemprego do país e um dos últimos em competitividade. A  queda do ICMS fará com que toda a roda de economia volte a girar e não fique travada por um alto custo de produção e alto custo no produto final da gasolina em virtude dos impostos aqui em Sergipe”, defendeu Rodrigo, na tribuna da Assembleia Legislativa.

 

MPF

Após o ajuizamento de duas ações do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça proibiu novas construções ou reformas em imóveis das praias do Abaís, no município de Estância, e Caueira, em Itaporanga d’Ajuda. A medida foi decidida em acordo judicial sobre a praia do Abaís e em decisão liminar no caso da Caueira. A suspensão vale até o julgamento das ações.

 

Entenda

Em dezembro de 2018, o MPF ajuizou duas ações para promover a regularização ambiental em área de proteção permanente nas praias do Abaís e Caueira. Os processos têm um caráter fundamentalmente ambiental e não há pedido imediato de demolição de imóveis. São réus nas ações os municípios de Itaporanga e Estância, a União, o Estado de Sergipe, a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

 

Abaís

Na ação referente à praia do Abaís, em Estância, após audiência de conciliação, houve um acordo judicial que previu a suspensão do processo por seis meses, para conclusão do Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro, documento que define quais são as áreas de preservação permanente no litoral.

 

Fiscalização
A condição da suspensão do processo é a fiscalização permanente pelo município de Estância e pelos demais réus, que impeça novas ocupações irregulares na área. Os relatórios de fiscalização deverão ser apresentados periodicamente à Justiça Federal. Com a conclusão do Plano de Gerenciamento, será marcada nova audiência de conciliação.

Caueira 

Na ACP relativa à praia da Caueira, a Justiça decidiu liminarmente por proibir qualquer nova construção e paralisar as obras que estejam em curso, além de liberar o acesso à praia. Paralelamente, o município de Itaporanga, o Estado e a União devem realizar o levantamento de dados sobre áreas de preservação permanente, terrenos de marinha e alinhamento dos bares e residências.

 

Demolição imediata

Segundo a decisão, os réus ficam responsáveis por promover a vigilância da área, emitindo relatórios para a Justiça. Caso as fiscalizações identifiquem uma nova construção, os órgãos responsáveis deverão promover a sua demolição imediata, inclusive de novas reformas realizadas em imóveis já existentes.

 

Barra dos Coqueiros

Suplente de vereador no município, o Irmão Carlos anuncia que os membros do Progressistas estiveram reunidos, essa semana, com o pré-candidato a prefeito Vevé e estão com a chapa de candidatos a vereador já praticamente definida, visando o processo eleitoral de 2020.

 

Alô Campo do Brito!

A informação é que os professores estão insatisfeitos com o prefeito de Campo do Brito. O Magistério denuncia que nunca se viu um passivo tão grande de retroativos. A categoria verbera que são direitos assegurados e prometem defende-los em todas as instâncias possíveis.  

 

Adriano Taxista

O ex-vereador de Aracaju, Adriano Oliveira, o “Adriano Taxista”, denuncia que o Grupo Progresso (Tropical e Via Paraíso) recolheu cinco novos ônibus que estavam circulando pelas ruas da capital, supostamente por uma recomendação da Prefeitura de Aracaju. “É preciso que a empresa explique o porquê da PMA solicitar o recolhimento desses ônibus. A cidade já sofre com uma frota sucateada de ônibus, sem contar que a licitação do transporte nunca ocorreu”.

 

Luto I

A coluna lamenta com pesar o óbito do amigo radialista Marcos Nunes, de 45 anos, que faleceu, nessa quarta-feira (12), no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE). O profissional do rádio havia sofrido acidente moto ciclístico na BR-235 e, depois de um mês, não resistiu e acabou falecendo.  O acidente aconteceu na noite do dia 5 de janeiro. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Regional de Itabaiana, sendo transferido para o Huse por conta da gravidade dos ferimentos.

 

Luto II

Marcos Nunes era radialista há mais de 20, sendo um profissional da comunicação conhecido em todo o estado. Atualmente atuava em na Rádio FM Itabaiana, com o programa semanal Ensaio Geral, com participações em outros programas da grade da emissora. Assim como este colunista, Marcos também era colaborador do Portal 93 Notícias. O espaço externa o sentimento de pesar para os amigos e familiares do radialista.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 

 

O que você está buscando?