Ciro virá a Aracaju para “passar o trator” em cima de Lula e Bolsonaro!

Habacuque, 29 de Fevereiro, 2020

Em um País politicamente polarizado entre “bolsonaristas” (apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro) e “esquerdistas” (cuja maioria é comandada pelo ex-presidente Lula), eis que o “eterno presidenciável” Ciro Gomes (PDT) já tem retorno confirmado a Sergipe, em meados deste mês de Março, para o ato de filiação do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (sem partido) no PDT, que buscará a reeleição em outubro próximo. O presidente nacional dos pedetistas, Carlos Lupi, também é aguardado.

E Ciro Gomes virá a Aracaju com o intuito e com o discurso para “quebrar” essa “soberania” entre direita e esquerda, entre Bolsonaro e PT. Ele já vem percorrendo o País tentando “fragilizar” essa polarização, algo improvável no momento, na avaliação deste colunista. Até porque Ciro não representa “renovação” na política: é filho de uma família que tem o Poder no Ceará a anos; tentou expandir essa “liderança” pelo Nordeste ainda sem êxito; e hoje visto com “antipatia” por muitos setores, sobretudo os mais conservadores.

Não é de agora que Ciro “ensaia” e disputa uma eleição presidencial; em 2018, apostou todas as fichas que teria o apoio do Partido dos Trabalhadores, que não tinha Lula na disputa; o PT lançou e levou o então “desconhecido” (nacionalmente) Fernando Haddad para um segundo turno da disputa; no 2º turno, o “polêmico” Ciro Gomes decidiu “descansar” em Paris, na França, palco central de uma “Revolução” que o pedetista jamais conseguiu fazer aqui no Brasil. Ciro “trocou o livro (ser personagem de mais um capítulo na política brasileira) pelo Louvre” (histórico Museu francês)...

Com Lula “solto” após ser condenado e preso na sede da Polícia Federal, Curitiba (PR), Ciro percebeu que não dava para esperar 2022 para construir mais um projeto político para o Brasil. A “polarização” de 2018 persiste, ainda mais enraizada, e só buscando filiações competitivas pelo País ele conseguiria fortalecer seu palanque para a próxima disputa presidencial. Desde então passou a intensificar as críticas e os ataques a Bolsonaro. Chama o presidente o tempo todo para a “briga”, mas continua “falando sozinho”...

Além de Bolsonaro, Ciro também “metralha” o PT. Associa Lula e seus defensores à corrupção que se ampliou nos órgãos do governo por vários anos. Não quer ser nenhum e nem o outro; que demonstrar suposta independência; mas precisa de apoios. Por enquanto, Ciro só tem discurso. É “canalha” pra lá, “lulopetismo corrompido” pra cá, e assim ele acha que vai avançando. Certamente será a “estrela” do grande ato de filiação de Edvaldo Nogueira no PDT, quando virá a Aracaju para “passar o trator” em cima de Lula e Bolsonaro! A dúvida é saber se o Cid (Gomes) vem também...

 

Veja essa!

Em sua coluna Plenário, o jornalista Diógenes Brayner, anunciou que o ato de filiação de Edvaldo Nogueira no PDT, agendado para o próximo dia 10, seria adiado ainda para Março, mas por conta da agenda de Ciro Gomes e Lupi e por conta de um compromisso previamente agendado pelo Iate Clube de Aracaju.

 

E essa!

Este colunista descobriu que é desejo do prefeito Edvaldo Nogueira de realizar este ato no Iate Clube e que uma nova data seria definida. Ciro Gomes vai percorrer vários Estados brasileiros para filiações no PDT, neste mês de Março. Apesar da agenda cheia, virá a Aracaju, prestigiará Edvaldo e atenderá a imprensa.

 

Exclusiva!

Com a mudança anunciada pelo colega jornalista, este colunista descobriu que o ato de filiação de Edvaldo Nogueira no PDT está praticamente definido: será na manhã do dia 23, uma segunda-feira. Certamente o ato vai movimentar o cenário político sergipano, em especial, com o tom do discurso de Ciro Gomes.

 

Lula também

Chama a atenção para a previsão dos líderes do Partido dos Trabalhadores: o ex-presidente Lula virá a Sergipe, possivelmente acompanhado de outras “estrelas petistas”, para impulsionar a pré-candidatura de Márcio Macedo a prefeito de Aracaju. Se vier depois do dia 23, certamente responderá os ataques ao PT que virão de Ciro no ato de Edvaldo.

 

Ataque de Ciro

Em suas redes sociais, nessa sexta-feira (28), Ciro publicou um vídeo polêmico, prometendo que vai enfrentar Bolsonaro e quem tentar “atacar a Constituição brasileira”. Ele acusa o presidente da República de “excitar a população brasileira contra as instituições democráticas”.

 

Defesa de Cid

O interessante é que o “eterno presidenciável” faz também a defesa de seu irmão e “senador suicida”, o “rambo do Nordeste”, Cid Gomes. “Chegaram a dar dois tiros no peito do meu irmão”, disse, sem citar que seu “irmãozinho” gosta de “brincar de retroescavadeira” e de jogá-la em cima das pessoas, em especial, os policiais militares do Ceará, um gesto “bastante democrático”...

 

Metralhadora

“Atenção, senhor Jair Messias Bolsonaro, canalha mor: as instituições brasileiras serão defendidas. Nem todo mundo tem compromisso com o ‘lulopetismo corrompido’. Eu sou limpo, tenho vida limpa, tenho coerência e vou te enfrentar, presidente canalha, sua família de canalhas e aqueles que, traindo a nação brasileira e seu juramento, vão atacar ou tentar atacar a constituição brasileira”, concluiu Ciro Gomes.

 

Destemperado

Na avaliação deste colunista Ciro Gomes não passa de um político destemperado que virá a Sergipe, em breve, para o ato do prefeito Edvaldo Nogueira, mais para destilar seu ódio contra Bolsonaro e o PT, que o tiraram da eleição presidencial de 2018, do que para apresentar algo novo. Se estivesse vivo, certamente Brizola (in memoriam) questionaria: “onde foi que eu errei?”...

 

Rainha da Sucata

O “casamento” de mais de 50 anos da Rede Globo com a atriz Regina Duarte chegou ao fim. Ela foi oficialmente demitida da emissora carioca em comum acordo entre as partes. Regina optou pela Secretaria Especial da Cultura do governo Bolsonaro. Após tantos anos na Globo, sua saída nas rodas políticas repercutiu muito. Um “gaiato” emendou: “Regina cansou de ser a Rainha da Sucata”, disse, arrancando os risos dos demais. É mole?

ASPRA

O advogado Márlio Damasceno (leia ASPRA/SE), através de uma representação, solicitou a interdição da 3ª CIA/4º BPM, que resultou em uma audiência de justificação para tratar da Ação Civil Pública ajuizada junto à 1ª Vara Cível e Criminal da Comarca de Nossa Senhora da Glória.

 

Vistoria

Segundo o advogado, o magistrado fez a vistoria em conjunto com os representantes da Aspra/se e o Chefe da Vigilância Sanitária municipal, e teria constatado muitos casos de insalubridade, como forte odor e depósito de fezes de morcegos, além da proliferação d ratos e insetos. “É lamentável que o estado não veja essa situação, mas a representação ao menos está mostrando a situação degradante, a qual os policiais militares estão sendo submetidos”.

 

Alô Capela!

Com seu primogênito prestes a nascer, a advogada e militante Niuly Campos (PSB) vem sendo estimulada por amigos e familiares a disputar a prefeitura de Capela em 2020. Candidata a deputada estadual mais votada na cidade em 2018, Niuly confirma que a discussão ainda é “embrionária”, mas que até pré-candidatos a vereador de outro agrupamento estão estimulando seu nome.

 

Niuly Campos

A jovem militante do PSB explicou que o sentimento das pessoas em Capela é por uma grande transformação, uma mudança na política da cidade. “Fiquei tão estimulada com as mensagens que penso em Capela com outro patamar de desenvolvimento. Agradeço ao PSB pelo apoio de sempre”.

 

Ezequiel Leite

Por fim, Niuly confirmou que antes de anunciar sua pré-candidatura em Capela, vai tentar conversar com o ex-prefeito Ezequiel Leite. “Capela recebeu muitos recursos do ex-senador Valadares e do ex-deputado Valadares Filho. Ezequiel (Leite) é um homem sério, determinando. Existem convergências nos nossos grupos. Trabalhei na gestão dele e eu o conheço. Vamos trabalhar para caminhar juntos”.

 

Sinter I

O SINTER-SE (Sindicato dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Sergipe), obedecendo a deliberação da Assembleia Geral do dia 14 de fevereiro de 2020, realizará um ato público em frente ao escritório central da EMDAGRO, em Aracaju, nesta segunda-feira (2), a partir das 6h30.

 

Sinter II

“O ato consistirá de uma paralisação de aproximadamente 1 hora, tempo suficiente para informar à sociedade, através da imprensa local,  a situação do nosso plano de saúde,  esmagado pela diretoria da EMDAGRO. São 30 parcelas da contrapartida da empresa em atraso, descumprindo decisão judicial”, explica o presidente do sindicato, Paulo Alves Filho. Durante o evento será servido um café da manhã aos presentes.

 

Débito

Segundo o sindicato a direção da Emdagro deve um total de 30 parcelas mensais, numa dívida que está em torno de R$ 2.276.519,69. No final do ano passado a Justiça determinou que a Emdagro depositasse a contrapartida devida até o 5º dia útil do mês subsequente. Porém, a empresa não obedeceu a decisão da Justiça, que já a notificou novamente.

 

Contribuem

O que se sabe é que, desde março de 2018, para evitar a falência do plano, os servidores vêm assumindo financeiramente a contrapartida da EMDAGRO. Muitos desses trabalhadores já abandonaram o plano por falta de condições financeiras para bancá-lo. Lamentável!

 

Alô Banese!

A cada biênio o Banese elege um servidor para compor a mesa de Conselheiros do Conad (Conselho de Administração) para representar diretamente as necessidades dos banesianos e desenvolver o banco.

 

Pedro Xavier

O servidor Pedro Xavier ficou em primeiro lugar disparado, com 77,07% de aprovação entre os servidores contra apenas 22,62% do segundo colocado. Foram dois votos em branco e nove nulos. Só falta agora o “galeguinho” Belivaldo Chagas ratificar o mais bem votado e “resolver” a questão.

 

Bomba!

Falando no “banco dos sergipanos”, chega a informação que o COAF e o Banco Central estão investigando a relação do amigo do presidente Fernando Mota, que foi colocado na BANESE Corretora como diretor, mas na verdade transformaram o rapaz em sócio da Corretora, que também seria de uma empresa de TI, contratada pelo BANESE para fazer sistemas e onde o banco deveria licitar. Agora, como perguntar não ofende, não existe conflito de interesse nesse rolo? Seria um jeitinho fácil de contratar empresa do amigo?

 

Mais interrogações

Será que os outros diretores do BANESE sabiam disso? Quem atesta no BANESE os serviços dessa empresa do amigo do presidente, diretor e sócio da BANESE Corretora? Essa história só está no começo e outra informação é que pode ocorrer uma operação a qualquer momento, muito em breve, após o COAF e o BACEN já terem sido acionados. Analistas jurídicos garantem que, se o governador não tomar as providências, poderá ser prejudicado em algo muito ruim e difícil de defender. Só não vale dizer que não sabia de nada...

 

Água mais cara

Após a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE), dessa quinta-feira (27), quando a Agencia Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese) autorizou a DESO (Companhia de Saneamento de Sergipe) a reajustar em 5,36% linear em caráter precário, a cobrança da tarifa de água e esgoto, a partir do dia 1º de março, o deputado estadual Capitão Samuel (PSL) se manifestou contrário à medida.

 

Capitão Samuel

O deputado Capitão Samuel lembrou que a DESO é uma empresa pública e que o funcionalismo e nenhum outro trabalhador obteve um reajuste parecido. “Ninguém teve um índice de reajuste salarial neste nível. Nem a inflação do período foi nesse percentual”.  Em seguida, Samuel foi mais além e anunciou que vai querer explicações detalhadas da Agrese e da DESO sobre o reajuste.

 

Convocação

“Vamos convocar os representantes para que venham na Alese explicar como chegaram a este índice acima da inflação”. Por fim, o deputado reiterou que discorda completamente da medida e que o reajuste da tarifa “é injustificável”. “Isso (aumento da tarifa) prejudica a população mais pobre. As pessoas ficam sem ter a quem recorrer! É um absurdo!”.

 

DESO I

O assessor de comunicação da DESO, Flávio Vieira, atendeu este colunista e explicou que o reajuste aplicado é fruto de cálculos da Agrese e que a Companhia de Saneamento precisa garantir a continuidade de seus investimentos. “Todas as Companhias que fornecem água e energia elétrica reajustam suas tarifas anualmente. No nosso caso, em 2019 o reajuste foi de 7,99%; agora foi de 5,36%, ou seja, tivemos uma redução”.

 

DESO II

Em seguida, Flávio Vieira explicou que os produtos adquiridos pela DESO são feitos na cotação em dólar. “A gente precisa dar continuidade às manutenções corretivas e preventivas, tem o serviço de esgoto, os reparos de rompimentos, além dos investimentos da empresa e o pagamento de terceirizados”.

 

Flávio Vieira

“A DESO não pode parar no tempo! Assim como todas as empresas que fornecem água e energia. Sem contar que temos um importante papel social. Muita gente não sabe mas em alguns lugares do interior do Estado, a DESO bota água e não cobra. Tem também a tarifa social para todo cidadão que estiver ativo em qualquer um dos programas do governo federal. Se comprovar, aquela família só paga a tarifa social”, completou o representante da DESO.

 

CRA/SE

Os credenciados que estão em débito com o Conselho Regional de Administração (CRA/SE), seccional Sergipe, ganharam uma excelente oportunidade de ficar em dia com a entidade e fortalecer ainda mais a fiscalização efetiva da profissão. Para isso, o CRA-SE abre refinanciamento de dívidas (Refis) com descontos que vão até 90% em juros e multas para pagamentos a vista. O prazo para solicitação encerra no dia 31 de abril.

 

Olha o Refis!

O Refis é destinado para pessoa física e jurídica e pode ser feito através do cartão de crédito, facilitando ainda mais a regularização do credenciado. Quem optar por pagar à vista ganha 90% de desconto sobre juros e multas; para pagamento de duas até cinco parcelas fixas, o desconto fica em 60% nos juros e multas; Pagamento de seis até 10 vezes, o desconto fica em 40% nos juros e multas; e para quem quiser pagar de 11 até 15 parcelas fixas recebe o desconto de 20%, nos juros e multas.

 

Kitty Lima I

Preocupada com o alto índice de mulheres e parturientes de todo o estado vítimas de violência obstétrica, a deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) protocolou, na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), o Projeto de Lei (PL) que prevê a implementação, por parte do Governo do Estado, de medidas de informação e proteção contra esse tipo de violência. O projeto propõe, por exemplo, a elaboração de cartilhas com informações sobre o assunto por meio da divulgação da Política Nacional de Atenção Obstétrica e Neonatal, além de cartazes que deverão ser fixados em postos de saúde e maternidades.

 

Kitty Lima II

De acordo com o texto, o Executivo Estadual deverá promover a divulgação - tanto para as pacientes, quanto para a equipe de saúde - das condutas que constituem ofensa verbal ou física, determinando que os estabelecimentos hospitalares exponham cartazes informativos explicitando as condutas consideradas ofensivas e, ainda, que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) elabore Cartilha dos Direitos da Gestante e da Parturiente, a fim de coibir a violência obstétrica em hospitais e maternidades.

 

Kitty Lima III

“Nós mulheres precisamos de todo o acolhimento possível nesse momento tão importante e delicado das nossas vidas. Precisamos conscientizar a sociedade, e principalmente os profissionais que atuam na área, que a violência obstétrica deixa marcas na mulher para toda a vida. Tenho certeza que, com essa iniciativa, conseguiremos evitar que mais gestantes e parturientes passem por humilhações e situações constrangedoras”, diz Kitty.

 

Maria Mendonça I

Através da Indicação 13/2020, a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) pediu ao Governo do Estado que proceda, com a máxima brevidade, ações de divulgação, prevenção e combate à proliferação do Coronavírus (COVID-19). O objetivo, explicou a parlamentear, é evitar um possível surto da doença no Estado.

 

Maria Mendonça II

Na propositura, a parlamentar ressaltou a sua preocupação com a proliferação da doença, destacando a necessidade de orientar a população sobre como se precaver e como proceder, em situação de suspeita. Ela lembrou que, no Brasil o primeiro caso foi confirmado em São Paulo. “É preciso adotar medidas de forma organizada para evitar que o vírus chegue a Sergipe”, disse Maria Mendonça, que está de licença médica em virtude de ter sido submetida a procedimento cirúrgico.

 

Plano de Contingência

Para ela, o Estado deve colocar em prática o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus (COVID-19), pois, em caso de surto, definem-se o tempo de resposta e a estrutura de comando correspondente a ser configurada em cada nível. Ela salientou que após casos registrados na China, em dezembro passado, a doença já se alastrou por outros países, levando os infectados pelo vírus à morte. “O acesso a informação é uma forma de orientar a população sobre o problema”.

 

Emília Corrêa I

Da mesma maneira que aconteceu no ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), anunciou que uma empresa vai realizar os serviços de escala médica, gerência e administração do Hospital Nestor Piva, via contrato emergencial, o que, mais uma vez, dispensa realização de licitação.

 

Emília Corrêa II

A vereadora Emília Corrêa (Patriota) tratou do assunto dizendo que “foi dito aqui nesta Casa pela secretária, no ano passado, e confirmado por alguns vereadores que a licitação iria acontecer. Não saiu. Tudo fake news. Neste ano está acontecendo a mesma coisa, e o pior, os valores entre um contrato e outro só aumentam. Como está sendo fiscalizado esse dinheiro?”, questionou a vereadora.

 

Emília Corrêa III

Segundo Emília, o contrato não se enquadra mais em “emergencial”, pois deu tempo, desde a primeira vez, para a realização de licitação. “São contratos de valores altíssimos, considerados emergencial, mas não é. Eles já tiveram tempo suficiente para realizar a licitação. Em uma conta rápida, o acréscimo de valores do 2° contrato para o 1° foi de 34,89%, do 3° para o 2° foi 115,05% e do 3° para o 1° foi 190,09%. Isso é imoral, é antiético, é ilegal”, declarou.

 

Médicos humilhados

Ao concluir, a parlamentar relembrou que a classe médica, também no ano passado, foi humilhada pela gestão sob alegação que não tinha dinheiro para fazer contratações. “Lembram da trajetória dos médicos no ano passado, o que eles sofreram? Disseram que não tinha dinheiro para realizar concurso público, mas para terceirizar a saúde sempre tem. É essa gestão que queremos? Uma administração que sangra o bolso do aracajuano”, finalizou.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

O que você está buscando?