Universíade Napoli-19: atletas ficarão hospedados em navios no porto

Carlos Eloy, 01 de Julho, 2019

Olimpíada Universitária que reúne a cada dois anos milhares de atletas de todo o mundo, a Universíade de Verão de 2019 será realizada na cidade de Nápoles, na Itália, entre 3 e 14 de julho, e terá grande novidade no quesito acomodação.

Pela primeira vez na história olímpica, boa parte dos atletas ficarão acomodados em navios. No caso, dois transatlânticos ancorados no belo e histórico Golfo de Nápoles.

Por se tratar do segundo maior evento esportivo do mundo, perdendo apenas para os Jogos Olímpicos, a expectativa é que a cidade e outras localidades da região da Campana recebam cerca de 10 mil pessoas de 127 países.

Assim, em vez da construção de uma Vila dos Atletas gigantesca, optou-se por hospedar boa parte dos atletas nos navios. Durante os Jogos Olímpicos de 2016, por exemplo, as equipes de basquete dos Estados Unidos também ficaram alojadas em um navio no porto do Rio de Janeiro, mas foi um arranjo especial feito apenas pela condição de superastros dos jogadores.

No caso de Napoli-19, serão dois transatlânticos, o Costa Victoria, que irá receber 1888 participantes de 38 países e o MSC Lirica, que será a casa temporária de 2114 representantes de 71 nações. Eles ficarão ancorados na Estação Marítima, transformando o local na Vila dos Atletas. Para receber os esportistas as embarcações sofreram pequenas modificações. Além das cabines e restaurantes, há piscinas, salões, áreas médica, esportiva e de entretenimento, academia de ginástica etc.

- Estamos prontos para oferecer as melhores condições na preparação para a Universíade - afirmou o diretor dos Jogos, Marc Vandenplas.

Segundo o italiano Mauro Sarmiento, medalha de prata no taekwondo em Pequim-18, a hospedagem no navio também será uma enorme diversão.

- Os atletas estarão focados na Universíade, claro, mas também poderão se sentir um pouco em férias estando em um navio. Vai ser algo diferente.

- A Vila é um local importante de encontro de atletas, treinadores e dirigentes. É onde trocamos experiências e fazemos amizades. É uma experiência de vida muito além do esporte. A Universíade é como uma Olimpíada, mas com menos pressão, ainda que os resultados sejam importantes pois é um passo crucial no caminho para Tóquio-2020 - emendou a esgrimista italiana Rebecca Gargano.

Com cerca de 170 pessoas, a delegação brasileira irá competir em sete modalidades: atletismo, futebol, ginástica artística, judô, natação, taekwondo e vôlei. Apesar da 30ª edição ter Nápoles como cidade-sede, os Jogos também serão realizados em Caserta e Salerno e contemplam ainda basquete, esgrima, ginástica rítmica, polo aquático, rugby 7, saltos ornamentais, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo e vela.

A abertura será no dia 3 de julho, com uma cerimônia no estádio San Paolo, casa do time de futebol do Napoli e onde Maradona fez história.

O que você está buscando?