Napoli 2019: Brasil entra na história com melhor participação em Universíades

Próxima edição será na China em 2021

Carlos Eloy, 15 de Julho, 2019 - Atualizado em 15 de Julho, 2019

O Brasil encerrou sua participação na 30ª edição da Universíade de Verão, disputada na região da Campânia, na Itália, com 17 medalhas conquistadas. Sendo 5 ouros, 3 pratas e 9 bronzes. Terminando em 13º no quadro de medalhas.


O Brasil foi destaque no atletismo, já que conquistou quatro medalhas de ouro na modalidade. O país também ficou na primeira colocação com a nadadora Jhennifer Alves, nos 50 metros bruços.


No quadro de medalhas, o Brasil ficou atrás de países como Irã, México, África do Sul e Ucrânia. A liderança do ranking termimou com o Japão, que conseguiu 82 medalhas no torneio, sendo elas 33 de ouro. A nação asiática foi seguida por Rússia, China e Estados Unidos.


A Itália, por sua vez, conseguiu 44 medalhas e terminou a competição em 6º lugar. O país europeu conquistou 15 de ouro.


De acordo com a organização da Universíade, mais de 300 mil ingressos foram vendidos e mais de 6 mil atletas disputaram o torneio. A cidade de Nápoles, por sua vez, recebeu elogios e ganhou confiança para sediar outros grandes eventos esportivos.


"Não foi fácil organizar a Universíade, mas no final foi um sucesso graças ao espírito e energia dos napolitanos. Os sistemas foram reestruturados e agora estão prontos para receber outros eventos. Esse é um dos legados que deixamos. Tivemos problemas, mas sempre encontramos soluções. Nápoles nos deu uma ótima lição", disse o presidente da Federação Internacional do Esporte Universitário (Fisu), Oleg Matytsin.

“ Esta de fato foi uma Universíade marcante, a 30° Universíade consolidou o projeto da CBDU que tem como objetivo fomentar o esporte universitário brasileiro. Celebramos nesta Universíade nossa melhor participação e o recorde de medalhas de ouro, mas sobretudo podemos comemorar os 80 anos da CBDU com o movimento do esporte universitário brasileiro forte, estruturado e começando a ter sua devida visibilidade. Participamos desta Universíade com 7 modalidades e conquistamos medalhas em 6 das 7, terminamos na 13° posição entre mais de 150 nações”, disse Luciano Cabral presidente da CBDU

 

 

O que você está buscando?