JOÃO OLIVEIRA, UM EXEMPLO DE DIGNIDADE ( por Jerônimo Peixoto)

Jerônimo Nunes Peixoto, 26 de Agosto, 2020

Há exatos sete dias, deixou este mundo, para entrar na Festa da Eternidade, onde a Vida se Plenifica, nosso amigo João de Pedro Guedes, ou, simplesmente João da Bodega.

De porte elegante, voz altiva, sempre muito educado, com estatura significativa, João nasceu em Alagadiço- Frei Paulo, e, com o tempo, veio para a Serrana Bela, tentar a vida, sob a égide de pedreiro profissional. E que Pedreiro!
Casou-se com sua eterna Euzice, formando um casal exemplar, capaz de combinar sobre todas as decisões significativas. Quatro filhos foram educados, razão de sua Grande Alegria: Givaldo, Genaldo, Gilson e Gilmara. A alegria se tornou plena com a chegada dos netos, salvo melhor tabuada, em número de nove.

Como esposo e pai, um misto de rigidez e de ternura, eivado de séria preocupação com o bem-estar de todos; um primor de pai e esposo!
Como pedreiro, um exemplo de dignidade e de seriedade para com a profissão, sempre requisitado para os melhores empreendimentos imobiliários da época.

Como dono de bodega, uma postura ética e de invejável cortesia no trato com os clientes. Na sociedade, um amigo distinto.

A idade o visutou, após ver os filhos, e boa parte dos netos, encaminhados para vida, protagonistas de sua história. Com a idade, problemas de saúde que o enfraqueceram, mas não o derrotaram.

Assim, submetido a invasiva cirurgia, viveu por uma década e meia vendendo saúde e simpatia. Aliás, seu senso de humor, que o impelia a pilhérias e gozações, nas rodas de amizade, fez dele um homem terno, extremamente alegre, empreendedor e futurista.

Uma dose a mais de complicacão o transportou, serenamente, para Deus.
Aquele que, em vida, fora sinônimo de serenidade, bem assim deixou este mundo, embora sua força vital esteja presente em cada gesto, em todos os cantos e recantos de sua casa, de sua familia e de seus amigos. Impossível não percebê-lo entre nós, pela magnitude de sua presença edificante, em vida.

É assim que vamos nos lembrar dele sempre: João de Pedro Guedes, João Pedreiro, João de Euzice, João da bodega, João Amigo, terno, sereno, João exemplo de vida, uma referência para todos os cidadãos de bem.
Descanse, sereno, João bom! Do céu, rogue por sua família e por seus amigos. Se cada um seguir na sua trilha, o mundo se tornará melhor.
Obrigado, João do Céu!

O que você está buscando?