Análise: fé e política na procissão de Santo Antônio

Editorial / por Aparecido Santana.

Aparecido Santana, 14 de Junho, 2019 - Atualizado em 14 de Junho, 2019

A procissão de Santo Antônio, em Itabaiana, é um dos momentos oportunos para os grupos políticos apresentarem, aos fiéis e ao povo em geral, quem são os seus líderes e quem integra os seus grupos. Este ano, os itabaianenses se dividiram em quatro grupos, liderados por Maria Mendonça, Valmir de Francisquinho, Luciano Bispo e Olivier Chagas.

Maria Mendonça apareceu ao lado de Zé Roberto Imperador, João Cândido, Miguel da Loja de Ribeirópolis, o irmão José Teles e de familiares. A irmã, Carminha Mendonça, não apareceu na foto divulgada nas redes sociais. A assessoria da deputada Maria Medonça informou que a vice-prefeita não esteve presente em decorrência de problemas de saúde.

Luciano Bispo reuniu o estafe governista, com Belivaldo Chagas, Fábio Mitidieri, Venâncio Fonseca, além de Adelson Barreto. Os vereadores do grupo também caminharam junto ao presidente da assembleia.

E Olivier? O petista deixou claro que o PT de Itabaiana vai lutar pela majoritária na cidade Serrana. O ex-vereador apareceu ao lado do deputado federal João Daniel; do prefeito de São Domingos, Pedrinho; e do vice-prefeito de Areia Branca, Francisco Chagas. Além de seu irmão, Olivério e Leonardo Chagas, presidente da OAB, regional de Itabaiana.

Valmir reuniu um verdadeiro batalhão com o deputado federal, Bosco Costa, com o filho, o deputado Talysson, os vereadores do grupo e os secretários municipais. O ex-senador, Eduardo Amorim, não aparece nas fotos divulgadas pela assessoria.

O que você está buscando?