Sergipe teve mais de 90 condutores presos por embriaguez

CPTRAN ainda flagra inúmeros condutores infringindo a lei.

Redação, 07 de Julho, 2019

Quando um cidadão é flagrado na Lei Seca, ele pode ser simplesmente autuado, ou preso. Se estiver com sintomas de quem ingeriu bebida alcóolica, como olhos vermelhos, comportamento alterado, e até mesmo teor alcóolico superior a 0,33 mg/l, será encaminhado para a delegacia, onde poderá responder por duas esferas: judicial e administrativa.


“Quando o agente não tem como provar que o condutor está bêbado, ele simplesmente só o autua. Nesse caso, o cidadão terá a habilitação suspensa por um ano, vai pagar a multa pela infração, e vai ter que fazer uma reciclagem junto ao Detran. Quando é preso, o procedimento é o mesmo. Em casos de reincidência, o condutor não só tem a habilitação suspensa, como também perde o direito de dirigir”, explica Capitão André 


No mês de junho, 53 pessoas foram autuadas por embriaguez em Aracaju, sendo que 10 foram presas em flagrante. Somente durante o período do São João, 26 pessoas foram autuadas pela Lei Seca em ações da CPTran na capital.


No site do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), entre os meses de janeiro e maio deste ano 145 infrações por dirigir sob efeito de álcool ou substância entorpecente foram registradas em Sergipe. No ano de 2018 foram 474 infrações cometidas.

O que você está buscando?