La Casa de Papel expõe sociedade dividida e cita o Brasil em nova temporada

O novo assalto se passa três anos depois do último encontro do grupo.

Aparecido Santana, 19 de Julho, 2019

A parte 3 de La Casa de Papel chega hoje à Netflix mais social e politizada, sem deixar de ser divertida. Parte do alívio cômico dos novos episódios fica nas mãos de um dos personagens mais odiados da parte 1 e 2 da série, Arturo, o ex-diretor da Casa da Moeda espanhola que volta como palestrante motivacional.

Com status de estrela, ele leva a grandes plateias um discurso moralista contra os bandidos que estão espalhados pelo mundo gastando os milhões de euros que produziram. Há também o outro lado. A parte da população (e a maioria dos fãs da série) que viu o Professor como um Robin Hood moderno ao liderar o bando de assaltantes, todos com um propósito.

Com o objetivo de resgatar Rio, eles se reúnem para um assalto ainda mais desafiador que a invasão à Casa da Moeda da Espanha. O alvo agora é o Banco da Espanha, uma das instituições mais respeitadas do país. O novo assalto se passa três anos depois do último encontro do grupo, embora a parte 3 não siga uma ordem
cronológica.

Fonte: Uol.

O que você está buscando?