Polícia conclui inquérito e não indicia Neymar por estupro

Redação, 30 de Julho, 2019

A delegada Juliana Lopes Bussacos, titular da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, concluiu nesta segunda-feira (29) o inquérito em que investigava a denúncia de estupro e agressão de Najila Trindade contra Neymar. A polícia de São Paulo decidiu não indiciar o jogador.

Juliana Lopes Bussacos solicitou às imagens das câmeras de segurança do hotel em Paris onde Najila Trindade e Neymar se encontraram, além do prontuário da consulta com o ginecologista da modelo. Os pedidos da delegada não foram atendidos, e ela decidiu encerrar a investigação mesmo assim.

“Algumas diligências que a delegada de polícia solicitou só poderão ser cumpridas com ordem judicial. Por isso ela fez o pedido neste momento. Ela não conseguiu requerer diretamente. Então dependemos das respostas dos órgãos solicitados. Não dá para saber se isso acontece em 30 dias”, disse à Jovem Pan a promotora de enfrentamento à violência doméstica Estefânia Paulin.

Já o Ministério Público solicitou cópia do inquérito da acusação de extorsão por parte do ex-advogado de Najila, o inquérito do suposto furto no apartamento da modelo e das imagens íntimas da mulher expostas por Neymar na internet. Todos os pedidos foram atendidos.

As promotoras do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (Gevid) ainda devem se manifestar; podem oferecer denúncia, arquivamento ou novas diligências. O MP tem até 15 dias para também se manifestar.

O que você está buscando?