Confira quem são os deputados sergipanos que mais gastaram em Brasília

Valores são referentes às cotas parlamentares e principal despesa é com consultoria, pesquisa e trabalho técnico

Redação, 07 de Agosto, 2019 - Atualizado em 07 de Agosto, 2019

Nos cinco primeiros meses do ano, os deputados federais por Sergipe já gastaram, juntos, quase R$ 1,4 milhão em despesas que podem ser pagas pela Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar CEAP), a exemplo de passagens aéreas e conta de celular. Algumas dessas despesas são reembolsadas, como gastos com os Correios.

A cota obedece um limite máximo por parlamentar em cada estado. Em Sergipe, é permitido o gasto de até R$ 40.139,26 mês por cada deputado.

Verificando esses limites, o deputado que mais utilizou a verba foi João Daniel (PT), que gastou R$ 220.616,81, seguido de Fábio Reis (MDB) com R$ 218.776,82, e Fábio Mitidieri (PSD) com R$ 181.491,22. Vale ressaltar que todos eles são deputados reeleitos na Câmara Federal.

Completando a lista estão: Fábio Henrique (PDT) com R$ 174.580,01; Valdevan Noventa (PSC) com R$ 173.941,90; Gustinho Ribeiro (SD) com R$ 172.070,87; Laércio Oliveira (PP) com R$ 139.879,15 e Bosco Costa (PL) com R$ 115.115,12.

Quando se analisa esses gastos de forma mais detalhada, cinco dos parlamentares apresentam a maior parte dos seus gastos com consultorias, pesquisas e trabalhos técnicos. Chama a atenção o gasto do deputado Gustinho Ribeiro com esse serviço. O parlamentar declarou ter gasto R$ 134.700, ou seja, 78,28% de sua cota.

Com locação ou fretamento de veículos, seis parlamentares declararam seus maiores gastos, sendo o deputado Laércio Oliveira o campeão nesse quesito com R$ 55.687,50 da cota, o que representa 39,81% do total.

Falando em emissão de bilhete aéreo, o deputado Valdevan Noventa foi quem mais viajou nesses primeiros meses do ano. O parlamentar dedicou 37,38% do montante de sua cota para esse serviço.

Por Jornal da Cidade

O que você está buscando?