Descaso: academia ao ar livre em Aracaju é da era das pedras.

Fica localizada no ponto turístico Calçadão Praia Formosa

Redação, 14 de Agosto, 2019 - Atualizado em 14 de Agosto, 2019

Equipamentos modernos e feitos em aço inoxidável colocado em um dos principais pontos de turismo da Capital sergipana, o Calçadão da Praia Formosa, está levando dezenas de pessoas a encerrarem suas matrículas nas academias de musculação para fazerem exercícios ao ar livre e assim economizarem dinheiro. Porém, o que poderia ser um atrativo para a população pode se tornar vilão devido ao abandono do local por parte da Prefeitura de Aracaju.

Na parte superior do calçadão, ponto de contemplação da vista para o Rio Sergipe, é equipado com uma academia de musculação completa, mas, os pesos e anilhas não foram disponibilizados a população, muito menos professores capacitados para orientar o correto manuseio dos equipamentos e execução dos movimentos. Como forma de burlar esta deficiência do Poder Público, diversas pessoas improvisam cordas amarradas em pedras ou latas para utilizarem como pesos.

O problema deste famoso ‘jeitinho’ é o risco grande de lesões musculares ou até mesmo graves acidentes devido ao improviso do uso dos aparelhos, e pelo visto, mais dois anos e meio da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, nada foi feito para mudar este cenário. Quando a academia foi implantada, todos os pesos e anilhas foram adquiridos e ficaram guardados em um depósito, onde permanecem esquecidos, assim como os usuários.

Recentemente, o vereador Isac Silveira, que é do mesmo partido do prefeito Edvaldo Nogueira, denunciou o descaso em suas redes sociais. No vídeo em que aparece utilizando um dos equipamentos de musculação, o parlamentar solicitou uma intervenção urgente do Poder Público. “Fenômenos, é preciso cuidar da saúde, mas infelizmente a academia da cidade, aqui da Praia Formosa está deteriorada, vou reivindicar ao prefeito Edvaldo Nogueira uma revitalização já”, destacou.

 

População

Fazendo uso frequente dos equipamentos, o pastor Jonas José Silva, revelou que já machucou a mão manuseando as pedras. “A Prefeitura poderia disponibilizar os pesos e também uma pessoa responsável pela academia. Sou de São Paulo e tem pouco tempo que estou morando em Aracaju, gosto bastante desta academia a céu aberto, em um ambiente muito bom e natural, porém, já bati os dedos nas pedras devido à falta dos pesos, foi coisa leve, mas poderia ser grave com uma pessoa sem experiência”.

Outro usuário frequente do local é o funcionário público, Manoel Messias dos Santos, que improvisou uma luva de construção civil para evitar incidentes. “Uso esta luva porque as pedras tem uns ferrinhos que machucam. Nos, que somos usuários deste equipamentos, trouxemos as pedras para colocar no lugar dos pesos, mais ser muito melhor que tivéssemos as anilhas e o professor. Já teve casos de ter que corrigir movimentos de pessoas que nunca pegaram pesos e estavam fazendo os exercícios tudo errado”, salientou.

Maceió

Uma realidade bem diferente da encontrada no Calçadão da Praia Formosa, no Bairro Treze de Julho, em Aracaju, é em Maceió. A capital alagoana possui uma academia do mesmo modelo que funciona perfeitamente na orla de Jatiúca, onde a Prefeitura, através de uma parceria com uma faculdade particular, disponibiliza para a população professores e todos os equipamentos necessários para um treino à beira mar. Os mesmos equipamentos também estão disponíveis nas cidade de Recife e do Rio de Janeiro.

Conselho de Educação Física 

O Portal 93 Notícias tentou contato com o Conselho Regional de Educação Física sem êxito. O conselho fiscaliza rigorosamente as academias particulares da capital e do interior sergipano fechando as portas dos estabelecimentos que identifica alguma irregularidade. Mas, diante do descaso da Academia ao Ar Livre da Prefeitura de Aracaju, até o momento não foi feita nada. 

O que você está buscando?