Talysson de Valmir vai defender legitimidade do mandato no TSE

A cassação não tem efeito imediato para o afastamento do cargo.

Aparecido Santana, 15 de Agosto, 2019 - Atualizado em 15 de Agosto, 2019

Por Aparecido Santana, redação 93 Notícias.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) cassou nesta quinta-feira (15), por 5 votos a 2, o mandato do deputado estadual Talysson Barbosa Costa, o Talysson de Valmir (PR). A defesa informou que vai recorrer da decisão.

Talysson e o pai, Valmir de Francisquinho, receberam a pena de inelegibilidade por oito anos, por abuso de poder e uso da máquina administrativa da Prefeitura de Itabaiana nas Eleições 2018. Foram julgadas como improcedentesas ações em relação a Romerito Oliveira da Trindade, Thierisson Santos Costa e Antônio Pereira da Silva Júnior.

Sobre a condenação, o advogado Fabiano Feitosa disse que é salutar que o pai [Valmir] que é gestor, político, apoie a campanha do filho. “Isso é da democracia, e na minha ótica, o tribunal cometeu um equívoco que vai ser reparado pelo TSE. Porque não há vedação nenhuma que o pai participe da campanha do filho”, argumentou a defesa.

A cassação não tem efeito imediato para o afastamento do cargo, já que a situação ainda pode ser analisada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O que você está buscando?