Gibran diz que muitos “tremem na base” com sua possível pré-candidatura a prefeito

Fala do ex-vereador ocorreu durante entrevista na FM Itabaiana.

Aparecido Santana, 04 de Setembro, 2019 - Atualizado em 04 de Setembro, 2019

O ex-vereador Gibran Ramos usou o espaço radiofônico da FM Itabaiana, durante o Êta Sertão com Luciano Oliveira, para explanar sobre os últimos acontecimentos da “arrumação” política com vista no pleito de 2020.

O ex-vereador não esconde o desejo de encabeçar chapa majoritária, mas diz que, ainda não anunciou oficialmente se vai para disputa. “Da minha boca ainda não saiu que sou pré-candidato”, diz.

O ex-parlamentar diz que há um fervor em torno do seu nome e faz analogia a Alessandro Vieira, quando o mesmo colocou nome ao senado. “Fizeram de tudo para que ele fosse a federal e, comigo, querem que vá para vereador... Minha briga não é pessoal, minha discussão é projetos”, enfatiza. 

Por fim, Gibran avalia as últimas gestões e os políticos de Areia Branca. Pede explicação ao prefeito Alan dos R$ 20 milhões em recursos *com Royalties da Petrobras* entre 2017 e 2019, que segundo ele, não tem sido revertido em grandes obras, diz que são “obras precárias” ou término de outras que foram abandonadas da época em que o esposo de Acácia era prefeito. Sobre a *gestão* Acácia, diz que 8 mil pessoas votaram contra à sua administração, pois, em sua visão *e da de Zé Ailton nas eleições de 2016* ela e seu esposo *representavam* o passado, e agora Zé Ailton é o candidato de Acácia Sousa? Explique aí!

O que você está buscando?