Morre no Rio de Janeiro o jornalista sergipano Carlos Nobre

Redação, 16 de Otubro, 2019

Morreu terça-feira, 15, no Rio de Janeiro, onde foi sepultado na tarde desta quarta-feira, o jornalista sergipano, Carlos Nobre. Nobre trabalhou nas redações de O Dia, Jornal do Brasil, Estado de São Paulo, entre outras. Os temas sociais sempre foram foco de suas pautas. A morte foi causada por complicações cardíacas.

Formado em Jornalismo, mestre em Ciências Penais pela Universidade Cândido Mendes, pesquisador Nirema (Núcleo Interdisciplinar de Reflexão e Memória Afrodescendente) do Departamento de História da PUC-Rio, Nobre, com currículo tão rico, nunca deixou de ser repórter.

Ele também foi professor do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, onde dedicava-se a aulas sobre Jornalismo e Racismo, Carlos Nobre foi um profissional comprometido com a defesa dos Direitos Humanos, cidadania, igualdade – temas constantes de suas pesquisas, publicações, conferências, palestras.

Informações Blog Primeira Mão

O que você está buscando?