O MMA em Sergipe.

Por Antônio Samarone

Redação, 22 de Novembro, 2019

Sergipe já foi um importante centro de MMA (mixed martial arts), Wrestling, Luta Livre, Vale Tudo. Na década de 1970, o Clube do Trabalhador recebeu lutas memoráveis, com grandes públicos.

Inspirados pelo telecatch, no ídolo Ted Boy Marino, Sergipe teve grandes lutadores:

Marreta, Fidelão, Demônio do Ringue, Valdemar Santana, Hilário Silva, Tatuzinho, Carcará, Gavião Negro, Gato Selvagem, Tamanduá, Tarzan Carioca, Pantera Negra, João Selvagem, Tonis Queti, Carneiro Branco, Fera Negra, Asa do Cão, Miguel, o Vingador, Topada, Carlinhos e Raimundo Compensado. (fonte: Joel Batalha)

O professor Jairo Moura foi mestre do Jiu-Jítsu sergipano. Cearense de nascimento. Chegou à Aracaju em 1968, tornando-se um sergipano benemérito. Foi uma lenda da luta em Sergipe.

A disputa entre Marreta X Tatuzinho, era um clássico da luta livre em Sergipe.

Eu morava em Itabaiana, mas não perdia as transmissões feitas por Silva Lima, um grande incentivador desse esporte. Só Silva Lima sabia irradiar lutas, uma preciosidade.

Sergipe ainda possui grandes nomes no MMA: Kleber Orgulho e Yuri Andrey, são dois exemplos de sucesso.

Antônio Samarone.

O que você está buscando?