Como economizar energia nos meses mais quentes do ano?

Redação, 27 de Dezembro, 2019 - Atualizado em 27 de Dezembro, 2019

Com as altas temperaturas do verão, algumas alternativas para amenizar o calor nas residências são adotadas. Os banhos passam a ser mais demorados e recorrentes, o abre e fecha da geladeira torna-se mais frequente e o uso de ventiladores e ar condicionados vira rotina. Porém, o uso desses confortos sem os devidos cuidados pode representar um acréscimo significativo no valor da conta do consumidor.

Além da questão financeira, a economia de energia na estação mais quente do ano torna-se ainda mais relevante pela dimensão ambiental, que envolve toda cadeia de produção, transmissão e distribuição de energia elétrica. De acordo com a Energisa, nessa época do ano o consumo de energia nas residências chega a aumentar cerca de 15%.

Para o uso sustentável, o coordenador do Programa de Eficiência Enérgica (PEE) da Energisa, Pedro Martiniano, destaca, entre outros fatores, a importância de se adquirir equipamentos classificados pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) na categoria A, que certifica os mais eficientes e que consomem menos energia.

“O selo Procel deve ser observado no momento da compra do equipamento, sendo o mais econômico aquele classificado na categoria A. Essa escolha é fundamental para reduzir o custo com energia elétrica ao longo de toda a vida útil do equipamento”, explica.

Confira outras orientações da Energisa para você consumir energia de forma consciente e responsável, e economizar:

Lâmpadas: trocar incandescentes ou fluorescentes pelos modelos de LED é uma dica que vale para o ano todo e significa uma economia de quase 35% em relação à lâmpada fluorescente e uma economia de 85% em relação à lâmpada incandescente. Em corredores, escadas e outros locais de passagem em prédio, onde não há longa permanência de pessoas, a sugestão é instalar temporizadores ou sensores de presença embutidos em lâmpadas. Além disso, a combinação da iluminação natural com paredes de cores claras pode evitar acender as lâmpadas no período do dia;

Geladeira: o equipamento deve ser instalado em local bem ventilado, não encostado em paredes ou móveis, longe de raios solares e fontes de calor, como fogões e estufas. Durante o uso, não deixe a porta da geladeira aberta por muito tempo e evite o abre e fecha constante. Mantenha a borracha de vedação da porta em bom estado. Para saber se é hora de trocá-la, faça um teste rápido usando uma folha de papel ao fechar a porta da geladeira. Tente retirar a folha e, se sair facilmente, significa que a borracha precisa ser trocada;

Chuveiro elétrico: o uso deve ser feito na função verão e o banho deve ser mais rápido. Essa simples mudança de hábito pode gerar economia de até 30% na conta de energia. Nos momentos mais quentes do dia, a sugestão é usar o chuveiro elétrico no modo desligado;

Ar condicionado: optar pelo uso do ventilador pode gerar uma economia de até 70%. Para quem não abrem mão do ar condicionado, a dica é manter os filtros sempre limpos, utilizar a função timer e deixar na temperatura de 24oC. Assim, você mantém a temperatura agradável e não exige demais do equipamento. Outra dica importante é dimensionar a potência (BTU) do aparelho de acordo com o tamanho do ambiente;

Ferro elétrico e máquina de lavar: procure juntar toda a roupa que tiver para passar e ligue o ferro apenas uma vez por semana, utilizando a temperatura certa para cada tipo de peça. A mesma sugestão vale para a máquina de lavar. Acumule as peças e ligue o equipamento somente uma vez na semana, obedecendo à carga máxima de roupa por lavagem. Prefira lavar as peças mais leves e delicadas à mão, utilizando o tanque.
 

O que você está buscando?