Kaelzinho Ferraz é mais vítima de pré-julgamento na internet, após cantar a música Cracudo na TV

Opinião, por Aparecido Santana.

Aparecido Santana, 31 de Janeiro, 2020 - Atualizado em 31 de Janeiro, 2020

—  Se eu virar cracudo, eu vou fumar esse seu coração de pedra, nem que eu venda tudo se eu virar manguaça —, após cantar essa música em um programa de TV, o cantor Kaelzinho Ferras, de apenas 15 anos, foi ‘julgado’ e ‘bombardeado’ na internet.

Imagem: reprodução TV SE.

Kael interpretou a música do cantor Tierry. A canção é uma história de amor de alguém que está no fundo do poço depois que o seu amor se foi. Como há uma predominância dos exageros em músicas nesses estilos musicais não há muito o que se estranhar. O compositor usa de uma metáfora pobre, assim como tantos outros usam neste e em outros estilos musicais.

Assistimos todos os dias pessoas usando drogas na TV, sob a justificativa de recorte da realidade, logo, é aceitável que composições musicais sigam essa mesma linha. De fato, na linha de um jornal talvez não fosse tão adequado, mas também não é motivo para pânico.

A repercussão gerou tanta polêmica, que o cantor Tierry, responsável pela composição, alega que Kael estava usando a música para fins comerciais, sem a autorização do Ecad, órgão responsável por realizar os devidos ajustes de cobranças e repasses de direitos autorais. Logo após o corrido, cantor Kael se pronunciou através de um vídeo em sua conta no Instagram e confirmou a retirada da música de seu repertório musical.

Conheci este jovem Kael, e tive a melhor das impressões: um menino com uma carreira em ascensão, porém educado e humilde, tendo a conclusão de que o sucesso não lhe envaideceu.

O que você está buscando?