Pesquisa do Instituto Única não reflete o cenário político de Aracaju

Habacuque, 06 de Fevereiro, 2020 - Atualizado em 06 de Fevereiro, 2020

Apesar das críticas e cobranças que faz ao prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), este colunista mantém o maior respeito pelo responsável pela gestão da cidade de Aracaju. Como também mantém uma relação amistosa com os demais veículos de comunicação e colunistas políticos, sabendo entender o espaço de cada um. E essa forma respeitosa é extensiva também aos mais diversos institutos de pesquisa, independente se são sergipanos, de outros Estados ou de abrangência nacional.  

Mas diferente da matemática, a política está longe de ser uma “ciência exata”. E, agradando ou desagradando muita gente, este colunista se sente no direito de avaliar e questionar os números da pesquisa eleitoral para prefeito de Aracaju, do Instituto de Pesquisas Única, contratado pela TV-Atalaia, cujo resultado foi divulgado na noite dessa quarta-feira (5). O cenário posto é que o prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) lidera com bastante “folga”, em relação aos demais concorrentes.

Este colunista não tem “bola de cristal”, mas basta percorrer a cidade, conhecer a periferia e conversar com as pessoas, sobretudo as mais simples, para perceber que o resultado da Pesquisa Única, divulgado pela TV Atalaia, não reflete o atual cenário político da nossa capital. E isso não quer dizer que Edvaldo faz uma gestão “desastrosa” em Aracaju. Não é isso!

Justiça seja feita, ele vem mantendo os salários dos servidores públicos sendo pagos dentro do mês trabalhado – mesmo com quatro anos sem reajustes – sem contar que ele vem executando os recursos federais, de emendas individuais ou de bancada, que o ex-deputado André Moura (PSC) liberou para ele...Mas dizer que Edvaldo tem um percentual muito próximo da soma dos outros quatro melhores colocados na disputa é um pouco demais, ou não?

Se não é um “desastre administrativo”, o prefeito está longe de ser um modelo de excelência. Que o diga a licitação das feiras livres que não saiu do papel, a prometida e não realizada licitação do transporte coletivo, a judicializada licitação do lixo. Como também a falta de reajuste salarial para o funcionalismo público municipal desde 2017, a não revogação do reajuste do IPTU e o aumento da passagem de ônibus que será anunciado em breve...

E sobre a pesquisa Única, diga-se de passagem, este colunista não vai muito longe: em 2018, faltando cerca de 30 dias para o 1º turno da eleição de governador, este mesmo Instituto pontuava Valadares Filho (PSB) com 18,9%, Eduardo Amorim (PSDB) com 16,8% e Belivaldo Chagas (PSD) com 12,9%; abertas as urnas, o “galeguinho” teve 40,84% e foi para o 2º turno contra Valadares (21,49%). Amorim com 20,50% acabou ficando fora do páreo. Em síntese, o levantamento que aponta Edvaldo liderando com sobra, pode até ser real, mas o “som que vem das ruas” não é bem esse...

 

Veja essa!

Pelos números da pesquisa Única, contratada pela TV Atalaia, na modalidade estimulada, Edvaldo Nogueira lidera com 30,6%, seguido de Danielle Garcia com 11,8%, Valadares Filho com 10,9%, Gilmar Carvalho com 10,6%, Márcio Macedo com 1,7%, Almeida Lima com 1,2 %, Georlize Teles com 1,0 %, Rodrigo Valadares com 0,6 %, Delegado Mário Leony com 0,5 % e Juraci Nunes com 0,2 %. Brancos e nulos têm 22% e 8,9% são indecisos.

 

E essa!

Chama atenção e geram estranheza também os números da rejeição: Valadares Filho aparece com 42,5 %, Almeida Lima com 39,8 %, Edvaldo Nogueira com 36,1 %, Gilmar Carvalho com 34%, Márcio Macedo com 25,4 %, Rodrigo Valadares com 23,9 %, Daniele Garcia com 22,8 %, Delegada Georlize com 21,6 %, Juraci Nunes com 21,1 % e Mário Leony com 20,9 %. Indecisos ou não responderam estão com 14,4 %. Branco ou nulo com 5,5 %.

 

Dados da pesquisa

Para esta sondagem foram pesquisados dez nomes de pré-candidatos ou possíveis pré-candidatos, que já manifestaram a intenção de disputar a eleição de outubro. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número SE – 07667/2020 e ouviu mil eleitores nos 35 bairros da capital, entre os dias 29 de janeiro e 3 de fevereiro. A margem de erro é de 5%, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

 

Questionamentos I

Agora, pegando os números da rejeição, por exemplo, considerando que Valadares Filho está sem mandato eletivo e não tem se envolvido em polêmicas desde o resultado da eleição de 2018, o que justifica um percentual tão alto, considerando, inclusive, os levantamentos feitos em 2019? E Danielle Garcia que estava trabalhando em BSB e acabou de se filiar e anunciar sua pré-candidatura?

 

Questionamentos II

Como explicar rejeições tão altas de Márcio Macedo e Gilmar Carvalho? E da delegada Georlize, que nem atuação política possui? E o que dizer de Juraci Nunes e Mário Leony? E, como perguntar não ofende, por que a Pesquisa Única não considerou a pré-candidatura do também delegado Paulo Márcio (DC)? Como já anuncia mais duas pesquisas, a TV Atalaia, que tem credibilidade, precisa ficar atenta a isso...

 

Partido Verde

O Partido Verde surpreendeu até seu pré-candidato a prefeito, Almeida Lima, ao anunciar em nota que havia desistido de lançar um nome próprio para a disputa pela Prefeitura de Aracaju. O PV diz que inicia agora uma campanha de filiação com o objetivo de eleger dois vereadores na capital e abre diálogo com outras legendas “priorizando o desenvolvimento sustentável da nossa capital”.

 

Cartão vermelho

No final do ano passado, Almeida reuniu alguns jornalistas e comunicadores em sua residência para um almoço de confraternização, quando anunciou que disputaria a eleição e, inclusive, disse que não precisava fazer composições e que estava à vontade no PV. A nota pública do Partido Verde é um verdadeiro “cartão vermelho” no projeto do ex-senador.

 

Ainda Almeida

Em entrevista na FM Jornal, na manhã dessa quinta-feira (6), Almeida confirmou que ainda pretende disputar a Prefeitura de Aracaju e, após o anúncio do PV, duas legendas já lhe procuraram para desenvolver esse projeto de pré-candidatura. Almeida não declinou os nomes, mas deve anunciar algo nos próximos dias.

 

Elizeu Menezes

O jornalista e policial civil Elizeu Menezes anuncia sua pré-candidatura a vereador de Aracaju e está de olho no eleitorado do Conjunto Augusto Franco. Nessa quarta-feira (5) assinou sua ficha de filiação no PROS, comandado em Sergipe pelo suplente de deputado estadual Róbson Viana.

 

Everton no PROS

Quem também é cotado nas rodas politicas para se filiar ao PROS é Everton Souza, que também disputará uma cadeira na Câmara Municipal de Aracaju e será o candidato do ex-governador Jackson Barreto, que convenceu seu sobrinho e diretor da Emsurb, Bira Barreto, de recuar da disputa.

 

Alô aposentados!

O Poder Judiciário concedeu uma liminar ao Mandado de Segurança impetrado pelo Sindicato do Fisco do Estado de Sergipe (SINDIFISCO) contra a Reforma da Previdência aprovada, em dezembro passado, na Assembleia Legislativa. Com a decisão fica suspenso o desconto previdenciário nos rendimentos dos aposentados e pensionistas. Este colunista já havia alertando que, de acordo com o DIEESE, a lei é inconstitucional porque representa perda salarial para o servidor, seja ele aposentado ou da ativa.

 

Carnaval do Crime

Lembram-se do comentário feito por este colunista de que Sergipe precisava de paz, diante de tanta violência? Depois do “arrastão” no Hospital da Unimed, há menos de 1 km do prédio da SSP, na manhã dessa quinta-feira (6) na Rua de Bahia, pacientes e funcionários da Clinsaúde também foram vítimas de um “arrastão”. Um sujeito, encapuzado e armado, rendeu a todos e levou todos os aparelhos celulares. É o “carnaval do crime” chegando...

 

Alô Aparecida!

Na última sexta-feira (31), a prefeita de Nossa Senhora Aparecida, Vera Santos (MDB), reuniu em sua fazenda vereadores da bancada de situação para “tracejar' os rumos da disputa municipal de 2020. Mas, segundo quem esteve presente, Vera alterou a voz ao afirmar que “quem define o nome” é ela e “os descontentes procurem outros caminhos”. Ela sugeriu que todos os vereadores fossem para o mesmo partido, o PSD, mas Erinaldo da Cruz e Alexsandro Totô se recusaram a assinar a ficha de filiação.

 

PT & PSL

Vera foi além: disse que todos que desejarem concorrer à uma vaga na Câmara Municipal deve se filiar ao PSD mas o candidato a prefeito deve sair do MDB. Ela não demonstra simpatia pela pré-candidatura de Erinaldo do PT e ignora o nome de Clarinaldo Andrade, hoje o nome do grupo situacionista mais bem posicionado nas pesquisas. Ao que tudo indica, Vera deve escolher o presidente da Câmara, Marquinhos Pereira, que antes era filiado ao PSL, ou seja, o partido pelo qual Bolsonaro se elegeu. Em suma, será que Vera vai trocar o PT pelo PSL? 

 

Descaso nos Bombeiros I

No ano em que o Corpo de Bombeiros celebra seu centenário em Sergipe, o Comandante Geral “presenteia” a tropa escalando militares que se encontram acometidos por doenças comprovadas por Relatórios Médicos e por laudos e exames de imagens, temporariamente incapacitados para a realização de atividades externas. Um detalhe: muitas dessas doenças contraídas no pleno exercício da atividade militar, devido ao excesso de missões com a redução da frota.

 

Descaso nos Bombeiros II

Não custa o governador ficar atendo para o Corpo de Bombeiros tendo em vista sobre a falta de concursos públicos em tempo hábil e pelo acúmulo de funções, fatores que estão contribuindo para “adoecer” a tropa. Os bombeiros têm o respeito e a atenção do povo sergipano, mas clamam por “socorro” e apelam aos órgãos fiscalizadores poruma intervenção. É sim uma situação vexatória e muito constrangedora.

 

Alô Barra dos Coqueiros!

A oposição no município está cada vez mais bem alinhada. O grupo liderado pelo deputado federal Laércio Oliveira e o Irmão Carlos no município, e que tem Vevé como pré-candidato, está muito próximo do vice-prefeito Alisson e do ex-prefeito Gilson dos Anjos. Uma aliança está se configurando contra o agrupamento do prefeito Airton Martins.

 

Falando na Barra

Chega a informação que algumas pendências podem mudar o rumo do vice-prefeito Alisson, que ainda não se filiou ao Solidariedade e pode ir para outra legenda. Ele aparece bem em todos os levantamentos feitos no município e seu nome agrada a alguns partidos que têm interesse em sua filiação. Até onde este colunista tem conhecimento, Alisson não foi para o Solidariedade por existirem pendências nas prestações de contas do partido. Até o Carnaval a “novela” da filiação terá um desfecho...

 

Bomba!

Lembram-se dos questionamentos feitos por este colunista sobre o Banese? Que até ameaça de processos foram feitas? Agora a coluna elogia a postura do Conselho de Administração do Banco que determinou o afastamento do auditor chefe, até que sejam apuradas supostas irregularidades em procedimentos internos e sobre sua conduta que chegou a fazer ofensas graves ao denunciante, algo que é vedado por lei.

 

Alô Banese!

Só que ninguém se engane: a decisão para o afastamento veio “de cima”, possivelmente do “galeguinho” Belivaldo Chagas que não é muito de “mimimi”. Por que se dependesse do presidente Fernando Mota, certamente o auditor ainda estaria sentando em sua cadeira...de parabéns o Conselho de Administração pela independência e vem por aí algo ainda mais “podre” dentro das estruturas do “Banco dos Sergipanos”. Aguardem...

 

Alô Simão Dias!

O ex-senador Valadares (PSB) muito feliz com o gestor do Prefeito de Simão Dias, Marival Santana, que em ato realizado em seu gabinete, assinou a ordem de serviço para a construção da praça no povoado Pau de Leite, com recurso oriundo de emenda individual de Valadares, no mandato de senador. O evento contou com as presenças do vice-prefeito Aloizio Viana; do presidente da Câmara, Jorge de Lourival; dos vereadores Rogério, Iraildes, Júnior, prof Gilson, Nelsinho, Flávio,  e secretários municipais. Pau de Leite foi o povoado onde nasceu Antônio Carlos Valadares. 

 

Alô Paripiranga!

Agora entrando na Bahia, mais precisamente em Paripiranga, a informação é que o Prefeito Justino Neto vira réu e pode perder seu cargo por suposta improbidade administrativa. A Justiça Baiana aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o prefeito. De acordo com o órgão estadual, Justino Neto contratou, no ano de 2017, sem licitação, a locação de uma máquina retroescavadeira com operador, para ações de mitigação aos efeitos da estiagem, no valor de R$ 152.490.

 

Dos pedidos I

Ainda de acordo com o MP-BA, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) chegou a aplicar uma multa de R$ 3.000, “reconhecendo que a contratação estava desvinculada do atendimento da situação climática”. O MP pediu à Justiça, em ação civil pública, a condenação do prefeito por improbidade administrativa, por ter contratado irregularmente e desnecessariamente um serviço de locação de retroescavadeira;

 

Dos pedidos II

O MP-BA também pede o ressarcimento integral do dano ou lesão ao patrimônio público por ação ou omissão, dolosa ou culposa, no valor de R$ 152.490; a perda da função pública de prefeito do município; a suspensão dos seus direitos políticos pelo prazo de 5 a 8 anos, e o pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano causado.

 

Alô Dores!

Ainda repercute mal nas rodas políticas a denúncia do empresário do Grupo Raizes de que o prefeito de Nossa Senhora das Dores, através do secretário de Marketing e eventos, Thiago Nascimento, teria lhe dado um “calote”. Como perguntar não ofende, se a prefeitura tinha a verba para contratar e não pagou, o que foi feito com o dinheiro? E será que existem mais empresas na mesma situação, esperando pelo pagamento de algum serviço prestado?  

 

Falando em Dores

A informação é que nesta sexta-feira (7) pode se consolidar uma grande aliança, com o lançamento da pré-candidatura de Mário da Clínica (Cidadania), que lidera as intenções no município, apoiado pelo Senador Alessandro Vieira, com o grupo liderado pelo ex-prefeito Fernando Lima, que tem ligações políticas com André Moura e Jackson Barreto. Agora, como perguntar não ofende, será que esse palanque em Nossa Senhora das Dores suporta, a “velha e a nova política” juntas?

 

Nota de Repúdio I

Em nota de repúdio, a Associação de Direitos Humanos e Cidadania LGBT manifesta solidariedade à mulher TRANS, Adriana Lohanna, que durante a VI Semana da visibilidade TRANS de realização da AMORSERTRANS, em parceria com a Universidade Federal de Sergipe, no auditório da reitoria, “teve o seu retorno ao auditório impedido pelos seguranças do Instituto Salto Quântico com ações truculentas. Repudiamos o cerceamento da voz, participação e permanência de uma mulher TRANS no espaço”.

 

Nota de Repúdio II

Ainda na nota, a Associação também se soma à professora Vera Nubia e aos alunos do curso de Serviço Social, “que através da empatia, interviram sobre tal repressão, entendendo que todo cidadão tem o direito de ir e vir, sobretudo em uma atividade de extensão realizada numa Universidade Pública, destinada a toda comunidade acadêmica e sociedade civil”.

 

Reunião

Diante das denúncias realizadas pela militante em reunião com representantes do movimento LGBTQI+, a Associação se posicionou contra este tipo de conduta e exige que “a instituição e os envolvidos possam se pronunciar e se retratar a respeito do ocorrido, agindo com dignidade e respeito afim de tentar reparar o constrangimento infringido à ativista e, ainda que indiretamente, aos professores e alunos da UFS presentes no local. Gostaríamos que o Instituto Salto Quântico faça a devida retratação pública não só a Adriana Lohanna, mas a todo o movimento LGBTQI+ sergipano”. 

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

O que você está buscando?