Emília Corrêa: “Muita coisa é dita, jogada ao vento, mas a gente sabe bem o que aconteceu“

Redação, 11 de Fevereiro, 2020 - Atualizado em 11 de Fevereiro, 2020

Diante das especulações em torno das decisões tomadas pelo grupo “Unidos por Aracaju”, encabeçado pelo Sen. Alessandro, a vereadora Emília Corrêa (PATRIOTA) enfatizou, durante entrevista, que ética é algo que ela prioriza em tudo que faz.

“Muita coisa é dita, jogada ao vento, mas a gente sabe bem o que aconteceu. O acordo que fiz não é uma imposição, mas tenho responsabilidade em tudo que me proponho fazer. Costumo ser ética”, declarou.

Ainda em entrevista, a vereadora que também exerce a função de Defensora Pública, ressaltou que a vida política nunca foi seu objetivo. “Outra coisa que preciso esclarecer para quem não me conhece; a política nunca foi meu objetivo de vida, nunca tive essa vaidade, aconteceu naturalmente. Minha vida foi traçada em cuidar das pessoas, isso explica o meu amor há mais de 30 anos pela defensoria”, declarou.

Ao ser questionada sobre eleições, Emília voltou a dizer que não existe pesquisa mais eficiente que o povo no dia da votação. “Sequer apareci nas pesquisas em 2012 e fui bem votada e fiquei como suplente, já em 2016, sendo eleita, também não aparecia bem nas pesquisas, já a mais recente para Deputada Federal, na qual fui a sexta mais votada do estado, aparecia de forma tímida. Tudo tem um propósito e acontece na hora que tem que acontecer. É preciso ter maturidade para lidar com isso e com a arte da política”, ressaltou.

Ascom

 

O que você está buscando?