TCE rejeita contas Prefeitura Municipal de Santo Amaro das Brotas do ano de 2016

Redação, 29 de Fevereiro, 2020

O Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) julgou 34 processos e 13 protocolos na sessão plenária da última quinta-feira, 27, sob a presidência do conselheiro Luiz Augusto Ribeiro. Também participaram os conselheiros Carlos Alberto Sobral, Carlos Pinna de Assis, Ulices Andrade, Flávio Conceição, Susana Azevedo e Angélica Guimarães, e o procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello.

Entre os processos julgados estava a gestão da Prefeitura Municipal de Santo Amaro das Brotas, no ano de 2016. O conselheiro Carlos Alberto Sobral entendeu que houve irregularidades e votou pela rejeição das contas de responsabilidade de Luis Herman Mancilla.

Ainda durante a pauta do dia, também foram encontradas irregularidades nas contas 2017 do Fundo Municipal de Assistência Social de Santa Luzia de Itanhy, de interesse de Wallison Hipólito de Meira, que recebeu multa de R$ 6 mil; contas de 2017 do Fundo Municipal de Saúde Rosário do Catete, cujo interessado é José Souza Santos, multado em mais de R$ 6 mil; e contas de 2012, do Fundo Municipal de Assistência Social de Amparo do São Francisco, de interesse de Cleidivalda Veríssimo Cardoso Nascimento, que foi multada em R$ 2 mil.

Fonte: TCE/SE

O que você está buscando?