Oportunidade: inscrições abertas para credenciamento de profissionais para Carretas de Saúde da Mulher e do Homem

As carretas têm por objetivo ofertar serviços de saúde especializada aos municípios, com foco assistencial

Redação, 07 de Março, 2020 - Atualizado em 07 de Março, 2020


O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), informa  que continua aberto o edital de credenciamento público para a contratação de profissionais autônomos para a prestação de serviços durante as ações das Carretas Itinerantes de Saúde da Mulher e do Homem. As diárias das especialidades médicas do edital 01/2019 tiveram os valores atualizados e os profissionais receberão por hora trabalhada.

Para cadastro e outras informações, basta acessar  no site da Funesa a página Editais de Credenciamento. As especialidades para médicos são: Cardiologia, Clínica Geral, Urologia, Ginecologia, Mastologia e Radiologia – além de enfermeiro (a), técnico(a) em enfermagem, técnico(a) em laboratório, técnico(a) em radiologia e digitador (a) de laudo.

As carretas têm por objetivo ofertar serviços de saúde especializada aos municípios, com foco assistencial. A população poderá fazer consultas e exames para a prevenção e diagnóstico precoce de patologias, a exemplo do câncer, de forma que possibilite um tratamento eficaz, além de doenças cardiológicas e urológicas no homem, assistência de baixa e média complexidade.

De acordo com a diretora geral da Funesa, Lavínia Aragão, os valores foram atualizados para estimular os profissionais a se inscreverem. Até então,  1 médico cardiologista, 4 médicos generalistas, 1 médico ginecologista, 318 enfermeiros, 71 técnicos de enfermagem, 6  técnicos de laboratório e 22 técnicos de radiologia e 1 digitador de laudo foram credenciados.

“O governo não tem medido esforços para fortalecer o projeto das Carretas  Itinerantes. De modo geral, temos um quantitativo  significativo de pessoas credenciadas em outras categorias, a dificuldade maior tem sido na categoria médica. Um das medidas encontradas foi  além de possibilitar o credenciamento de pessoa física, também aceitar as cooperativas  médicas”, explica Lavínia.

Ela ainda reforça que as Carretas estão prontas e funcionando, mas que há necessidade de um quantitativo maior de médicos. “Mesmo com essa dificuldade que estamos encontrando, a carreta tem atuado no interior do estado, mediante parceria com os municípios. Quando eles solicitam, a SES disponibiliza as carretas com todos os insumos e materiais, enquanto eles colocam à disposição seus profissionais médicos para atuar. Mesmo  quando a carreta não está nos municípios, é importante destacar que, o trabalho continua sendo prestado à população, já que fica no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism), minimizando as filas, qualificando o atendimento e apoiando o Centro”, finaliza a diretora geral da Funesa.

O que você está buscando?