Deso orienta moradores a construir reservatórios para evitar desabastecimento de água

Redação, 18 de Março, 2020 - Atualizado em 18 de Março, 2020

A construção de reservatórios em residências ajuda a população a sofrer menos o impacto em momentos de desabastecimento de água. No caso de Itabaiana, por exemplo, onde está sendo feita uma grande obra de macro e microdrenagem, essa falta de água acaba ocorrendo com mais frequência dada a necessidade de interrupção em algumas áreas em decorrência do andamento dos serviços executados pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), através do Programa Águas de Sergipe, financiado pelo Banco Mundial.

“Além do impacto da própria obra, estamos fazendo a substituição de parte da rede dentro da cidade, que em alguns casos já estava obstruída ou saturada o que contribui, ainda mais, com essa falta d’água”, alertou o diretor de Meio Ambiente e Expansão da Deso, Gabriel Campos, em entrevistas concedidas à Capital FM, FM Itabaiana e TV Itnet.

Em conversa com os comunicadores Alex Henrique, Francis de Andrade e Luiz Carlos Focca, o diretor destacou a importância da população estar atenta a essa necessidade para que quando houver falha no abastecimento, independentemente da ação da Deso, ela sofra menos com o problema. 

NOVA ESTAÇÃO EM AREIA BRANCA 

Gabriel Campos ressaltou que a companhia de Saneamento já vem tomando as devidas providências para que haja um fornecimento regular de água em toda cidade. Para isso, além dos R$ 26 milhões destinados à construção da estação de tratamento e dos R$ 46 milhões atuais para a execução da rede de esgotamento e drenagem, estão sendo investidos mais R$ 40 milhões, numa obra que está sendo executada no município de Areia Branca.

 “Trata-se da construção de uma nova estação de tratamento de água que vai atender Itabaiana e Areia Branca. Junto com ela, serão construídos mais 17 quilômetros de uma adutora de 300 milímetros de diâmetro, o que vai possibilitar o aumento da demanda de oferta de água em Itabaiana, que hoje já é abastecida por duas adutoras de 300 milímetros de diâmetro. Com o aumento da capacidade de fornecimento, após a construção da estação de tratamento em Areia Branca, a disponibilidade de água na cidade, deve aumentar em praticamente 30%”, informou Gabriel.

Ele explicou que outra medida que já está sendo adotada diz respeito à substituição de parte da rede de abastecimento de Itabaiana porque em alguns casos ela estava obstruída ou saturada. “Sem contar que o tamanho da rede também não atendia a demanda", explicou Gabriel Campos.

De acordo com ele, um dos fatores que contribuem com a falta de água na cidade é a carência de setorização. “Ou seja, quando ocorre um vazamento de água em um extremo da cidade, é preciso parar o provimento em todo o município até que o problema seja sanado, pois para solucionar o vazamento não é possível isolar o fornecimento somente em um bairro”, disse.

Com esse investimento de R$ 40 milhões, serão implantados mais uma série de registro de manobra na cidade, possibilitando o isolamento do abastecimento em apenas um trecho, permitindo que as demais áreas continuem abastecidas. 

Fonte: Deso

O que você está buscando?