Funcionando apenas no mundo virtual, Governo inclui Ação de Turismo em serviços essenciais

Redação, 13 de Maio, 2020

Nas alterações do decreto nº 40.567/2020, publicado na última segunda-feira, 11, o governador Belivaldo Chagas apertou ainda mais o certo para evitar a circulação de pessoas nas ruas e com isso evitar a contaminação e proliferação do covid-19.  A única dúvida que ficou no ar é, entre os serviços ditos ‘essenciais’ está Ação de Turismo. O que seria isso?

Enquanto consultórios de médicos, de fisioterapia, odontológicos e de psicologia estão fechados por não serem essenciais e a população que necessita destes serviços precisam improvisar, a tal Ação de Turismo, que está funcionando apenas no mundo virtual, virou primordial para Sergipe.

Lojas continuam fechadas, comércio paralisado, hotéis com a menor taxa de ocupação da história, agências de viagens demitindo funcionários, museus, parques e as embarcações da Orla Pôr do Sol não estão funcionando. Em entrevista ao site AjuNews, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/SE), Antônio Carlos Franco Sobrinho, relatou o desespero do segmento.

O que você está buscando?