Fora do governo Bolsonaro, o ex-juiz Sérgio Moro voltará a advogar

Redação, 01 de Junho, 2020 - Atualizado em 01 de Junho, 2020


O ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, informou à Comissão de Ética da Presidência da República que vai trabalhar como consultor e advogado de um escritório. Provavelmente o de sua mulher, Rosangela Wolff.

A informação foi divulgada na coluna de Lauro Jardim, de O Globo. De acordo com a publicação, Moro comunicou, também, que pretende dar aulas e aceitar um convite para ser colunista de uma revista.

Agora, cabe ao colegiado avaliar se Sérgio Moro pode alçar novos voos desde já ou, em caso de potencial conflito de interesses, lhe impor uma quarentena de seis meses.

O que você está buscando?