SSP lamenta a morte do papiloscopista Wendell da Silva Gonzaga por COVID-19

O trabalho dele foi estratégico para a identificação de criminosos, através da análise papiloscópica em diversas ocorrências

Redação, 25 de Junho, 2020 - Atualizado em 25 de Junho, 2020


A Secretaria da Segurança Pública lamenta profundamente a morte do papiloscopista Wendell da Silva Gonzaga, 43 anos. Ele era servidor da Coordenadoria Geral de Perícias desde o ano de 2016, quando foi aprovado em concurso público. 
 

Wendel é mais uma vítima da Covid-19. Ele foi internado em situação crítica no último dia 14 e transferido para a UTI um dia depois. 
 

Wendell era conhecido entre as instituições da Secretaria da Segurança Pública pela disponibilidade permanente, empenho e vasto conhecimento técnico em sua área. O trabalho dele foi estratégico para a identificação de criminosos, através da análise papiloscópica (das impressões digitais) em diversas ocorrências. 
 

Ele foi o primeiro papiloscopista a receber a medalha do mérito da Polícia Civil, pelos relevantes serviços prestados à Instituição e população sergipana. 
 

Tinha uma função anônima, mas estratégica no dia a dia de trabalho da Segurança Pública em Sergipe. Ele deixa esposa e três filhos.

O que você está buscando?