Alunos do alto sertão sergipano preparam 3ª edição da Feira de Conhecimento e Arte

Evento busca proporcionar o empreendedorismo e a iniciação científica entre alunos de escola estadual em Canindé de São Francisco

A Feira de Conhecimento e Arte (Feconart), promovida anualmente pelo Centro de Excelência Dom Juvência de Britto, em Canindé de São Francisco, entra nos preparativos para realização da sua terceira edição. O evento, que conta com apoio da Secretaria de Estado de Educação e da Cultura (Seduc) e da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec), acontecerá nos dias 13, 14, 15 e 16 de agosto de 2024, na quadra do Centro de Excelência Dom Juvêncio de Britto, em Canindé de São Francisco.

A III Feira de Conhecimento e Arte teve sua fase de inscrições até o dia 25 de maio, na qual recebeu as propostas de trabalhos científicos e culturais elaborados pelos alunos. O evento é aberto ao público, com a intenção de promover o avanço científico e cultural da região.

De acordo com a professora de Química e idealizadora da Deconart, Lark Soany, os números já começam a mostrar o sucesso da Feira com a quantidade de projetos inscritos: 114 projetos de treze escolas da região. “Enfrentamos a difícil missão de selecionar as melhores ideias, uma vez que a quadra da escola não comportava tantos projetos. No final, 99 projetos foram escolhidos como finalistas”, disse.

A professora Lark Soany conta que a feira é atualmente a representação da ciência no Alto Sertão Sergipano. “A sua primeira edição foi o estopim para que o movimento da iniciação científica nas escolas da região se iniciasse, e a cada ano que passa só temos mais adeptos. Nosso projeto já é conhecido nacionalmente e recebe pedidos de vários estados para participar”, declara Lark.

Feconart

Idealizada inicialmente para uma edição no ano de 2020, com o objetivo de   proporcionar uma experiência de divulgação científica no ambiente escolar, a Feconart teve seu lançamento adiado devido à pandemia da Covid-19, sendo possível concretizá-la apenas em 2022.

Em seu primeiro ano, a Feira registrou a apresentação de 54 projetos desenvolvidos, atraiu mais de 3 mil visitantes e recebeu escolas dos municípios vizinhos de Piranhas, Poço Redondo e Monte Alegre.

A feira atingiu um sucesso tão grande que deixou de ser uma feira local e ampliou seu alcance para as cidades do alto sertão. Na edição seguinte, em 2023, a feira ocorreu durante três dias, apresentando 56 projetos de diversas áreas. Foram recebidos mais de 5 mil visitantes e distribuídos 26 credenciais para que os projetos apresentados pudessem representar o estado em eventos por todo o Brasil.

“Muito mais do que apenas expor projetos, a Feconart motiva e age como divulgadora científica de forma exímia. Todo mundo que chega aqui se encanta com a grandiosidade dos trabalhos desenvolvidos. Sem falar que somos afiliadas à Mostratec, à Febrace, e agora à Genius Olimpyad. Estamos muito felizes com o crescimento e a aceitação deste movimento aqui no nosso sertão. Reforça ainda mais o quão rico pode ser o sertão de todas as formas, inclusive na ciência”, conta a idealizadora.

REDES SOCIAIS

Mais Lidas

CATEGORIAS

Notícias Relacionadas