Conheça 10 benefícios da cúrcuma para a saúde

Jose Costa, 07 de Maio, 2021

O açafrão-da-terra ajuda a perder peso, aumenta a imunidade e pode prevenir doenças neurodegenerativas e câncer

 

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, é uma raiz da família do gengibre rica em vitaminas C e B6, potássio, ferro, cálcio e minerais. Ela possui forte efeito antioxidante, anti-inflamatório, antimicrobiano e antibacteriano. Por isso, é bastante utilizada no tratamento e prevenção de diversas doenças. De perda de peso à prevenção de doenças neurodegenerativas, veja 10 benefícios que a cúrcuma oferece à saúde.

 

1. Ajuda a perder peso

"A cúrcuma é capaz de modular a inflamação e o estresse oxidativo, melhorar a resistência à insulina e aumentar a adiponectina", explica Bruna Nogueira, nutricionista e consultora da New Millen. Essas alterações estão ligadas à redução de gordura corporal. Além disso, de acordo com um estudo publicado na NCBI, a suplementação com cúrcuma ajuda a diminuir o IMC de pessoas com síndrome metabólica, conjunto de problemas como aumento de cintura, pressão alta, alterações de colesterol, triglicérides e glicemia que caracterizam a obesidade.

 

2. Auxilia na prevenção de câncer

A curcumina, substância onipresente na cúrcuma, tem ação antioxidante que ajuda a combater os radicais livres responsáveis por danificar as funções características das células. Esses radicais podem surgir por motivos variados, desde estilo de vida até mesmo exposição à poluição. Os radicais livres são agentes oncoaceleradores, que aumentam a quantidade de células cancerígenas e iniciam o processo de surgimento do câncer. Por isso, incluir a cúrcuma na dieta pode ser uma ótima estratégia para reduzir as chances de desenvolver câncer.

 

3. Oferece proteção cerebral

"Alguns estudos in vitro e em animais demonstram que a curcumina pode ser aliada da prevenção e do tratamento de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson", relata a nutricionista. Nesses estudos, foi percebido que, por causa da forte ação anti-inflamatória, a cúrcuma inibe a formação e divisão das proteínas beta-amiloides - tóxicas para os neurônios -, e aumenta a quantidade de neurotransmissor dopamina, substância reduzida em pessoas com doença de Parkinson.

A cúrcuma ainda auxilia na neuroproteção, reduzindo possíveis inflamações e estresse oxidativo - que mata as células e pode causar envelhecimento precoce e as doenças de Alzheimer e Parkinson. Ela também é uma grande aliada da neuroplasticidade, processo de formação de novos neurônios.

 

4. Aliada das emoções

A cúrcuma também pode auxiliar no tratamento de condições mentais e emocionais, como ansiedade, depressão e estresse. Por causa da redução inflamatória, do estresse oxidativo e da concentração dos neurotransmissores que proporciona, ela consegue regular os aspectos relacionados à fisiopatologia desses distúrbios. A eficácia da curcumina é semelhante à dos medicamentos antidepressivos. A principal diferença, porém, é que a raiz não possui efeitos colaterais e ainda promove mais benefícios ao restante do organismo.

 

5. Aumenta a imunidade

Com efeito antioxidante, anti-inflamatório e antimicrobiano, um dos benefícios da cúrcuma é equilibrar o sistema imunológico, fortalecendo o organismo contra quadros de alergias e infecções virais e por patógenos. Isso acontece porque a cúrcuma modula a resposta imune do corpo e sua ação antimicrobiana impede que o vírus se conecte com as células do hospedeiro. "Alguns estudos demonstram potencial efeito inibitório da curcumina contra a influenza, o principal causador de gripes e resfriados", elucida Nogueira. Por isso, a cúrcuma pode ajudar tanto no combate quanto na prevenção dessas doenças.

 

6. Melhora a saúde cardiovascular

"O papel cardioprotetor da cúrcuma se dá pela sua capacidade de reduzir parâmetros que se relacionam ao risco cardiovascular, como triglicerídeos, colesterol total, glicemia de jejum, hemoglobina glicada e HOMA-IR", esclarece a nutricionista.

O HOMA-IR é um índice que avalia a insulina, um hormônio fundamental para a regulação da glicemia. Caso o organismo esteja resistente a esse hormônio, a pessoa pode desenvolver diabetes - doença que está diretamente relacionada a infartos e AVCs. Além disso, a curcumina consegue evitar a oxidação do colesterol, que pode danificar os vasos sanguíneos e se acumular em placas endurecidas, podendo provocar um derrame ou ataque cardíaco.

 

7. Melhora a saúde intestinal

A cúrcuma, com seu efeito anti-inflamatório, ajuda a reduzir cólicas abdominais, diarreia e constipação, além de equilibrar a microbiota intestinal, essencial para o bom funcionamento do organismo. "Atualmente se sabe que qualquer alteração no perfil destes micro-organismos, assim como na quantidade, quadro denominado como disbiose, associa-se com o desencadeamento de várias patologias", diz a nutricionista.

 

8. Trata acne

Esse benefício vem graças às ações antimicrobianas e anti-inflamatórias da raiz, que reduzem as lesões e inflamações dermatológicas causadas pela acne. Nesses casos, a cúrcuma pode ser utilizada por via oral - em cápsulas ou na alimentação -, ou na formulação de cremes tópicos. Apesar dos efeitos positivos, é muito importante realizar uma consulta dermatológica antes de começar o uso medicinal da cúrcuma para saber qual é o grau da acne e a melhor forma de consumir a raiz aliada ao tratamento recomendado.

 

9. Controla a TPM

A tensão pré-menstrual (TPM) antecede a menstruação e causa incômodos diversos, desde cólicas e dores de cabeça até sentimentos de tristeza e irritabilidade. Consumir a cúrcuma durante esse período pode ajudar a controlar e amenizar esses sintomas físicos e emocionais, já que ela auxilia na modulação dos neurotransmissores, diminui os níveis de cortisol e estresse e tem efeito anti-inflamatório, que alivia as dores.

 

10. Ameniza os sintomas da osteoartrite

"A osteoartrite é uma condição articular crônica caracterizada por processos inflamatórios recorrentes que agridem as articulações em geral", explica a nutricionista Bruna Nogueira. Essa condição atrapalha a qualidade de vida e é tratada com medicamentos de uso diário que prejudicam o bem-estar.

Uma pesquisa publicada pela PubMed revela que a implementação de cúrcuma em cápsula na dieta reduziu as dores e melhorou o quadro clínico de pessoas com osteoartrite no joelho. A melhora foi a mesma proporcionada pelo fármaco diclofenaco, anti-inflamatório mais usado para esse tratamento. A cúrcuma não provoca desconfortos gástricos - diferente do fármaco diclofenaco -, e ainda ajuda a reduzir o peso corporal, um dos agravantes para a osteoartrite.

 

Fonte: https://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/37432-conheca-10-beneficios-da-curcuma-para-a-saude?utm_source=news_mv&utm_medium=MS&utm_campaign=9075083  - Escrito por Hellen Cerqueira - Foto: Luis Echeverri Urrea | Getty Images

O que você está buscando?