Com ou sem periculosidade, ter a “Polícia Unida” já é uma vitória da Segurança

Habacuque, 03 de Julho, 2021 - Atualizado em 03 de Julho, 2021

Infelizmente alguns setores da imprensa, talvez com um “viés governista”, tiveram um “olhar diferente” para o Movimento “Polícia Unida” em Sergipe. O que esses profissionais da Segurança Pública estão cobrando do governador Belivaldo Chagas (PSD)? O adicional periculosidade, que é um direito constitucional por se tratarem de profissionais que exercem atividades laborais perigosas. Qual a preocupação do Executivo: inflar as finanças públicas com o pagamento desse benefício, ao ponto de o Estado não conseguir pagar a folha dos servidores dentro do mês trabalhado.

Essa é a verdade e este colunista abre este espaço democrático para que se encontro um “ponto de equilíbrio”, ou seja, nem comprometer “quem paga”, mas de alguma forma também contemplar “quem merece”! Quem em sã consciência vai ficar contra um benefício, constitucional, para os profissionais da Segurança Pública que, com ou sem pandemia, estão dia e noite nas ruas defendendo e protegendo a sociedade? Policiais Militares, Civis e Bombeiros são trabalhadores como os demais, merecem ser ouvidos e respeitados.

Infelizmente alguns setores tentam “criminalizar” ou até mesmo “desdenhar” desses profissionais da Segurança; é comum ver alguns desses segmentos, inclusive, questionar a atuação das policiais; da mesma forma como existem policiais que não honram suas missões, nós temos jornalistas, radialistas, médicos, enfermeiros, advogados, engenheiros, dentre outros...não se pode condenar toda uma corporação por erros e/ou excessos individualizados. E muitas dessas críticas só acontecem para tentar dividir esses movimentos organizados, para criar “falsas narrativas”...

O Movimento “Polícia Unida”, por exemplo, deve ser olhado com outro “viés”, tem que ser exaltado pela maturidade, pela organização. Estamos falando de nove entidades das Polícias, Militar e Civil, além dos Bombeiros que se uniram, não apenas para defender o adicional de periculosidade, mas para promover a importância dessas instituições, para valorizar a luta dos trabalhadores e assegurar futuras conquistas. Todo movimento organizado entra em uma disputa mais fortalecido e com os policiais sergipanos não pode ser diferente!

O ato realizado nessa quinta-feira (1º) em Aracaju, mobilizando centenas de policiais, provou que a categoria, que luta agora pelo adicional de periculosidade, tem sim representatividade. Graças à intervenção da senadora Maria do Carmo (DEM), o diálogo foi aberto com o governador. Há um impasse criado por questões jurídicas, mas não existe má vontade declarada! Ou seja, se existe uma abertura, por mais difícil que seja, há de se incentivar o entendimento. Policiais civis, militares e bombeiros merecem esse esforço...

Para este colunista, com ou sem periculosidade, ter a “Polícia Unida” já é uma vitória da Segurança Pública! Essa união de forças só fortalece a luta dessas categorias. O magistério é um exemplo real e a força do Sintese ainda é incontestável. E não há problema se alguém vai “usar esse movimento para fazer política”! Talvez falte a eles uma “política” mais atuante e representativa. O texto aqui não é para dividir, mas para somar. Esse “Movimento” não é de situação ou oposição! Tem que ser de luta. Estão de parabéns todos os envolvidos...

 

Veja essa!

Este colunista conversou com o vice-presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Adelmo Pelágio, que explicou a importância do Movimento Polícia Unida. “Este é um movimento que luta pela dignidade dos nossos policiais e bombeiros”.

 

E essa!

“Infelizmente muitos dos nossos direitos estão sendo sonegados, e um deles é o adicional de periculosidade. É um direito constitucional! Nove entidades se uniram e estão compondo este Movimento. Ficamos 284 dias esperando por uma audiência com o senhor governador, e conseguimos graças à intervenção da senadora Maria do Carmo”, reconheceu Adelmo Pelágio.

 

Com Belivaldo

Adelmo se mostrou otimista na conversa com o governador, mas que o governo esbarra em um aspecto jurídico para não assegurar o adicional de periculosidade. “Óbice jurídico é justamente descumprir isso! (periculosidade) pode muito bem ser conciliado com os subsídios dos trabalhadores. Nós vamos esperar uma resposta do governo”.

 

Alerta geral

Na assembleia geral realizada nessa quinta-feira (1º), o Movimento Polícia Unida juntamente com os policiais militares, civis e bombeiros presentes, decidiram por iniciarem um “estado de alerta”, permanecendo em “alerta” para agirem na hora que for necessário.

 

Grande adesão

O ato do Movimento Polícia Unida, apesar de muita chuva em Aracaju, foi um sucesso de presenças e da pauta discutida e aprovada. Durante o evento também foi aprovado o agendamento de homenagem aos colegas mortos e feridos em razão da Covid-19 e da condição de policial ou bombeiro; Nomes como o do Capitão Oliveira (in memoriam) foram lembrados, momento especial de muita emoção entre os fiéis.

 

Luciano Bispo

Este colunista tomou conhecimento de uma tentativa de golpe feita pelo aplicativo WhatsApp, usando indevidamente a imagem do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual. Diversas mensagens foram enviadas, para pessoas da capital e do interior do Estado. Luciano rapidamente tentou explicar as pessoas e já entregou o caso para a investigação da Polícia.

 

Bomba!

Este colunista começou a unir algumas informações que recebeu, essa semana, e começou a montar um “quebra-cabeça” que pode explicar determinadas operações policiais em Sergipe. Uma fonte falou em gravações feitas por gente que teria confiado em quem não devia confiar...

 

Exclusiva!

Outra informação é que a história se constrói com uma denúncia séria de suposta extorsão, manutenção de cargos e até aquisição de um bem...alguns nomes já circulam em algumas rodas, muito conhecidos em Sergipe. Resta saber se, quando a bomba “estourar”, o “quebra-cabeça” se completa ou desmancha de vez...

 

João Alves Filho I

Este colunista se sente na obrigação de registrar o aniversário do ex-governador João Alves Filho (in memoriam), que completaria 80 anos neste sábado (3), se ainda estivesse neste plano. Como homem público, visionário, experiente e dinâmico (tocador de obras), João faz muita falta a Sergipe, ao Nordeste e ao Brasil. Governador três vezes, prefeito da capital por duas e ministro do Interior.

 

João Alves Filho II

Sua história é um legado que permanece “viva” nos corações sergipanos, em especial do titular desta coluna. Jornalismo não combina com militância, mas por tudo o que fez e representa pelo nosso Estado, este colunista não tem receio algum de abrir uma exceção para saudar e reconhecer o maior governador que sua geração já viu e conviveu até hoje. Pode até ser “militância”, mas não deixa de ser verdade. Tiro o chapéu...

 

Georgeo Passos

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) aproveitou a exposição da secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, durante a prestação de contas do 1º quadrimestre de 2021 na Alese, para questionar sobre os mais de R$ 7,9 milhões transferidos para o Consórcio do Nordeste em 21/05/2020 pela Pasta. “Foi pago com qual objetivo? Sergipe até hoje amarga o prejuízo de mais de R$ 5 milhões. Nem respiradores, nem a devolução do dinheiro público”.

 

Kitty Lima I

A deputada Kitty Lima (Cidadania) cobrou esclarecimentos sobre o uso de R$ 4,16 milhões em contratações com dispensa de licitação pela SES, alvo da operação ‘Transparência’, da Polícia Federal (PF), deflagrada no dia 22 do mês passado.

 

Kitty Lima II

Munida de várias mensagens enviadas pela população cobrando explicações sobre o assunto, Kitty Lima arguiu à secretária sobre as diligências da PF onde foram identificados indícios de irregularidades nos procedimentos da SES, como ausência de fundamentação para aquisição dos itens, falta de competitividade e superdimensionamento dos objetos contratados.

 

Kitty Lima III

“Por qual motivo a Secretaria de Saúde realizou a dispensa de licitação e por que decidiu ainda pagar valores tão altos por esses itens? Esses são os principais questionamentos que precisam de respostas, principalmente para população que tem cobrado também a nós deputados uma resposta quanto ao uso dessas verbas públicas pelo Governo do Estado e a problemática gestão da pandemia da Covid-19 aqui em Sergipe”, pontuou Kitty.

 

Desconfiança

A deputada ressaltou ainda que essas supostas irregularidades geram um sentimento de insegurança aos sergipanos e que, “ao mesmo tempo em que muitos morrem por falta de atendimento em meio a pandemia, o governo que deveria dar uma assistência adequada à população está sendo alvo da Polícia Federal, causando uma enorme desconfiança em relação ao enfrentamento da maior crise sanitária da história recente. Isso deixa muita gente preocupada e insegura em relação a gestão da saúde pública de Sergipe e, principalmente, nesse momento tão delicado da pandemia”.

 

Outro lado I

Sobre o cumprimento das diligências da PF na SES, a secretária Mércia Feitosa informou que foram entregues todos os documentos relacionados aos contratos com as duas empresas investigadas na operação. Um dos contratos questionados pela PF, segundo a secretária, é sobre a aquisição de máscaras cirúrgicas, que no momento da pandemia estavam ao preço de R$ 1 a unidade.

 

Outro lado II

“Essas contratações foram anteriores à minha gestão, mas estamos auxiliando as autoridades e aguardando os desdobramentos com toda a transparência necessária, apesar desses contratos já terem sido enviados para a PF no ano passado e disponibilizados no Portal da Transparência. Então não há nada que esteja escuso”, garantiu a secretária.

 

Goretti Reis I

Durante a exposição da Secretária, a deputada estadual Goretti Reis (PSD) cobrou sobre a possibilidade de o estado investir na continuidade da obra do Hospital do Amor, de Barretos (São Paulo), que está sendo construído na cidade de Lagarto com boa parte concluída.

 

Goretti Reis II

“Meu questionamento é por que o Governo do Estado não investir nesta estrutura já iniciada e buscar o suporte que o estado precisa na área de oncologia para atender ao estado, em vez de disponibilizar e gastar recursos onde tanto já se investiu só com a terraplanagem de uma obra lenta. Por isso questiono se realmente tem necessidade de outra obra, além dessa de Lagarto”, explicou a parlamentar.  

 

Compromisso

A secretária Mércia se comprometeu em atender à solicitação da parlamentar para viabilizar uma análise técnica sobre o quantitativo e estimativa de crescimento anual do hospital e sua capacidade de atendimento, em vez de gastar mais recursos, já que existe uma empresa privada investindo em Sergipe.

 

Convênios

Goretti defende dar o suporte necessário para o atendimento da demanda do estado, através de convênios com tabela SUS e atender a todos, inclusive de outros estados. A área disponibilizada pelo município é ampla e por ser um setor privado, existe agilidade na execução dos serviços.  

 

Ricardo Marques I

O vereador Ricardo Marques (Cidadania) denuncia que a prefeitura de Aracaju não inaugura praças que foram reformadas e que já estão prontas. Ele visitou uma que não falta nada, apenas tirar os tapumes. “A prefeitura pediu um prazo de mais 60 dias. Quero saber pra que? Estou apresentando uma denúncia no Tribunal de Contas do Estado e no Ministério Público”.

 

Ricardo Marques II

De acordo com o parlamentar, há uma manobra do prefeito para acumular uma quantidade de obras para serem inauguradas no segundo semestre. Ele cita as praças e as avenidas Hermes Fontes e Augusto Franco, antiga Rio de Janeiro. “Tem obra com prazo de 3 meses que já está há quase um ano se arrastando ou concluída. Uma outra coincidência são os novos prazos de entrega, para meados e fim de 2021 e início de 2022. Algo estranho”.

 

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) realizou uma visita, ao lado do governador Belivaldo Chagas e do prefeito Padre Inaldo, à Cerâmica Serra Azul, localizada no Distrito industrial de Nossa Senhora do Socorro. A indústria está ampliando sua linha de produção, o que representa um investimento estimado em R$ 60 milhões. 

 

Laércio Oliveira II

Essa nova perspectiva foi possível graças à Lei do Gás, que reduziu o custo do gás natural. “A indústria Cerra Azul tomou a iniciativa de implantar uma terceira linha, possibilitando um aumento de 50% da sua produção e geração de 100 novos empregos diretos. É um novo momento que a Lei do Gás, que eu tive o privilégio de relatar na Câmara dos Deputados, está criando para a economia de Sergipe e do Brasil”, disse Laércio.

 

Janier Mota I

Em nota a deputada estadual Janier Mota informa a todos que recebeu alta hospitalar, após ficar internada para a realização de um procedimento cirúrgico de urgência e recuperação pós-operatório. No momento, Janier Mota permanecerá em sua residência, onde seguirá em repouso para a total recuperação de sua saúde, conforme orientações prescritas pelos médicos.  

 

Janier Mota II

Contudo, o mandato da deputada continuará ativo, através de sua participação nas sessões plenárias, no formato online, e dos trabalhos parlamentares de seu gabinete.  Janier agradece de coração a todas pessoas que manifestaram carinho, atenção por meio de mensagens e realizaram orações em prol de sua vida. “Que Deus, em sua infinita bondade, abençoe a todos”.

 

Sérgio Reis I

O ex-deputado federal e presidente do MDB Sergipe, Sérgio Reis, esteve reunido com o diretor administrativo do Sebrae, Brenno Barreto, no intuito de solicitar um estudo de viabilidade técnica para produção de alimentos orgânicos em Sergipe, com ênfase na agricultura familiar, bem como soluções para o desenvolvimento do agronegócio sergipano.

 

Sérgio Reis II

Reis é um entusiasta do setor, inclusive, cultiva alimentos sem procedência de agrotóxicos, através do projeto de agricultura familiar Santa Terra Produtos Orgânicos, no município de Lagarto, Centro Sul Sergipano.

 

Sérgio Reis III

“A produção orgânica é baseada em princípios agroecológicos com harmonia e respeito à natureza e as pessoas. Assim, solicitei ao Sebrae um estudo detalhado, a fim de incentivar o conceito de produção de alimentos sem agrotóxicos no estado de Sergipe, principalmente no município de Lagarto, com foco na agricultura familiar. Ademais, pautamos o desenvolvimento do agronegócio sergipano. Sou imensamente grato ao Sebrae pelo apoio”, disse Sérgio.

 

Diná Almeida I

A deputada Diná Almeida lembrou em suas redes sociais suas ações mais recentes em prol do município de Cristinápolis. A parlamentar falou de sua visita ao presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Sergipe, Waldoilson Leite. Na oportunidade, reivindicou melhorias e soluções para o saneamento básico e para a criação e revitalização de poços artesianos no município.

 

Diná Almeida II

Diná também pediu ao Governador do Estado, Belivaldo Chagas, que diversas ruas de Cristinápolis sejam asfaltadas o mais breve possível. “Eu peço e sigo cobrando. Vou acompanhar inclusive essa questão do asfalto, porque é algo que interfere diretamente na qualidade de vida da população”, frisou a deputada.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo apresentou um projeto (PL 2396/2021) para tornar prioritária, até 2026, a destinação de recursos mobilizados através dos incentivos fiscais da Lei do Bem para o financiamento de pesquisas direcionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 e à prevenção de epidemias. 

 

Maria do Carmo II

A Lei do Bem, em vigor desde 2005, instituiu incentivos fiscais para pessoas jurídicas que investissem em pesquisa e desenvolvimento de inovação tecnológica de instituições públicas. Esperamos, com a aprovação desse PL, que importantes projetos de pesquisas brasileiros possam receber maior aporte de recursos, neste momento tão necessário e urgente.

 

Atenção prefeitos I

A obra ou serviço é público e não da autoridade que o determina. Com base nesse entendimento, a 8ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação do ex-prefeito de Catanduva Geraldo Antônio Vinholi em uma ação por atos de improbidade administrativa.

 

Atenção prefeitos II

O Ministério Público acusou o ex-prefeito de ordenar, no último ano de seu mandato, a pintura de prédios públicos nas cores que sempre usou em campanhas eleitorais (azul, laranja-amarelado e branco) e que faziam referência ao seu partido. Assim, para o MP, trata-se de propaganda subliminar com caráter eleitoreiro.

 

Penalidades

A ação foi julgada procedente em primeira instância e o recurso de Vinholi foi negado, por unanimidade, pelo TJ-SP. O ex-prefeito foi condenado a ressarcir o dano aos cofres do município, além da perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três anos e pagamento de multa civil de 50 vezes o valor de seu salário à época dos fatos.

 

Objetivo eleitoreiro

O desembargador Antonio Celso Faria, relator da ação, concordou com a tese do MP de que as cores usadas nas pinturas ordenadas por Vinholi teriam objetivo eleitoreiro, já que não são a mesma combinação da bandeira de Catanduva (amarelo, vermelho e azul). Assim, para ele, houve uso de dinheiro público para promoção pessoal do prefeito.

 

Sheyla Galba I

Foi aprovado e segue para sanção do Executivo o Projeto de Lei da vereadora Sheyla Galba (Cidadania), que institui, em Aracaju, o Dia Municipal de Combate ao Câncer, que deverá ser celebrado anualmente em 30 de janeiro. O objetivo é ampliar o alerta à sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce.

 

Sheyla Galba II

A parlamentar comemorou a aprovação unânime do projeto na Casa Legislativa. “Agradeço aos colegas vereadores por reconhecerem a importância do nosso PL e votarem favoravelmente. Fica agora a expectativa para que seja sancionado pelo prefeito de Aracaju e possamos celebrar esta data com ações educativas e preventivas no município relacionadas ao câncer”, ressaltou Sheyla Galba.

 

Sheyla Galba III

A vereadora afirmou ainda que seguirá defendendo de maneira firme a bandeira da oncologia, especialmente a necessidade do Município de Aracaju também assumir a responsabilidade com os pacientes com câncer. “O Instituto Nacional de Câncer – Inca estima quase seis mil novos casos para cada ano do triênio 2020-2022 em Sergipe, sendo que, deste total, três mil estão previstos para a capital. Um cenário que demonstra a importância do Município ter uma atenção cada vez maior com a oncologia”, enfatizou.

 

“Coração valente”

Depois de criticar publicamente o fechamento de bares e restaurantes aos domingos e feriados, o ex-jogador e dono de uma churrascaria na capital, Washington Coração Valente, elogiou a decisão do Governo do Estado em flexibilizar as medidas de restrição no comércio local.

 

Apenas Sergipe

Washington havia declarado apoio a liberação das atividades não essenciais no feriado de São Pedro, porém demonstrava insatisfação com a permanência do fechamento do setor nos dias de maior movimento. “A minha reclamação e de toda a categoria era pertinente, pois só o comércio de Sergipe não abria aos domingos e feriados, um absurdo que durou difíceis semanas”, comentou.

 

Flexibilização
Como empresário, Washington sempre defendeu a flexibilização do setor, pois tinha certeza que muitos donos de bares e restaurantes cumpriam as regras sanitárias para evitar o risco de contágio do vírus. “A gente pagou caro por uma minoria! E infelizmente o governo generalizou e mandou fechar quem agia correto”, destacou.

 

Prejuízos
As decisões do governo ao longo da pandemia trouxeram enormes prejuízos e muitos estabelecimentos fecharam as portas, segundo Washington. “Isso causou demissão de trabalhadores e redução drástica da receita. Foi um período terrível para as classes empresarial e trabalhadora”, analisou.

 

Planejamento

Sobre a reabertura neste domingo (4), Coração Valente prevê uma regularização financeira gradual no futuro. “Agora temos como nos planejar melhor, oferecendo todas as medidas de proteção contra a covid-19 para os nossos clientes”, acrescentou.  

 

Indiaroba I

Durante uma audiência pública realizada pelo Município de Indiaroba para se discutir a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e do Plano Plurianual (PPA), o prefeito Adinaldo Nascimento agradeceu a população que vem lhe ajudado na gestão da cidade, O evento aconteceu em uma exibição digital, uma transmissão de uma LIVE, através das plataformas de mídias sócias oficiais da Prefeitura.

 

Indiaroba II

Na oportunidade o gestor falou em pavimentação de algumas ruas, como também o pagamento da reposição de 10% do piso do magistério da rede municipal já agora, no mês de Julho, e de 7% de reposição do piso salarial dos professores em novembro próximo. Já os demais servidores públicos municipais terão a reposição salarial de 6%, com previsão para o pagamento iniciar no próximo dia 23.

 

Indiaroba III

Por fim o prefeito também confirmou que enviará, até o final deste ano, o projeto de autorização para a realização de um concurso público, já no ano de 2022. “São atividades que fazem parte do projeto da retomada do crescimento econômico do município”. 

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com  e habacuquevillacorte@hotmail. com
 
 
 
 

ResponderResponder a todosEncaminhar

O que você está buscando?