RODIN / 2017 Por Gabriel Gomes

Gabriel Gomes, 24 de Dezembro, 2020


O filme é bem interessante porque o roteiro envolve aspectos da vida artística de um dos maiores escultores do mundo, Auguste Rodin, junto com sua vida amorosa e conturbada com sua amante, a também mundialmente conhecida, Camile Cloudel.

Apesar de ser interessante para quem gosta do tema mostrando aspectos curiosos da vida de Rodin, ele é muito longo e peca pela dinâmica, o que deixa ele um pouco cansativo dando a impressão de que não tem fim, mas tem boas atuações.

Vale ressaltar o convívio que Rodin teve com grandes artistas franceses que viveram na mesma época, além de Camille Cloudel, que só veio ter reconhecimento muito tempo depois, até por sua luta pela causa feminista, também são lembrados no filme Victor Hugo, Paul Gauguin, Moreau e Monet. Filme pouco dinâmico, mas bem informativo.

O que você está buscando?