Conselho de Administração apresenta Índice de Governança Municipal

Carlos Eloy, 08 de Novembro, 2017 - Atualizado em 09 de Novembro, 2017

Na próxima sexta-feira, 10, será apresentado o Índice CFA de Governança Municipal (IGM/CFA). O evento será realizado pelo Conselho Federal de Administração (CFA) com a o apoio do Conselho Regional de Administração de Sergipe (CRA-SE). A apresentação acontecerá na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, a partir das 8h30, e contará com representantes de municípios do estado, do CFA e do CRA-SE.

Conselho de Administração apresenta Índice de Governança Municipal
O que é IGM/CFA?
O Índice CFA de Governança Municipal – IGM-CFA consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Gastos e Finanças Públicas; Qualidade da Gestão; e Desempenho.
Foi elaborado a partir de dados secundários, e considera áreas como saúde, educação, planejamento urbano, articulação institucional, gestão fiscal, habitação, recursos humanos e outras.
A partir da construção de extenso banco de dados municipais, que foram extraídos de fontes secundárias de bases públicas como STN, IBGE e PNUD, realizou-se priorização de indicadores e variáveis, e em seguida, por meio de tratamento estatístico, foi possível gerar um resultado para cada dimensão e para o Índice. Assim como boa parte de suas fontes, o IGM será atualizado anualmente.
Nesse sentido, o Índice CFA de Governança Municipal se destaca e se diferencia de todos os demais índices já utilizados no contexto brasileiro para mensuração da performance municipal uma vez que contempla uma visão mais ampliada sobre as dimensões da governança pública, e em especial, sobre a relação entre a dimensões fiscal, gestão e desempenho.

Para quem?
O Índice pode ajudar os gestores dos municípios a visualizar as necessidades e/ou boas práticas de sua região. Assim como para os cidadãos de modo geral, que, com acesso à informação, é estimulada uma participação social, contribuindo ainda para maior integração do governo com a sociedade.
A importância do índice estende-se ainda ao setor privado, que pode orientar o setor em suas ações voltadas para o desenvolvimento, incluindo alocação de recursos e público-alvo de suas atividades; e a pesquisadores, que, com dados abertos, possibilita diversos tipos de análises sobre os municípios, estados e regiões brasileiras, sendo possível identificar exemplos de boas práticas e os principais desafios enfrentados.

Resultados
Os resultados do Índice apresentaram uma nota para mais de 3.300 municípios, uma abrangência relevante que considera cerca de 60% do total de municípios brasileiros. Quanto às dimensões, ainda mais municípios podem ser analisados visto que para Gastos temos 4.635 resultados, para Gestão 4.348, e para Desempenho 4.986.
De modo geral, os resultados apresentaram um Brasil dividido, onde a maioria dos municípios com melhores resultados se concentra nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Com relação às regiões brasileiras, percebe-se que as melhores práticas estão na região Sul, Sudeste e parte da Centro Oeste.
Com os resultados da primeira edição do IGM-CFA o Sistema CFA/CRAs tem em mãos diversas possibilidades de utilização do Índice para promover boas práticas de gestão e governança pelo Brasil como debates, seminários, publicações, workshops, e prêmios para as melhores práticas.

Fonte: Ascom CRA/SE

O que você está buscando?