A história se repete, anda em círculos. (por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 28 de Maio, 2024 - Atualizado em 28 de Maio, 2024

 

 


Euclides Paes Mendonça (UDN) - (foto), mandou e desmandou em Itabaiana, por 12 anos. Se tornou um líder estadual. Nesse tempo, os seus negócios prosperaram. Ele chegou à prefeitura de Itabaiana em 1950, derrotando Manuel Teles, o chefe do PSD.

Em sua sucessão à prefeitura de Itabaiana (1954), quem ele escolhesse como candidato, estava eleito. Cabia a ele não errar, e escolher um ambicioso político, para lhe fazer sombra.

Mesmo sendo Jason Correia, ex Prefeito, o candidato do PSD, um nome forte, o favorito seria o candidato indicado por Euclides. Vários pretendentes se ofereceram, inclusive o Deputado Filadelfo Dorea, filho de Othoniel da Fonseca Dorea (Dorinha), ex chefe político em Itabaiana, na década de 1930; Wilson Noronha, filho de Esperidião Noronha e Etelvino Mendonça.

Euclides pensou nos riscos de traição. Precavido, indicou como o seu candidato a Prefeito, em 1954, o contador de sua empresa, dono de cartório, homem sem ambição política: Serapião Antonio de Goes. Ele acertou!

Serapião foi fiel até o último dia. Em 1958, Euclides retornou a Prefeitura, para um segundo mandato, enfrentando Dr. Pedro Garcia Moreno, pelo PSD.

Faz parte do talento dos líderes políticos, saber escolher os aliados e os inimigos.

Em 1962, Euclides elegeu José Sizinio de Almeida, para a Prefeitura de Itabaiana, numa eleição disputada contra Zeca do Crediário, um conceituado comerciante. O PSD, sem perspectivas de vitória, vai buscar um candidato fora da política. Parece que os fatos se repetem.

Vladimir Carvalho conta em seu livro, que nessa eleição, Euclides trouxe de fora, do Rio de Janeiro, um locutor para os serviços de auto falante da UDN. A fera chamava-se Lacerda, o Xingador. Ele é contratado com liberdade de atacar quem quisesse, do jeito que entendesse.

O Xingador Lacerda, com voz possante e empostada, espalhou o terror pelas ruas e becos de Itabaiana. O Xingador, iniciava a sua locução sempre com um bordão: “Serviço de Amplificação da UDN, anunciando a candidatura de Leandro Maciel - Ninguém se perde na volta”, uma referência ao retorno de Leandro Maciel ao Governo do Estado.

Nesse Pleito, Euclides Paes Mendonça foi eleito para a Câmara Federal. Em 08 de agosto de 1963, ele foi assassinado em Praça Pública, com o filho Antonio de Oliveira Mendonça.

Não se sabe se o desbocado Lacerda, ajudou ou atrapalhou a eleição da UDN, em Itabaiana. Findo o pleito, se desconhece o paradeiro desse xingador de aluguel.

A política mudou pouco, nos últimos vinte séculos.

Antonio Samarone – Médico Sanitarista.

O que você está buscando?

mgid.com, 539646, DIRECT, d4c29acad76ce94f amxrtb.com, 105199704, DIRECT