A Nova Triaga Brasílica (por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 26 de Novembro, 2020

A farmacologia médica até o século XX, era firmada nos Dioscórides (século I d.C.) e em Galeno (século II d.C.).

Os medicamentos eram classificados em simples (ou símplices, do latim simplicia), quando a droga era sujeita a purificação e divisão; e as triagas (tríaga, teriaga, teríaga, triaca e tríaca) quando misturava-se várias substâncias.

Os jesuítas inventaram a Triaga Brasílica – receita magna e secreta da botica baiana, uma Panaceia – Foi o medicamento brasileiro mais importante do período Colonial.

As boticas jesuíticas, embora tenham se tornado célebres, eram poucas no século XVIII.

Em Lisboa, as duas boticas jesuíticas mais importantes eram as do Colégio de Santo Antão e de São Roque. A rede de boticas jesuíticas espalhava-se pelos domínios ultramarinos: Évora, Coimbra, Bragança, Salvador, Maranhão, Olinda, Recife, Pará, Rio de Janeiro, Santos, São Paulo, Goa e Macau.

As triagas referem-se a receitas à base de plantas, animais e outras substâncias, como minerais, sais, óleos etc., utilizadas pela humanidade há milênios.

A Triaga Brasílica continha, entre outras drogas: Limão, Gengibre, Batata do campo, Ipecacuanha, Jurubeba, Canela da Índia, Cravo do Maranhão, Noz moscada, Açafrão, Erva de sangue, Cidra, Erva doce, Cominhos, Salsa da horta, Pindaíba, Urucu seco, Ópio, Alcaçuz, Canela, Salva, Alecrim, Caroba, Arruda e Cardo santo.

No final de semana, uma amiga testou positivo para a Covid-19, pelo RT-PCR, aquele do Swab nasal. Ela está assintomática e foi orientada a procurar uma Unidade Básica de Saúde.

O médico prescreveu: Azitromicina 500 mg, Ivermectina 6 mg, Prednisona 20 mg e Dipirona 500 mg (se aparecer dor ou febre). É o protocolo do SUS em Aracaju.

A medicina brasileira estabeleceu essa conduta (majoritariamente).

A paciente questionou: Doutor, eu não estou sentindo nada, sou assintomática, por que preciso tomar essa medicação? A paciente aprofundou: o senhor está prescrevendo corticoide na fase viral, um antibiótico sem indicação e um vermífugo.

O doutor teorizou: se não fizer bem, mal não faz. Além de aumentar a resistência do organismo contra o vírus. Se a ciência ainda não descobriu o tratamento da Covid-19, nós não podemos ficar de mãos atadas, devido a lentidão da ciência.

O doutor não se intimidou com o questionamento: aliás, todo medicamento possui um efeito placebo, resultante na crença em sua eficácia.

A medicina historicamente curou muita gente com a Triaga Brasílica dos Jesuítas. Muitos escaparam do leito da morte. É possível que essa nova Triaga (mistura de várias drogas), tenha alguma eficácia.

E concluiu: enquanto as vacinas não chegarem, vamos consumindo o que existe. O Brasil comprou um grande estoque desses produtos e não podemos desperdiçá-los.

Deus nos proteja.

Antonio Samarone (médico sanitarista)

O que você está buscando?