Precisamos Respirar... (por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 24 de Janeiro, 2021

A crise sanitária será atenuada, mais cedo ou mais tarde. Virá a crise econômica. A terceira onda será o colapso psicológico e emocional, gerações serão destruídas.

A mensagem do vírus é impositiva: ou mudamos o nosso modo de vida ou virão outros vírus, emergências climáticas e distúrbios sociais. Não podemos deixar a solução da catástrofe na mão do mercado.

O Brasil entregou o seu destino no altar do mercado. O “bolsonarismo” é o instrumento.

O que a grande imprensa chama de “reformas”, é a consolidação do saque do orçamento público pelo capital financeiro.

Estamos na contramão da história.

Precisamos de um Estado democraticamente forte, para comandar a turbulência, distribuir a renda e ordenar o destino da riqueza socialmente produzida.

Aqui reside a nossa principal fraqueza. Quem serão esses líderes, que estarão à frente dessa travessia? A elite dirigente está atolada na demagogia e no populismo (direita e esquerda).

Os Governantes se mostram pequenos até para comandar uma campanha de vacinação. Pegam carona na vacina e buscam prestígio e notoriedade a todo custo. A opinião pública está ávida por mentiras, que aliviem a crueza da realidade.

O objetivo dos governantes é demonstrar que o Sol só nasce diariamente pelo esforço deles.

Estamos na Era da Pós Verdade. A minha geração vive entre as ruínas de antigas certezas. Perdemos o fio da meada. Basta um pouco de bom senso, para percebermos que o Brasil perdeu o rumo.

As manifestações de 2013 já sinalizavam.

A divisão é profunda, sem espaços para saídas negociadas.

Antonio Samarone (médico sanitarista)

O que você está buscando?