O Ano do Boi. (por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 10 de Fevereiro, 2021

O século XIX foi europeu, o século XX americano e o século XXI será asiático!

A China inventou a bússola, a pólvora e o papel. Uma civilização milenar. O Império do Centro do Mundo não acreditou na revolução industrial do Século XIX e regrediu economicamente. Empobreceu e foi invadida pelo Japão.

A filosofia e a ética criada por Kung-Fu-Tzu, o Confúcio, dominam a China. O Confucionismo é centrado no senso de humanidade. Acreditam (ou fingem acreditar) que todos os seres humanos são bondosos. Eles desconhecem o ser humano.

A revolução comunista de Mao Tse-tung (1949), libertou a China da decadência, mas não resolveu a questão econômica. Deng Xiaoping implantou um socialismo de mercado e a China disparou.

Quem conhece um pouco da história chinesa, vê com naturalidade a rapidez como eles se livraram da Pandemia de Covid-19, que começou lá. O Ocidente continua com dificuldades para enfrentar a Peste.

Os EUA, a maior economia do mundo, onde se concentra a tecnologia médica, as pesquisas científicas, hospitais de ponta, equipe médica qualificada, chegando a 470 mil óbitos. A China, com uma população 4 vezes maior, com apenas 4.636 óbitos.

Estamos assistindo a decadência do Império americano? Aquela invasão grotesca do Capitólio foi uma manifestação política dos supremacistas brancos?

O que foi anunciado até agora do programa de Governo de Biden é uma mudança radical, uma nova perspectiva. Acho que o Brasil precisa dar meia volta, sobretudo nas questões ambientais.

No Brasil, é visível o esgotamento político, a desarrumação econômica, o caos social (expansão da violência), a crise moral, o ódio de classes, o desmanche institucional e o fim da esperança.

Estamos nos aproximando de uma conjuntura semelhante a República de Weimar.

A Pandemia continua acessa e a vacinação se arrastando. Faltou vontade política! Não adquirimos as vacinas com antecedência e não está fácil.

Tanto as vacinas da Sinovac como a da AstraZeneca vem da China.

Se eu pudesse ter preferência, tomaria a Sputnik!

Antonio Samarone (médico sanitarista)

O que você está buscando?