Os Subúrbios do Aracaju.* *(por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 12 de Janeiro, 2022 - Atualizado em 12 de Janeiro, 2022

 

A Avenida Cruzeiro do Sul foi construída na marra. O povo foi chegando e fazendo as suas casas. Estreita, torta e desalinhada. Entretanto, 86 famílias construíram ali os seus lares.

A Cruzeiro do Sul é o logradouro mais importante do Bairro São José dos Náufragos. São quase vinte anos de luta.

Foi uma luta para chegar a água da Deso. Outra batalha para sair da escuridão. Lembro-me da resiliência do finado Juju. Um líder sem eira nem beira, nem ambições. Hoje a comunidade está mobilizada, atenta, com uma juventude esclarecida.

Agora chegou o asfalto. Claro, não é mesmo asfalto das ruas dos ricos, é uma raspa do que não prestava. Mais de grande valia. Acabou a poeira, a lama e os buracos.

Ontem eu fui lá, afinal, sou morador do mesmo bairro. Vi a festa, a alegria, o entusiasmo do Pastor Tel. O Pastor me mostrou as fotos, os requerimentos, as reuniões, as promessas, e agora, a Prefeitura atendeu.

Até os cães da casa do Pastor Tel estavam alegres, não parravam de saltar e me cheirar.

A Comunidade da Cruzeiro do Sul, onde moram os pescadores e marisqueiras, gente trabalhadora, está abrindo os olhos. Em especial, os jovens.

O Prefeito Edvaldo olhou para essa gente desassistida pelo poder público. O presidente de EMURB, o engenheiro Ferrari, acompanha pessoalmente a obra.

Ainda falta muito, mas os primeiros passos foram dados.

O desconhecido Bairro São José dos Náufragos, margeia o Rio Santa Maria, afluente do Vaza Barris. Tenho fé que a sua ocupação será sustentável e que o Poder Público ponha freios e modos na especulação imobiliária.

*Antonio Samarone (médico sanitarista)*

O que você está buscando?