Nadir da Mussuca e o grupo Samba de Pareia lançam EP inédito na próxima quinta-feira, 30

Redação, 27 de Maio , 2024

Com um repertório que faz parte da história de um dos mais importantes grupos de cultura popular sergipana, Nadir da Mussuca e o Samba de Pareia lançam, na próxima quinta-feira, dia 30, um EP inédito, com 5 faixas que partem de uma seleção das principais canções do grupo. A iniciativa foi viabilizada com recursos da Lei Aldir Blanc de 2020, pela FUNCAP-SE e foi produzida pelo músico e produtor musical sergipano Dudu Prudente, com coprodução do percussionista e pesquisador Pedrinho Mendonça e será lançado pelo selo Aláfia Cultural/YbMusic com coordenação executiva e realização da Longe Produções Artísticas.

O EP « Nadir da Mussuca e o Grupo Samba de Pareia » será lançado em todas as plataformas digitais, como prévia do álbum “Nadir da Mussuca”, com lançamento previsto para o dia 25 de julho deste ano. O repertório é uma seleção desse importante grupo de cultura popular de Sergipe do povoado quilombola Mussuca (Laranjeiras-SE), criado há mais de 300 anos por pessoas que trabalhavam com a cana-de-açúcar e na mineração, em celebração aos nascimentos na comunidade.

"O Samba de Pareia é de grande importância para minha vida e para a minha comunidade Mussuca, onde nasci e me criei. Ele está no nosso dia a dia, nas celebrações dos nascimentos e nas festas populares. Sou muito grata ao Grupo Samba de Pareia, que me dá a oportunidade de mostrar o meu canto e a minha arte para Sergipe e para o mundo", afirma Nadir da Mussuca.

Com o passar do tempo, o grupo Samba de Pareia da Mussuca passou a ser formado exclusivamente por mulheres e resiste até hoje graças ao empenho e o amor à cultura por parte das suas integrantes, representadas por Cecé (administradora) e a mestra Nadir da Mussuca, que faz a linha de frente, cantando, dançando, compondo novas músicas e mantendo viva a tradição para as próximas gerações.

“Para mim é uma alegria muito grande ter parte do repertório do Grupo Samba de Pareia registrado neste EP. É o reconhecimento de uma tradição de mais de 300 anos, de muita importância para a nossa comunidade”, afirmou, Cecé.

O processo de gravação foi dividido entre sessões ao vivo no Orí Estúdio (Aracaju-SE) e na Mussuca, no quintal de Dona Nadir, com estúdio móvel. O EP também conta com as participações especiais, das cantoras Patricia Polayne, Jaque Barroso e do cantor e compositor Moreno nos coros.

“Este projeto tem a função de registrar e documentar o legado da mestra Nadir da Mussuca e a sua importância para a cultura e para música enraizada na diáspora afro-brasileira, enquanto alicerce na construção deste gênero tão importante que é o samba, assim como evidenciar toda a riqueza cultural que existe na Mussuca”, concluiu Dudu Prudente.


Fotos: Melissa Warwick


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

mgid.com, 539646, DIRECT, d4c29acad76ce94f amxrtb.com, 105199704, DIRECT