Depois de João Alves agora Edvaldo ataca irmãos Amorim para atingir Emília

Habacuque, 04 de Junho , 2024

Desespero! Este é o sentimento que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT) deixa transparecer após a recente entrevista concedida ao jornalista Jozailto Lima. Após quase oito anos de uma gestão “cansada” e um tanto improdutiva no comando da capital, agora o gestor decidiu partir para a ofensiva contra todos que se opõem ao seu pré-candidato preferido para sucedê-lo, em especial a vereadora Emília Corrêa (PL), que vem liderando o processo eleitoral conforme as pesquisas que foram divulgadas até agora.

Recentemente gerou bastante polêmica a crítica que Edvaldo fez à gestão de seu antecessor, o ex-governador e ex-prefeito João Alves Filho (in memoriam) que, infelizmente, já não está mais entre nós para poder se defender. Pior naquele momento foi o pré-candidato Luiz Roberto (PDT) compartilhar as declarações de Edvaldo nas redes sociais, sinalizando que concordava com tudo o que estava sendo dito. Não à toa, ele continua com muita dificuldade para melhorar sua aprovação popular.

Luiz Roberto será na campanha eleitoral a simbologia da “continuidade”, da “mesmice” da gestão de Edvaldo Nogueira, da qual os aracajuanos já demonstram “cansaço”; e não pelo o que foi feito até agora, mas em especial por muito do que foi prometido nas campanhas eleitorais de 2016 e 2020 e que sequer saiu do papel até hoje, ou melhor, temas que só entram na pauta dos debates quando estamos em anos eleitorais. É uma das velhas estratégias do “marketing do mal” para mais uma vez tentar enganar a população.

Mas não satisfeito em atacar a gestão de João Alves Filho, agora na entrevista a Jozailto Lima o prefeito de Aracaju atacou com o objetivo de atingir Emília Corrêa o empresário e presidente estadual do PL, Edivan Amorim, e o médico e ex-senador Eduardo Amorim (PSDB), este último cotado para ser o pré-candidato a vice-prefeito da capital. Sobrou até para o ex-deputado André Moura (União), neste caso no afã de atacar a também pré-candidata a prefeita Yandra Moura (União).

Sem poder de convencimento, Edvaldo e seu marketing adotam uma prática antiga e já bem conhecida nos processos eleitorais de Sergipe, de promover ataques diretos contra seus principais adversários com o intuito de criar algum desgaste contra eles e tentar se recolocar no cenário. O ataque aos irmãos Amorim foi descabido e completamente desnecessário. Tanto que o empresário desafiou o prefeito para um debate e o ex-senador respondeu duramente, taxando como “pífia” a gestão do pedetista.

O problema é que já estamos no mês de Junho, as convenções estão cada vez mais próximas e o nome de Luiz Roberto não decola! Pior é que o agrupamento governista não se une e nem se deixa ser liderado por Edvaldo Nogueira. E o prefeito, que recebeu a incumbência de liderar o processo de sucessão, demonstra falta de habilidade e “aperreio”, ficando cada vez mais exposto com os ataques indevidos que vem fazendo. A impressão é que ele está perdendo a mão e já não lidera...

 

Veja essa!

Possivelmente por entender que a vereadora Emília Corrêa se posiciona como a “favorita” em Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira lhe atacou fazendo insinuações descabidas sobre o empresário Edivan Amorim e o seu possível pré-candidato a vice-prefeito Eduardo Amorim.

 

E essa!

De pronto, Edivan desafiou Edvaldo Nogueira para um debate sobre competência; por sua vez, Eduardo Amorim partiu para o ataque contra o prefeito, fazendo duras críticas contra a sua gestão em Aracaju e condenando os “ataques levianos provocados por politiqueiros em ano de eleição”.

 

Ataque a André

Na entrevista polêmica concedida para Jozailto, Edvaldo Nogueira ainda foi infeliz na fala sobre o ex-deputado federal André Moura, dizendo que ele era “malvisto pelo seu agrupamento e pela sociedade” e que só o prefeito “teve a coragem de trazê-lo para perto”.

 

Ingratidão

Este colunista recorda que ainda na prefeitura de Aracaju, João Alves Filho (in memoriam) não teve acesso aos recursos viabilizados por André Moura junto ao governo federal por questões burocráticas e, se teve uma gestão que se “deliciou” dos repasses federais foi Edvaldo Nogueira. Mais ingrato impossível né?

 

Portas abertas em BSB

Por uma questão de justiça, ainda hoje em BSB, o político sergipano que detém melhor trânsito, dialogando com órgãos e ministérios, abrindo portas para prefeitos sergipanos, independente da cor partidária, é André Moura. Um nordestino que hoje exerce um cargo extremamente estratégico como auxiliar do governo do Rio de Janeiro. Um potencial que chega a ser desperdiçado por picuinhas e pequenezas políticas de alguns setores em Sergipe. Uma lástima...

 

Bomba!

Este colunista já antecipou esta informação, mas vai repetir porque ela pode ter reflexos diretos na eleição de Aracaju: o prefeito Edvaldo Nogueira tem compromisso até o fim com Luiz Roberto para a sua sucessão, mas o que está pesando de fato para ele é a vaga de vice-governador do PDT em 2026, quando ele apostaria todas as fichas na reeleição do governador Fábio Mitidieri. Se Edvaldo tiver esta garantia, o jogo pode mudar...

 

Fabiano e Danielle

O vereador, por enquanto, só tem o apoio do PP e do senador Laércio Oliveira, que também demonstra afeição por Luiz Roberto; a delegada só tem o apoio do MDB e do senador Alessandro Vieira, uma “âncora” em seu projeto político, que já a prejudicou em 2020 e parece puxá-la para baixo mais uma vez...

 

Exclusiva!

Para muita gente a eleição já estava definida em Nossa Senhora do Socorro e na Barra dos Coqueiros, mas os números de levantamentos para consultas internas demonstram que as pré-candidaturas de Carminha (Republicanos) e do prefeito Alberto Macedo (União), respectivamente, demonstram que são competitivas e sinalizam para uma mudança de cenário. Lembrando que a campanha nem começou ainda...

 

Pesquisa França I

Os ataques do prefeito Edvaldo Nogueira têm explicação: a divulgação dos resultados da Pesquisa do Instituto França que estava proibida pela Justiça Eleitoral. Registrada sob o número SE-09067/2024, feita entre os dias 20 e 22 de maio, com 761 entrevistas, a vereadora Emília Corrêa lidera com 26,84%, seguida de Yandra Moura com 14,87%, sinalizando para um cenário de 2º turno na capital. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 3,5%, para mais ou para menos.

 

Pesquisa França II

Ainda na pesquisa, Danielle Garcia aparece com 10,53%, seguida da deputada federal Katarina Feitoza (PSD) com 8,55% e de Luiz Roberto com 6,36%; o vereador Fabiano Oliveira (PP) chegou com 4,74%, Niully Campos (PSOL) com 2,37%, Candisse Carvalho (PT) com 1,39% e Zé Paulo (Novo) com 0,39%; 17,30% não sabem ou não responderam em quem votar; 6,18% dizem que pretendem votar em branco ou anular o voto.

 

Pesquisa França III

Pelos resultados da Pesquisa França há uma sinalização nítida de uma estagnação de Emília Corrêa, mas ainda na liderança folgada com um crescimento natural de Yandra Moura, tanto pelo forte agrupamento que a apoia quanto pelo lançamento de sua pré-candidatura, já com a definição de Belivaldo Chagas (PODE) na vice. O “preferido” de Edvaldo é apenas o 5º colocado. Talvez, por isso, os ataques desesperados...

 

Candisse x Valadares

Amigos, amigos, política à parte! Por mais que o presidente estadual do Solidariedade, Valadares Filho, tenha o apoio do ministro Márcio Macedo e a proposta de diálogo com os chefes partidários, quem tem mandato na atualidade é o senador Rogério Carvalho. Talvez por isso (e só por isso mesmo) que Candisse deve vencer esta “queda de braço” interna, mas com tantas “rachaduras” fica difícil de apostar em um projeto de Esquerda para a capital...

 

Esquerda cai no NE

Não é só na disputa pela Prefeitura de Aracaju que a Esquerda está em baixa; em outra capital do Nordeste o cenário é totalmente desfavorável para os defensores do presidente Lula: Fortaleza. Por lá, duas pré-candidaturas bolsonaristas disputam a liderança momentânea. Sinal que a avaliação do Palácio do Planalto não tem sido das melhores...

 

Eduardo Lima I

O vereador Eduardo Lima (Republicanos) rebateu, de forma democrática, a afirmação da vereadora Sônia Meire (PSOL), que sem dizer como ou em qual versículo, alegou na Sessão do dia anterior, que o uso medicinal da Cannabis (maconha) está na Bíblia Sagrada.

 

Eduardo Lima II

De frente para a vereadora, que possui a cadeira mais próxima da Tribuna da Casa, o vereador afirmou: “O homem criou o uso recreativo da maconha. Como presidente da Frente Parlamentar Evangélica da CMA eu vejo a fala da vossa excelência como um equívoco, como todo respeito”. 

 

Eduardo Lima III

E continuou: “como representante dos evangélicos e pastor, digo que a Bíblia é um livro sagrado e milenar, respeitado por todos e por tudo, não condiz com a prática do uso recreativo de entorpecentes químicos. A Bíblia não se refere à maconha. Como fundamentalista que sou da Bíblia, digo que houve um equívoco na fala da vossa excelência e que fique registrado”. Mesmo podendo pedir o “Pela Ordem” ou “Explicação Pessoal”, a vereadora Sônia Meire não se pronunciou no Plenário sobre a réplica do pastor.

 

Emília Corrêa I

Empenhada em tornar Aracaju uma cidade mais inclusiva, a pré-candidata a prefeita, Emília Corrêa (PL) esteve visitando o Instituto TEA (a casa do autista). A entidade, de forma voluntária e humanizada, acolhe e promove o ensino de habilidades essenciais para a vida das crianças e dos jovens diagnosticados com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e atrasos de desenvolvimento.

 

Emília Corrêa II

Durante a visita, Emília conversou com profissionais, mães atípicas e lamentou a falta de sensibilidade e de políticas públicas nesse sentido. “Um espaço lindo e tão necessário, mas que não recebe a atenção da gestão, quando, na verdade, deveria estar entre as prioridades até porque existe uma demanda grande. A gente precisa que a inclusão e informação aconteçam verdadeiramente para que a pauta acolha as famílias e, consequentemente, isso repercuta na sociedade através de ampliação de políticas pública. Não adianta ficar somente em discursos”, pontuou.

 

Emília Corrêa III

Autora de projetos direcionados aos autistas enquanto vereadora, na oportunidade, a pré-candidata a prefeita informou que essa pauta tem tido uma atenção especial no seu Plano de Governo. “Estou sensível a esta luta, e, como mãe e avó, sei o quanto é importante garantir todo o tratamento para essas crianças. A necessidade desta pauta é o respeito pelo próximo. Algo que deveria ser primordial independente das particularidades”, ressaltou Emília.

 

Delegada Katarina I

Os festejos juninos começaram em Sergipe. Desde o final do mês de maio, festas no interior e na capital anunciam a chegada do clico junino, com suas tradições, religiosidade, música, etc. Para a deputada federal Delegada Katarina (PSD/SE), que relatou o Projeto de Lei 14.720/2023, com parecer favorável ao reconhecimento do forró como manifestação da cultura nacional, o período é muito importante em vários aspectos.

 

Delegada Katarina II

“O mês de junho, com suas festas em alusão a Santo Antônio, São João e São Pedro, representa um momento único para a nossa economia, com oportunidades de negócios ligados ao turismo, à gastronomia, confecção, etc. É uma época muito rica e feliz para nós, e devemos sim celebrá-la”, ressalta a parlamentar.

 

Delegada Katarina III

A deputada Delegada Katarina destaca que, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira de Sergipe (ABIH-SE), o setor hoteleiro estima um aumento na ocupação durante os meses de junho e julho: a previsão de ocupação para o mês de junho deste ano é de 62% e para as festas juninas de 92%. 

 

Ocupação hoteleira

Esses índices são maiores que os de anos anteriores, que foram de 51% e 90%, respectivamente. “Como relatora do Projeto de Lei que elevou o forró da manifestação da cultura nacional, sou suspeita pra falar, mas acredito que nosso ciclo junino seja de grande importância para a nossa cultura, nossas tradições e também para a nossa economia”, reitera. 

 

Concurso histórico

Pela primeira vez na história de Sergipe, a administração estadual realizou concurso para contadores. A posse foi realizada nesta segunda, dia 03, e contou com a presença do governador Fábio Mitidieri. Foram 54 novos contadores que irão atuar em diversas secretarias de Estado. “Hoje é um dia importante e histórico porque é o primeiro concurso para contadores de Sergipe. São 54 contadores que atenderão toda a estrutura do Estado”, disse o governador. Atualmente, o governo do Estado gerencia 18 concursos públicos. Seis estão homologados: Sead, Cogerp, PGE, auditor da Sefaz, agentes e escrivães da Polícia Civil e Emdagro. Oito estão em andamento e quatro estão em vigência.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

mgid.com, 539646, DIRECT, d4c29acad76ce94f amxrtb.com, 105199704, DIRECT