Depressão é tema de palestra na Escola do Legislativo Municipal

Redação, 24 de Setembro, 2020

Com foco na campanha “Setembro Amarelo”, a Escola do Legislativo Professora Neuzice Barreto de Lima promoveu na tarde desta quinta-feira, 24, mais um curso on-line através do aplicativo Zoom, para os servidores da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) e público em geral. A médica psiquiatra Gabriela Nabuco foi convidada para tratar sobre o tema “As faces da depressão e a sua relação com o suicídio”.

O diretor da Escola do Legislativo Vander Costa destacou que o tema abordado é pertinente ao momento que a população mundial está vivendo devido a pandemia da Covid-19. “Por causa do período de isolamento social é ainda mais importante discutir sobre o assunto. Dra. Gabriela, apesar da pouca idade já acumula uma vasta experiência neste tema”, pontuou.

Iniciando a palestra, Dra. Gabriela frisou que depressão é um assunto que deve ser tratado o ano inteiro pela grandiosidade do assunto e não só no mês de setembro. De acordo com dados passados pela psiquiatra, os principais casos da doença acontecem entre idosos, do sexo feminino, em áreas urbanas e tem correlação com algum transtorno mental. “Infelizmente aqui no Brasil ainda temos que lidar com as subnotificações de casos”, observou.

Segundo informações da Dra. Gabriela, é possível identificar traços da doença observando o humor deprimido associado a alteração de apetite, irregularidade do sono, visão negativa da vida e a falta de capacidade de tomar decisões. Além disso, a psiquiatra listou alguns sinais ligados a quadros de ansiedade como nervosismo, tensão, dores na região dos ombros, cefaléia, diminuição de atenção, medo de perder o controle, taquicardia e náuseas.

“A depressão pode ter sintomas mistos e graus diferentes. Há casos que não seguem o estereótipo de melancolia, por exemplo”, disse. Dra. Gabriela alertou que dependendo da fase da depressão a pessoa pode falar exageradamente, ter a autoestima mais elevada que o comum, mente acelerada e aumento de energia. “Esse quadro pode durar de horas até semanas ou alternar com sintomas mais melancólicos. Não sente vontade de comer, tomar banho e ficar o dia inteiro ruminando pensamentos ruins”, explicou.

Depressão pós-parto- Dentro da aula, a médica citou casos de depressão pós-parto devido a alterações hormonais. “O quadro pode perdurar até um ano após o nascimento do bebê devido ao momento de vulnerabilidade da mulher. O que chama a atenção é a falta de ânimo e falta de desejo de prestar cuidados com seus filhos. Muitas em casos mais graves rejeitam seus filhos”, explicou.

Depressão em idosos- Já com relação ao idoso tem características mais específicas como prejuízo de memória, concentração, sintomas melancólicos, fragilidade na saúde (força muscular e alteração de humor).

Casos de suicídio- Dra. Gabriela afirmou que a depressão em quadros mais sérios pode levar o indivíduo a planejar e desejar a sua própria morte. “Casos assim devem ser tratados com urgência e não podem ficar sozinhos nem por um instante e requer atenção absoluta do responsável ou familiar”, alertou. Nestes casos, deve-se atentar a sinais de despedida que a pessoa dá e planejamento de como fará o ato. “Atentar-se também a pessoas que teve tentativa frustrada de morte”, pontuou.

Com relação ao tratamento da depressão, a psiquiatra disse que a doença tem cura e que após a identificação do problema um médico psiquiatra normalmente trabalha em parceria com um profissional da Psicologia para iniciar o tratamento baseado em remédios (se necessário) e terapia. “Anticamente, antes da década de 80, não se conhecia muito bem sobre a doença e não era tratada de forma mais específica, sempre pegava emprestada medicações de outras áreas da medicina e trazia altos efeitos colaterais”, lembrou.

Devido a isso, a população em geral estigmatizou a doença o que atrapalhou o tratamento. “Hoje em dia com o maior conhecimento sobre a doença e o maior investimento em medicações mais específicas temos mais opções de medicamentos com bem menos efeitos colaterais”, comemorou.

Fonte: Ascom CMA

O que você está buscando?

google.com, pub-6631948018904522, DIRECT, f08c47fec0942fa0