Jovem que atropelou e matou cachorro perde habilitação e é indiciado por crime de maus tratos

O caso está à disposição da justiça

Redação, 12 de Novembro , 2020 - Atualizado em 12 de Novembro, 2020

Foto: imagens da câmera de segurança 

Depois de pouco mais de um mês do caso que chocou todo o estado de Sergipe, do brutal atropelamento de um cachorro em Itabaiana, o inquérito foi encerrado e segue para o judiciário. O jovem que cometeu o crime perdeu o direito de dirigir e será indiciado por crime de maus tratos contra animais.

Após análises das provas e oitivas de testemunhas, José Guilherme Cunha de Melo Lima teve a sua habilitação suspensa por dirigir perigosamente e impor risco para a sociedade, infringindo o que determina o Código de Trânsito Brasileiro; e responderá judicialmente pelo ato criminoso.

No dia 05 de outubro ele atropelou e matou um cachorro na rua Antônio Menezes Santos, no Bairro Anísio Amâncio. O Boletim de Ocorrência foi prestado e o caso ficou sob investigação dos policiais civis da Delegacia Regional de Itabaiana.

Além disso, o advogado do jovem foi denunciado para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) por má conduta, uma vez que tentou coagir as testemunhas.

Conforme o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98, o crime de maus tratos contra animais prevê entre dois e cinco anos de reclusão, além de multa e proibição de guarda para quem abusar, ferir ou mutilar animais.

O que você está buscando?