PRAÇA DA CARIDADE por Jerônimo Peixoto

Redação, 16 de Dezembro , 2020 - Atualizado em 16 de Dezembro, 2020

 

Uma imagem que fala por si mesma, num encontro de abençoada acolhida. De um lado, e sobressaindo-se, Santa Dulce, cujos braços estiveram, durante toda a vida, abertos, para acolher pobres, mendigos, miseráveis.

Doutro, três grandes vultos da caridade, nas plagas serranas: Irmã Luciana, uma religiosa das Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, portuguesa, que fez a diferença entre nós, pela qualidade de seus préstimos, sempre servindo os doentes, pobres e dando alento aos desesperados.

Dr. Pedro Garcia, um médico devotado aos pobres, do qual há imensos relatos sobre a disponibilidade, mesmo sem nada receber em troca.

Finalmente, Maria Peixoto, uma mulher que fez de sua vida ocasião para ser luz e guia de muitas pessoas, matando a fome, dando remédios, conduzindo a hospitais, dando roupa e escola.
Praça abençoada, pedacinho sacro de Itabaiana, testemunho vivo da bondade de quem enxergou, no próximo, o rosto de Jesus.

Praça da caridade, lição de Amor e de Fé, que embeleza a Casa Santa Dulce, espaço onde o Amor se mostra em gestos de cuidados e de acolhida.
Deus abençoe este espaço e quem dele cuida, sempre sustentados pela caridade.

O que você está buscando?