Seleção brasileira de vôlei sentado se despede de Sergipe visando medalha em Tóquio

Redação, 30 de Janeiro , 2021

Depois de uma semana treinando em dois períodos, as meninas que integram a seleção brasileira de vôlei sentado se despedem de Sergipe após dias intensos de preparação física, técnica e tática que marcaram o retorno da equipe as quadras. Os treinos deram início à temporada 2021 visando a medalha dourada no Jogos Paralímpicos em Tóquio.

Para proporcionar um melhor ritmo na preparação, a Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes (CBVD) trouxe toda a equipe multidisciplinar formada por nutricionista, preparadora física, fisioterapeuta, médico, técnico e auxiliar técnico. Também foram realizados testes de lactato. Os treinos foram realizados na cidade de Itabaiana e em Aracaju, além da preparação física na Academia Paulo Bedeu.

O presidente da confederação não escondeu a satisfação de trazer as duas seleções para Sergipe. “Foram quinze dias de treinos em Sergipe, sendo na primeira semana a seleção masculina e nesta semana a seleção feminina, sempre oferecendo a mesma estrutura. Tenho certeza que foram dias intensos e que todos voltam para os seus Estados felizes e satisfeito com este treino”, frisou Ângelo Alves Neto.

Para o técnico da equipe, a preparação em Sergipe foi bastante produtiva. “Iniciamos um trabalho de preparação da seleção visando Tóquio. Durante estes dias pudemos observar algumas dificuldades das atletas e corrigi-las para que as meninas possam dar o melhor. Serão mais seis semanas de treinamento para chegar com tudo no Japão”, garantiu José Agtônio Guedes.

Parceria

A semana de treinamento contou com a parceria do Governo de Sergipe, através da Superintendência Especial de Esporte, e o apoio do Colégio Master, Deso,  Assaí Atacadista, Academia Paulo Bedeu e Prefeitura de Itabaiana. Patrocínio: Loterias Caixa.

Fonte: Assessoria de Imprensa/CBVD

O que você está buscando?