Profissionais da Enfermagem em Sergipe vão às ruas em luta por Piso Salarial

Entidades médicas e planos de saúde têm tentado impedir votação do Projeto de Lei n° 2564/2020, no Senado

Redação, 21 de Abril , 2021 - Atualizado em 21 de Abril, 2021

O Projeto de Lei n° 2564/2020, de autoria do Senador Fabiano Contarato (REDE/ES), tem como iniciativa instituir o piso salarial dos enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras. No entanto, a categoria tem sofrido perseguição por parte de entidades médicas, hospitalares e de planos de saúde, que enviaram um ofício ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/MG), solicitando que não coloque o projeto em votação.

Em busca da valorização desses profissionais, dias 12 e 13 de maio, acontecerá uma mobilização da categoria por todo o país, inclusive em Aracaju-SE. “No dia 12 vai ter a macha da enfermagem, onde todos os profissionais do estado de Sergipe vão se juntar e ir pra Aracaju em luta pela aprovação do piso salarial nacional. Há muitos anos a enfermagem é escravizada, e faz anos que lutamos por um piso salarial digno”, comenta a Técnica de Enfermagem Taise Barreto.

De acordo com o projeto, o piso salarial do enfermeiro passaria a ser de R$ 7.315,00 mensais; enquanto o piso do técnico de enfermagem seria de R$ 5.120,50. Já o auxiliar teria o valor fixado em R$ 3.657,50. Os valores referem-se a jornada de 30h semanais. O parlamentar enfatiza ainda que milhares de enfermeiros foram contaminados com o coronavírus e que muitos dos trabalhadores da área já perderam a vida no enfrentamento à doença.

O que você está buscando?