Valmir de Francisquinho revela que não autorizou Sukita postar foto

Redação, 11 de Maio , 2021

O ex-prefeito do município de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, se posicionou em entrevista em uma emissora de rádio, depois que o ex-prefeito do município de Capela, Manoel Messias Sukita, postou uma foto com ele, em sua conta no Instagram. O deputado estadual Talysson de Valmir também participou do encontro.

O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, esbravejou em entrevista em uma emissora de rádio na manhã desta terça-feira, 11, que não possui acordo com o  ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita. “Não autorizei Sukita a postar foto e meu acordo político com Sukita é zero”, afirmou Valmir.

Ainda durante a entrevista, Valmir revelou o motivo da visita a Sukita. "Fui convidado pelo vereador Santos, do município de Campo do Brito e irmão de Sukita, para ir em Capela. Chegando lá, fomos jantar na casa de Sukita e ele pediu uma foto comigo, eu disse a ele que não postasse para não causar polêmica, mas hoje ao acordar me deparei com essa postagem”, contou.

No Instagram, Sukita colocou como legenda o texto:

"O encontro mais esperado pelo povo sergipano aconteceu em capela".

Trata-se do jantar dos dois maiores líderes populares do estado de Sergipe na atualidade: Sukita e Valmir de Francisquinho. Sukita governou Capela, de 2004 a 2012, e foi o melhor prefeito do estado. Valmir de Francisquinho igualmente governou Itabaiana por 8 anos, de 2012 a 2020 e também foi o melhor prefeito do estado

A oportunidade que eles tiveram de serem prefeitos de seus respectivos municípios foi transformada em duas administrações jamais vistas em toda a história de Sergipe. Eles revolucionaram completamente os dois municípios, por isso se tornaram referência administrativa. E assim conquistaram a admiração e o respeito de todo o povo sergipano de forma incontestável.

Durante todo esse tempo, a população vinha desejando que eles trabalhassem juntos para ajudar os outros municípios. Mas, esse encontro até ontem nunca tinha sido possível, devido ao medo que ambos tinham de serem perseguidos pelos seus adversários, que são movidos pela inveja e pela covardia, que causou muita dor e sofrimento aos dois.

Mesmo conscientes disso, eles refletiram e decidiram seguir em frente, sem desafiar ninguém, tão somente para continuar a cumprir a missão que Deus deu a eles na Terra: fazer a política do bem e de resultado real para a população. Por isso sentaram, conversaram e decidiram sonhar o mesmo sonho: a construção de um novo e grande projeto capaz de revolucionar Sergipe assim como Capela e Itabaiana.

Ascom

O que você está buscando?