Escola do Legislativo promove bate-papo em alusão ao Dia mundial contra Agressão Infantil

Redação, 02 de Junho , 2021

A Escola do Legislativo profª Neuzice Barreto de Lima, da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), irá promover um evento nesta sexta-feira, 4, com o objetivo de divulgar o Dia mundial contra Agressão Infantil. A data foi definida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1982, para chamar a atenção para o tema e alertar a sociedade sobre os diversos tipos de violência e agressão a que as crianças estão submetidas.

A Escola do Legislativo sempre busca promover encontros, webnários, cursos para levantar questões sociais e de interesse público. De acordo com a secretária geral da unidade, Maria Agda, esta campanha trata de um tema atual e polêmico diante do aumento expressivo dos números de casos.

“O intuito deste encontro será alertar, informar e poder divulgar a Campanha para tentar diminuir o número de casos para evitar esse número de aumento expressivo de casos e com isto convidar pessoas engajadas que trabalham no combate de violências contra crianças e adolescentes”, pontuou a secretária da Escola.

O encontro será mediado pela doutoranda e mestra em direito, que atua como professora de graduação e pós-graduação em direito e desenvolve projetos, palestras e cursos de capacitação de conselheiros tutelares, Antonina Galloti Lima, o bacharel em serviços sociais e conselheiro tutelar no município de Areia Branca, Tiago Fontes e também a psicóloga clínica, especialista em psicoterapia cognitivo – comportamental, a Maria Fernanda Rosa.

Como denunciar

Para identificar possíveis casos de violência, é necessário ficar atento e escutar a criança, prestar atenção aos detalhes, observar mudanças de comportamento e não se omitir. Se você testemunhar, souber ou suspeitar de alguma criança ou adolescente vítima de negligência, violência, exploração ou abuso, você deve denunciar.

O Disque 100 – Disque Direitos Humanos Nacional – funciona 24 horas por dia, inclusive nos fins de semana e feriados. As denúncias recebidas são anônimas e analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização, de acordo com a competência e as atribuições específicas, priorizando o Conselho Tutelar.

Além do número de telefone, é possível fazer a denúncia por meio dos seguintes canais: envio de mensagem para o e-mail disquedireitoshumanos@sdh.gov.br, do portal www.disque100.gov.br, da Ouvidoria on-line www.humanizaredes.gov.br/ouvidoria-online/ e ligação internacional +55 61 3212.8400.

Fonte: Ascom CMA

O que você está buscando?