Saúde da PMA tem dinheiro, mas falta gestão! Cadê os leitos de UTI, Edvaldo?

Habacuque, 03 de Junho , 2021

Para quem insiste em tentar “passar pano” para a Prefeitura de Aracaju, no combate à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), este colunista relembra que o primeiro decreto governamental impondo medidas restritivas por conta dos registros de infectados foi no dia 16 de março de 2020, ou seja, nós já temos quase 15 meses de enfrentamento, infelizmente temos 5.138 vidas sergipanas perdidas, estamos diante de uma iminente “3ª onda” da doença, mas mesmo após tanto tempo, ainda temos uma deficiência absurda de leitos de UTI, públicos e privados.

Ao longo desses 15 meses o que mais se ouve em setores da imprensa e alguns discursos políticos são críticas e mais críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) por sua postura diante da pandemia; mas gostando ou não do “comportamento” do chefe do Executivo, há de se reconhecer o volume gigantesco de recursos financeiros que estão sendo enviados para Estados e Municípios para ajudar no combate ao coronavírus. Sergipe, diga-se de passagem, não fossem esses repasses, teríamos instalado por aqui um verdadeiro “caos social”.

Além do grande volume de dinheiro que veio, desde o ano passado, as vacinas contra a COVID também estão chegando ao território sergipano, mas infelizmente os gestores municipais têm apresentado muita lentidão nesse processo de imunização. Segundo dados oficiais do próprio governo do Estado, dessa quarta-feira (2), entre vacinas que chegaram e aplicadas, temos uma “sobra” de 87.841 unidades para a primeira dose e 73.341 unidades “esperando” para a segunda dose. Com 57% de unidades aplicadas, na 2ª dose, Aracaju é a penúltima cidade entre os 75 municípios sergipanos.

Como se não bastasse isso, quem não lembra do “famoso” Hospital de Campanha da Prefeitura de Aracaju, montado no estádio João Hora, que gerou grande polêmica porque foi construído por uma empresa do ramo de entretenimento (shows) e que não tinha um único leito de UTI? A coisa foi tão estranha que findou sendo alvo de uma Operação da Polícia Federal na nossa capital, inclusive com o afastamento de servidor e busca e apreensão de documentos. Pior é que o prefeito “desmontou” o hospital e não teria pago os prestadores de serviços, conforme denúncias da mídia local...

Mas ao longo desses 15 meses, como se não bastasse a lentidão do prefeito Edvaldo Nogueira em promover uma nova estrutura para garantir esse enfrentamento, na semana passada, ainda sob grande investigação, tivemos o incêndio na UPA Nestor Piva, mais precisamente na ala destinada para o tratamento de pacientes infectados com COVID-19. Temos a confirmação de cinco óbitos de pacientes que estavam internados na unidade, lamentavelmente, e os responsáveis devem ser identificados e/ou penalizados, considerando que a gestão daquela UPA foi privatizada por Edvaldo.

Os demais pacientes foram transferidos para outras unidades de Saúde da capital e esse assunto agora é de responsabilidade dos órgãos fiscalizadores. Mas ainda sobre a PMA, e que muita gente não tem disposição em dizer, a verdade é que os recursos federais continuam chegando para combater a COVID, mas parece faltar gestão na Saúde. O número de infectados está crescendo, há superlotação nas unidades, os servidores estão insatisfeitos e a pergunta que não quer calar: cadê os leitos de UTI, prefeito Edvaldo? Ou será que ficaram apenas na sua propaganda eleitoral, do ano passado?

 

Veja essa!

Consultando o Portal da Transparência da União, com o detalhamento de recursos transferidos, exclusivamente, para o combate ao novo coronavírus (COVID-19), o governo “genocida” de Jair Bolsonaro, de Janeiro a 1º de Junho de 2021, apenas para o município de Aracaju repassou R$ 5.382.534,74.

 

E essa!

É o que este colunista vem dizendo desde o comentário acima: há dinheiro chegando, há vacina chegando, mas Aracaju é deficiente no número de leitos de UTI e o prefeito Edvaldo Nogueira parece “inerte” diante do problema. O número de infectados está crescendo, há dinheiro, mas falta gestão. Lamentável!

 

Augusto Nunes I

Lembram daquela polêmica há alguns meses, envolvendo o governador Belivaldo Chagas e o jornalista Augusto Nunes, do portal R7, que criticou o governo de Sergipe pelo decreto que revogava o direito de propriedade ao manter o estado de calamidade pública em território sergipano? Lembram do trecho que para contribuir no combate à pandemia, o governo poderia “requisitar bens móveis e imóveis privados, serviços pessoais e utilização temporária de propriedade particular”?

 

Augusto Nunes II

Essa semana algo inusitado ocorreu envolvendo o prefeito Edvaldo Nogueira: após o incêndio da UPA Nestor Piva, a Prefeitura de Aracaju propôs uma portaria de requisição administrativa do espaço do Hospital e Maternidade Sempre Viva, no bairro Suissa, um imóvel privado, sob o argumento de combater a COVID. Depois a própria PMA “constatou a impossibilidade de o local atender a necessidade em curto prazo de tempo”, ou seja, Augusto Nunes tinha certa razão no que dizia...

 

Por que só agora?

Por que só após o incêndio da UPA Nestor Piva o prefeito de Aracaju se apressou em ampliar os leitos de UTI? Por que não se preocupou com a desassistência da população antes? Cadê o planejamento da Secretaria de Saúde da capital? Com tanto dinheiro! Cadê a excelência de gestão, Edvaldo? Por que não construiu um novo Hospital de Campanha? E por que não ampliou o que havia sido feito lá atrás?

 

Desistiu de ocupar

E sobre a requisição administrativa do espaço do Hospital e Maternidade Sempre Viva, que desorganização é essa? Ocupa? Desocupa um prédio privado? O espaço era viável para a PMA e depois não comportava os serviços? Que bagunça! A Comissão de Saúde da CMA bem que poderia fiscalizar isso, mas...

 

Elizabeth Pita

Alguns vereadores de Aracaju visitaram, nos últimos dias, a Unidade Básica de Saúde Elizabeth Pita, no bairro Santa Maria. Na oportunidade eles constataram uma série de problemas com a falta de condições de trabalho para os servidores. Houve a constatação de mau cheiro, infiltrações muita insalubridade e vazamentos, mofo e poucas áreas de ventilação.

 

Exclusiva!

Os vereadores também constataram que a unidade conta com um número reduzido de servidores da farmácia, médicos e enfermagem. Sem contar que a UBS está funcionando em um local improvisado, em uma espécie de galpão adaptado, até que um novo prédio seja edificado. Ou seja, mais uma unidade de Saúde da PMA que coloca servidores e a população em risco.

 

Bomba!

A coluna recebeu uma informação que é bastante lamentável: ao invés de montar um mutirão para resolver ou amenizar os problemas registrados na unidade de Saúde do Santa Maria, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria de Saúde, “encontrou” uma medida mais eficaz para tanta “mazela”: exonerou a diretora da UBS! É mole? E viva a democracia...

 

Vacinação

Segundo dados oficiais do boletim epidemiológico do governo do Estado, dessa quarta-feira (2), comparando as vacinas que chegaram a Sergipe e que foram aplicadas, temos uma “sobra” de 87.841 unidades para a primeira dose e 73.341 unidades “esperando” para a segunda dose. Com 57% de unidades aplicadas, na 2ª dose, Aracaju é a penúltima cidade entre os 75 municípios sergipanos.

 

CPI da Pandemia

O senador Alessandro Vieira, líder do Cidadania no Senado, apresentou requerimento solicitando informações sobre o incêndio no Hospital Nestor Piva, ocorrido na última sexta-feira (28), em Aracaju. A tragédia atingiu dentre outras áreas, a ala de estabilização para pacientes com Covid-19, ocasionando a morte de quatro pessoas e deixando diversas outras feridas. 


Alessandro Vieira

“Além do drama de mais de 5 mil mortes por Covid-19, Sergipe sofre com esse incêndio no Hospital Nestor Piva. É extremamente necessária a devida apuração dos fatos e eventuais responsabilidades por ação ou omissão neste evento trágico que vitimou os sergipanos e que se relaciona com o objeto desta CPI, na medida em que recursos federais foram disponibilizados e devem ser utilizados para adequada preparação dos meios e instalações hospitalares a fim de enfrentar grande aumento da demanda causado pela pandemia", destaca Alessandro Vieira.


Alvará e licenças

Dentre as informações solicitadas à Prefeitura Municipal de Aracaju está cópia do alvará e/ou licenças para construção do anexo e reforma do Hospital Nestor Piva em Aracaju/SE para atender o aumento da demanda causado pela pandemia, como também, cópia dos Projetos Elétricos e de Engenharia seguidos, contratos vigentes com a empresa terceirizada que administra o Hospital Nestor Piva e com as subcontratadas que realizaram a obra de ampliação do hospital.


Informações

O requerimento do senador Alessandro Vieira também demanda informações à PMA e ao Centro Médico do Trabalhador, que administra o Hospital Nestor Piva, o Plano de Prevenção e Combate à Incêndio e a relação de profissionais pertencentes à Brigada de Incêndio e/ou responsáveis pela intervenção imediata em casos de incêndios no Hospital Nestor Piva.


Laudos de inspeção

Ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, o requerimento solicita que envie laudos de inspeção existentes antes e depois do incidente ocorrido no dia 28, principalmente o laudo que aponta as possíveis causas do incêndio ocorrido no local nesta data. Ao Instituto Médico Legal do Estado de Sergipe, o pedido é pelos laudos que relatem as causas das mortes das vítimas do incidente.


Inquéritos

Há também pedido ao Ministério Público do Estado de Sergipe, pelos autos de inquéritos e todas as informações e provas levantadas acerca da tragédia; e à Polícia Civil do Estado de Sergipe, pelos autos do inquérito que apura os fatos.

 

Machado I

O ex-deputado federal, José Carlos Machado (DEM), em conversa por telefone com a Prof. Dra. Angela Maria da Silva, foi informado que a Maternidade do Hospital Universitário já está com as obras concluídas, mas que faltam os equipamentos para serem realizados 300 partos por mês. Para que isso ocorra será necessário recursos do orçamento federal, em torno de R$ 20 milhões.

 

Machado II

Machado entende que a bancada teria que atuar unida junto às tramitações dos PLN e assegurar esses recursos fundamentais no sentido de garantir o funcionamento, o mais breve possível, da Maternidade Pública construída no Hospital Universitário de Aracaju, com recursos provenientes de emendas parlamentares. 

 

Machado III

“Algumas salas já estão funcionando no local, mas é necessária a compra dos equipamentos para funcionar 100%. Vamos atuar para que deputados federais e senadores possam, de imediato, ajudar com emendas porque precisamos em torno de R$ 20 milhões em equipamentos”, explicou Machado, relatando que levará esse caso pessoalmente para senadora Maria do Carmo (DEM).

 

Eduardo Amorim I

A Assessoria de Comunicação do médico anestesiologista e ex-senador Eduardo Amorim informa que ele sentiu um mal estar na última sexta-feira (28), e imediatamente isolou-se em casa. Diante dos sintomas apresentados, Eduardo realizou o teste da Covid e testou positivo, mantendo os devidos cuidados. Diante da queda do nível de saturação e persistência de alguns sintomas, decidiu, em conjunto com o médico que acompanha seu quadro, ir ao Hospital Primavera para realizar alguns exames e optou-se pela internação para um melhor monitoramento da evolução clínica.

 

Eduardo Amorim II

Embora esteja com parte dos pulmões comprometidos, Eduardo Amorim segue com a saturação normal e vem respondendo bem apenas com o oxigênio ambiente. Vale destacar que, enquanto profissional da Saúde, Eduardo Amorim seguia na linha de frente, atuando em diversas cirurgias, inclusive realizando o procedimento de intubação dos pacientes. A assessoria segue à disposição para quaisquer esclarecimentos e seguirá atualizando as informações.

 

Breno Garibalde I

O vereador Breno Garibalde promove a Semana do Meio Ambiente com diversas atividades. Nesta sexta-feira (4), às 9h, será realizada a audiência pública com transmissão ao vivo pelo Youtube da TV Câmara, que contará com diversos participantes como Eduardo Matos, promotor do meio ambiente do Ministério Público; André Fraga, engenheiro ambiental e vereador de Salvador; Gilberto Natalini, ex-vereador de São Paulo, médico e ambientalista; Georlize Teles, delegada do meio ambiente e Adalto Ribeiro, professor da Universidade Federal de Sergipe. 

 

Breno Garibalde II

“Será um debate de extrema importância, onde trocaremos experiência, ideias e abordaremos diversos assuntos acerca da pauta ambiental. Os convidados que traremos são de grande relevância para o diálogo sobre o tema. Esperamos tirar o máximo de sugestões para colocarmos em prática no nosso mandato e fazer de Aracaju uma cidade cada vez mais sustentável”, afirmou Breno.

 

Fabiano Oliveira I

O vereador Fabiano Oliveira (PP) prestou solidariedade aos heróis e familiares envolvidos no incêndio que ocorreu na UPA Nestor Piva, localizada na zona norte de Aracaju, na última sexta-feira. “O que se viu na última sexta-feira foi um ato de bravura. Homens e mulheres unidos em prol da mesma causa: salvar vidas. Parabéns aos profissionais da saúde, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil”.

 

Fabiano Oliveira II

“Todos que lá estiveram merecem o nosso reconhecimento pela coragem e atuação! Não posso deixar de reconhecer a ação de voluntários que também se arriscaram para ajudar”, pontuou, acrescentando que “não tenho nem palavras para confortar os familiares e amigos das vítimas desse incêndio. O que eu desejo é que Deus conforte o coração de todos vocês e dê muita força nesse momento tão delicado e difícil”, finalizou.

 

Barra dos Coqueiros I

Solicitar investimentos para a aquisição de equipamentos e insumos a serem utilizados na rede de educação foi o objetivo da viagem realizada pelo prefeito de Barra dos Coqueiros, Alberto Macedo, a Brasília. Ele conversou com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Ponte. Essa audiência aconteceu por intermédio do deputado federal Valdevan Noventa.

 

Barra dos Coqueiros II

O prefeito de Barra dos Coqueiros, Alberto Macedo solicitou recursos para a construção de duas escolas, uma creche, compra de cinco ônibus escolares, além de equipamentos como notebooks e lousas digitais. “A viagem foi muito positiva. Fomos bem recebidos pelo presidente do FNDE, Marcelo Ponte, que se mostrou muito solícito e atencioso com as nossas demandas para a Barra dos Coqueiros”.

 

Alberto Macedo

“Estamos confiantes de que, em breve, receberemos investimentos e equipamentos que serão úteis para avançarmos na melhoria do ensino. Não posso deixar de citar e agradecer o apoio fundamental do deputado Valdevan Noventa para a realização dessa audiência com o Presidente do FNDE”, ressalta o prefeito Alberto Macedo.

 

Secretários

Também participaram da reunião o secretário de educação de Barra dos Coqueiros, professor José Marques e a secretária Municipal de Governo de Barra, Taline Matias Macedo. De acordo com o secretário de educação, professor Marques as propostas foram aceitas e encaminhadas para os devidos trâmites. Ele enfatiza que as escolas com mais 24 salas de aula ampliarão o número de vagas na rede municipal. 

 

José Marques

“As creches permitirão aos familiares a possibilidade de ingressarem no mercado de trabalho e assim garantir melhor qualidade de vida as suas famílias. Os ônibus darão mais conforto aos estudantes, que apresentam dificuldade de mobilidade, e também para crianças que terão mais segurança durante o translado. E mais, os equipamentos solicitados, dois mil notebooks e as 15 lousas digitais, contribuirão para que professores e alunos tenham informações em tempo real durante as aulas”, acrescenta o secretário de educação de Barra dos Coqueiros, professor José Marques.

 

São Cristóvão

Uma longa e minuciosa investigação apontou que a Prefeitura de São Cristóvão adquiriu materiais de combate à covid-19 com preço até seis vezes maior que a média de mercado durante à pandemia. As compras ocorreram em maio de 2020 e representam um prejuízo de R$ 76.910 mil aos cofres públicos do município. Toda investigação foi feita pelo vereador Neto Batalha (PP).

 

Neto Batalha I

De acordo com o parlamentar, o processo investigatório começou após o indeferimento de dois requerimentos apresentados na Câmara de Vereadores de São Cristóvão, os quais buscavam informações sobre os valores repassados pelo Governo Federal. “O legislativo não aprovou e então decidi usar outros meios legais para investigar o dinheiro gasto pela prefeitura para enfrentamento da covid-19”, revela.

 

Neto Batalha II

Neto Batalha informa que nos últimos dois meses passou a apurar dados publicados no Portal da Transparência do município. De logo, causou estranheza o preço pago por máscaras e aventais. “Fiquei surpreso com os valores e realizei pesquisas de mercado comparando o preço destes produtos adquiridos no mesmo período por outras prefeituras em Sergipe. No fim da apuração, o resultado revelou o que eu já desconfiava: São Cristóvão desperdiçou dinheiro público”, denuncia o vereador.


Aventais
Segundo o portal da Transparência, a Prefeitura de São Cristóvão comprou 5.000 mil aventais ao preço de R$ 18,00 cada unidade, totalizando R$ 90.000,00. “Acho que a gestão municipal não teve o mínimo de paciência para pesquisar, pois eu encontrei aventais custando três vezes abaixo do valor que foi pago, ou seja, ao invés de R$ 90 mil poderia ser gasto R$ 27.500,00, um absurdo”, relata.


Máscaras
Indignado, o vereador continua: foram compradas 300 máscaras ao preço de R$ 32,00 cada unidade, totalizando R$ 9.600,00. Segundo Neto Batalha, o mesmo produto foi encontrado ao preço de R$ 5,30, ou seja, gastaram seis vezes a mais, o que representa uma tremenda falta de zelo com o dinheiro público”, disse revoltado.

 

TCU, PF e CMSC

O parlamentar informou que apresentou a denúncia com diversos documentos comprobatórios no Tribunal de Contas da União e ainda hoje vai à sede da Polícia Federal para que haja a devida investigação. “A noite também vou expor com detalhes os dados, a pesquisa e todas as informações coletadas na Câmara de Vereadores de São Cristóvão. Vamos ver o que colegas acham”, declarou.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com  e habacuquevillacorte@hotmail. com

O que você está buscando?