UNIMED SERGIPE NÃO MEDE ESFORÇOS PARA CUMPRIR LEI QUE GARANTE A PROTEÇÃO DE DADOS DOS CLIENTES

Redação, 09 de Junho , 2021


Proteger os dados pessoais dos clientes não é apenas uma questão de ética profissional. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro de 2020 e tem como objetivo impor que as empresas públicas e privadas garantam a privacidade dos dados coletados de seus clientes, seja por meio digital ou não. Como forma de se adequar à legislação, a Unimed Sergipe realiza uma série de adequações para reforçar ainda mais a privacidade de seus clientes.

Ainda em 2019, o Sistema Unimed, através da Unimed do Brasil, realizou treinamento sobre a nova legislação com assessores jurídicos das cooperativas de cada Estado. A partir daí, iniciou-se na Unimed Sergipe um trabalho voltado para a orientação e conscientização dos colaboradores.

“A tecnologia é um caminho sem volta, não vamos voltar aos primórdios, vamos ter sempre avanços, e é natural que surjam normas para regular toda essa nova sistemática digital em que estamos inseridos. No caso da Unimed Sergipe a nossa grande preocupação é a segurança da informação, visto que não fazemos uso do dado do usuário para qualquer finalidade que não seja aquela autorizada ou permitida em Lei. Temos dados que transitam nas nossas mãos, no meio físico, no meio digital, e precisaremos estar mais atentos aos controles, como os limites de acesso e senhas, por exemplo”, explica a Assessora jurídica e Regulamentar da Unimed Sergipe, a advogada Renata Silveira dos Anjos Prado.

Como primeira ação relacionada à LGPD, ainda em 2019, a Unimed Sergipe iniciou um trabalho de conscientização dos seus colaboradores. Em workshops realizados, a assessoria jurídica da cooperativa abordava a importância do sigilo ao tratar com informações dos pacientes, sejam elas das mais simples, como nome, telefone ou e-mail, quanto às mais sensíveis, a exemplo de resultados de exames e registros de procedimentos.

“Com a pandemia, o treinamento para os colaboradores acabou ficando em segundo plano, mas, a expectativa é continuar os workshops online e interagir por meio de materiais e informativos específicos, buscando atingir todos os Colaboradores e Prestadores do Hospital e da Operadora. O primeiro passo para implantação dessa norma é a conscientização. Não adianta você ter o melhor e mais caro sistema de segurança da informação, se as pessoas não estiverem envolvidas. É um trabalho digital e ao mesmo tempo, humano. Temos o grande desafio de mudar a cultura da empresa. Hoje, quando transito pelas unidades e vejo que algumas orientações que tratamos nos cursos já trazem efeitos positivos, fico muito grata, principalmente por meus colegas me ajudarem nessa missão como Encarregada de Dados, pois temos que estar unidos num mesmo propósito para que alcancemos a conformidade.”, destaca Renata.

A Assessora Jurídica explica que atitudes simples já garantem maior privacidade aos dados. “Evitar impressoras compartilhadas, que ficam nos corredores expostas, e implantar sistema de senha para impressão, para somente quem mandou aquela impressão ser autorizado a retirar o documento e também o correto descarte de documentos. Os acessos de todos os colaboradores terão renovação de senha periodicamente, além das devidas restrições de acesso para cada tipo de competência. Aqui na Unimed visamos sempre proteger as informações mais sensíveis, principalmente no que concerne à saúde dos pacientes”, garante.

Além do trabalho realizado internamente, a Unimed Sergipe também trabalha para que todas as empresas parceiras, que prestam serviços terceirizados, estejam atentas às adequações necessárias para estar de acordo com LGPD. “Estamos fazendo a revisão de todos os contratos com empresas e pretendemos realizar um encontro de orientação também com os fornecedores, assim como fizemos com os colaboradores. É importante que todos estejam na mesma sintonia”, pontua Renata.

Tecnologia

O investimento em tecnologia permite à Unimed Sergipe garantir ainda mais a proteção dos dados de seus clientes. Com a implementação do ‘Unimed Digital’, projeto que está proporcionando mais agilidade e praticidade nos processos digitais da cooperativa, também é possível controlar melhor a privacidade dessas informações.

“Fabio Silva, o assessor encarregado pela tecnologia e inovação, está à frente do projeto e executando um trabalho de excelência. Estamos fazendo uma grande mudança estrutural no nosso parque tecnológico em relação aos computadores, à atualização de sistemas, novos softwares, contratação de empresas com experiência em diagnóstico de segurança e proteção de dados. Também estamos investindo em recursos humanos. A diretoria da empresa está apoiando o projeto e investindo numa Unimed mais digital e segura para todos nós. Tenho certeza que vivenciaremos muitas mudanças positivas para o Cooperado, para o Beneficiário e para a Sociedade com um todo.”, destaca Renata.

 

Por: Unimed

O que você está buscando?