Atleta sergipano conquista segundo lugar em campeonato internacional

Matheus Freire faz parte do projeto “A escola vai ao Batalhão de Choque” que, há 10 anos, é uma parceria entre Polícia Militar de Sergipe e SESI

Redação, 25 de Junho , 2021

O atleta Matheus Freire conquistou a segunda colocação no Campeonato Pan-americano de Wrestling Cadete e Junior no México e trouxe para o esporte sergipano, uma inédita medalha de prata. Ele faz parte do projeto “A escola vai ao Batalhão de Choque”, uma parceria que completa dez anos em agosto deste ano, entre Polícia Militar do Estado de Sergipe (PM/SE) e Serviço Social da Indústria de Sergipe (SESI/SE). 

Matheus havia conquistado, em maio, o título de campeão no estilo greco-romano até 92 kg, na seletiva nacional da categoria Cadete Júnior 2021, em Rio Bonito (RJ). A seletiva garantiu sua vaga no Pan-americano no México, sendo o único representante do estado na competição internacional. Ele conta que era só mais uma criança que dividia sua rotina entre aulas e brincadeiras. Mas tudo mudou quando, o sargento Élvio Marcelo, coordenador do projeto “A escola vai ao Batalhão de Choque”, incentivou-o a participar dos treinos de judô. “O projeto foi uma virada de chave total na minha vida. Eu era um garoto normal que vivia na escola e só estudava. Quando o esporte entrou na minha vida, tudo mudou. Eu nunca pensei nem que sairia do estado, imagina do país.”, conta o estudante.  

A escola vai ao Batalhão de Choque

O projeto socioeducacional “A escola vai ao Batalhão de Choque”, muda a vida de crianças e jovens sergipanos, tirando-os da situação de vulnerabilidade social e oferecendo oportunidades por meio do esporte, como é o caso de Matheus. 

Localizado no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) da Polícia Militar (PM/SE), no Bairro América e criado pelo coronel Carlos Rolemberg (PM/SE) o projeto disponibiliza aulas de judô, luta olímpica, reforço escolar, cursos profissionalizantes, além de distribuição de cestas básicas. As aulas são ministradas pelo sargento Élvio Marcelo, que possui licenciatura em educação física e é faixa preta 2º Dan pela Confederação Brasileira de Judô.  

Unicom/FIES

O que você está buscando?