Governo do Estado, CBF e FSF assinam Termo de Compromisso para implantar o Gol do Brasil em Sergipe

Esta será a sétima unidade do projeto Gol do Brasil financiada pelo Fundo Legado Copa do Mundo FIFA 2014

Redação, 24 de Julho , 2021

O projeto 'Gol do Brasil' já é uma realidade no estado de Sergipe. Na manhã desta sexta-feira (23), a superintendente especial de Esportes, Mariana Dantas, representando o Governo do Estado, assinou o Termo de Compromisso para implantação em Sergipe. Patrocinado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Gol do Brasil terá ainda a parceria da Federação Sergipana de Futebol (FSF).    

O acordo foi firmado em reunião com a presença do presidente em exercício da CBF, Antônio Carlos Nunes, Edu Zebini, secretário-geral da entidade, Milton Dantas, presidente da Federação Sergipana de Futebol, Mariana Dantas, superintendente especial de Esportes do Estado de Sergipe, André Megale, diretor de Governança e Conformidade da CBF, Diogo Netto, gerente de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, além de outros representantes do projeto. O termo representa o convênio entre o estado e a entidade para a realização do programa.

Esta será a sétima unidade do projeto Gol do Brasil financiada pelo Fundo Legado Copa do Mundo FIFA 2014. Após a assinatura do termo, o próximo passo é a formação dos instrutores com a Licença S da CBF Academy, voltada para o trabalho social. 

"É um dia muito feliz para o nosso estado. É um motivo de muito orgulho. As nossas crianças e jovens merecem essa oportunidade, de serem educadas por meio do esporte que é a paixão nacional. Através do Gol do Brasil, nós vamos ensinar as 10 habilidades de vida nos bairros periféricos da nossa capital e em outro locais do nosso estado. Sergipe está de braços abertos para o Gol do Brasil", comemorou Mariana Dantas.

O Gol do Brasil é uma das principais iniciativas da CBF Social, projeto de responsabilidade social e desenvolvimento da entidade. O projeto, que se utiliza do futebol para ensinar as 10 habilidades de vida estabelecidas pela ONU (autoconhecimento, relacionamento interpessoal, pensamento crítico, pensamento criativo, empatia, resolução de problemas, tomada de decisão, gestão de emoções, controle de estresse e comunicação eficaz), tem a previsão de atender mais de 18 mil jovens, entre 6 e 17 anos de idade, até 2022. Desde 2020, conta com a chancela de cooperação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). 

"Primeiramente temos de parabenizar a CBF pela implantação deste projeto em Sergipe e no Brasil todo. Enquanto presidente da Federação Sergipana de Futebol e como cidadão sergipano é um motivo de muito orgulho o dia de hoje. Um projeto que vem sendo amadurecido há dois anos, mas lamentavelmente foi interrompido pela pandemia. Não tenho dúvidas que será um grande sucesso, que será administrado da melhor maneira possível", comentou Milton Dantas.

Fundo de Legado da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014

O Fundo Legado Copa do Mundo FIFA tem como objetivo fomentar a prática futebolística nos países que sediam a principal competição da modalidade no mundo. No Brasil, que recebeu o Mundial em 2014, esta verba é utilizada em três diferentes áreas de atuação: Alto Rendimento, Desenvolvimento e Social. Até o fim da parceria entre FIFA e CBF serão disponibilizados US$ 100 milhões para investimentos em solo brasileiro.

Alto Rendimento

São nove as competições organizadas pela CBF que contam com recursos do Fundo Legado Copa do Mundo FIFA 2014: Brasileirão Feminino A1, A2 e Sub-18, além do Campeonato Brasileiro Masculino Sub-20 e Sub-17, as Copas do Brasil Sub-20 e Sub-17 e também as Supercopas Sub-20 e Sub-17. 

A realização destes torneios é fundamental para o calendário de equipes femininas e das categorias de base masculinas. Ao todo são 738 jogos realizados anualmente por meio deste investimento, com 100% deles transmitidos ao vivo em TV, plataformas de streaming ou redes sociais.

Ainda no alto rendimento, o Fundo Legado Copa do Mundo FIFA financia o Simpósio Médico de Educação Continuada, voltado para profissionais que atuam no Departamento Médico dos clubes brasileiros. O congresso é realizado anualmente.

Social

Em parceria com a CBF Social, o Fundo Legado Copa do Mundo FIFA 2014 é responsável por financiar parte do projeto Gol do Brasil, que atenderá mais de 18 mil crianças até 2022. A ação, que iniciou em 2019, chegará aos 26 estados do país e também ao Distrito Federal. Meninos e meninas entre 6 e 17 anos têm aulas de futebol, cidadania, respeito às diferenças e responsabilidade social. O objetivo é usar o futebol para contribuir na formação integral de cidadãos.

Desenvolvimento

Em 2014, 11 dos 26 estados e mais o Distrito Federal receberam jogos da Copa do Mundo FIFA. Com o Fundo Legado Copa do Mundo FIFA 2014, os outros 15 que não foram sede do Mundial, receberão Centros de Desenvolvimento do Futebol. São estruturas físicas que contam com campos de grama natural, vestiários e prédio administrativo totalmente equipado. Como o próprio nome já diz, é um espaço para jovens desenvolverem suas habilidades e evoluírem com acompanhamento de profissionais. Estes locais visam contribuir na transição entre os contatos iniciais com o futebol e o alto rendimento, auxiliando na preparação de jovens atletas que sonham um dia em se tornar profissionais da área.
 

O que você está buscando?